Moda com História » Entretenimento

Revelados em documentos: os procedimentos estéticos feitos por Marilyn Monroe

A talentosa atriz teve chapas de raio-x e registros médicos divulgados 51 anos após sua morte

Wallacy Ferrari Publicado em 27/04/2022, às 17h03 - Atualizado em 05/05/2022, às 08h50

Montagem de Marilyn Monroe com documentos médicos
Montagem de Marilyn Monroe com documentos médicos - Divulgação / Klimbim / Julien's

Um dos maiores símbolos da beleza do século 20 teve seus segredos revelados 51 anos após sua morte; a atriz Marilyn Monroe, conhecido pela fama de 'sex symbol' em Hollywood, passou por diversas mudanças estéticas durante a carreira, muitas delas sem detalhes públicos — pelo menos, até o ano de 2015.

Em 10 de novembro daquele ano, os registros médicos da estrela, contando com passagens em clínicas particulares e até chapas de raio-x, foram à leilão em Beverly Hills, comprovando que, antes e durante a fama, a talentosa atriz retocou partes do rosto e corpo em procedimentos incisivos para mudar os traços.

Conforme reportado pela revista Vogue na época do leilão, o primeiro boato de que Marilyn foi retocada se deu em 1949, quando buscou o cirurgião plásticoJohn Pangman após ouvir em uma festa que era "uma maravilha sem queixo".

Com o advento dos registros, foi  possível saber se o queixo da ainda aspirante a atriz foi modificado.

O que Marilyn fez?

Os dados médicos apontam que, sim, Marilyn recebeu um enxerto com cartilagem para dar volume frontal no queijo, adicionando curva ao sorriso.

Contudo, fora constatado quase uma década depois que o enxerto havia sido absorvido gradativamente, o que levou a loira a retornar para a mesa cirurgia, já consolidada como estrela do cinema.

Para a nova intervenção, ela teria dado entrada no consultório com um pseudônimo para não ser reconhecida e despistar profissionais da imprensa, retocando o queixo.

A prática ocorreu com êxito e a estimulou para um retorno em 1962, supostamente para corrigir uma fratura no nariz — que seria decorrente de uma queda ao chão.

Antigo registro de Marilyn /Crédito: Getty Images

O último registro de intervenção cirúrgica é também o mais grave; em seus anos finais, ela teria sido internada com uma infecção nos seios. O motivo? Injeções classificadas como "excessivas" de silicone líquido na região torácica, antes mesmo da criação de próteses de silicone encapado, hoje comuns nas operações.


O vestido de Monroe

No ano de 1962, Monroe chamou atenção e causou polêmica ao cantar parabéns para o presidente Kennedy ao usar um perfeito vestido colado.

Essa história, que chamou atenção após a aparição de Kim Kardashian no Met Gala 2022, é relembrada no podcast 'Moda com História', com narração e roteiro de Laura Wie. 

Confira o episódio abaixo!