Vestido que 'muda de cor' no Met Gala é fruto do criativo legado de Gianni Versace

Vestido usado pela atriz Blake Lively nesta segunda-feira, 2, é inspirado na Estátua da Liberdade e chamou atenção

Redação Publicado em 02/05/2022, às 20h49

Vestido usado por Blake Lively no Met Gala 2022
Vestido usado por Blake Lively no Met Gala 2022 - Getty Images

Em uma das noites mais esperadas do ano para o ramo da moda, um nome em si chamou atenção dos fotógrafos e internautas assim que pisou no tapete vermelho: Blake Lively, que marca presença na edição do Met Gala, que acontece em Nova York neste segunda-feira, 2. 

Reunindo gigantes da moda no Metropolitan Museum of Art, de Nova York, o evento tem como objetivo angariar fundos para o museu e tem como anfitriã a editora-chefe da Vogue, a ilustre Anna Wintour. 

A atriz Blake Lively no Met Gala 2022 /Crédito: Getty Images

Ao do lado do companheiro, o ator Ryan Reynolds, Blake surpreendeu ao usar uma luxuosa peça da Versace. Inicialmente, a primeira versão do vestido apresenta a cor dourado, além de um laço e também uma cauda marcada pelo bronze, o que se relaciona com a art déco, conforme repercutido pela Vogue. 

Crédito: Getty Images

No entanto, a cereja do bolo se deu após a atriz subir a escadaria do famoso museu: com a ajuda de seguranças, a talentosa atriz tira o laço, que logo apresenta um vestido com a cor verde oxidado, assim inspirado e relembrando a estátua da liberdade, o que conversa totalmente com o tema do evento: "In America: An Anthology of Fashion", focado na história dos EUA. 

Fruto do talento de um italiano

A roupa extravagante usada pela atriz é fruto do legado criativo do italiano Gianni Versace, fundador da marca que sempre arranca suspiros em tapetes vermelhos e hoje conta com a direção de Donatella, irmã do já falecido estilista. 

Crédito: Getty Images

Gianni, que nasceu na Itália, já despertou o talento desde cedo: ele aprendeu a costurar com a mãe enquanto ainda era uma criança. Marcado pelo talento e cores fortes como o dourado, ele originou roupas que não só marcaram a história da moda italiana, mas fizeram a marca chamar atenção até os dias atuais em eventos, como o que ocorre nesta segunda-feira, 2, em Nova York. 

Gianni desenvolveu o gosto pela arte, teatro e música, que se fundiram em um conceito fashion, sexy e poderoso”, explica Laura Wie, especialista em História da Moda e idealizadora do projeto Moda com História, que narra uma animação da Aventuras na História sobre o legado do artista. 

Crédito: Getty Images

Gianni faleceu de forma trágica em 1997, quando foi alvo de um serial killer nas escadarias da ‘Mansão da Versace’, que hoje chama atenção. Nos dias atuais, seu império prospera através de Donatella, que dirige a marca com maestria.