Personagem » Crimes

A morte que abalou Hollywood: o brutal assassinato que tirou a vida do comediante Phil Hartman

Há aproximadamente 22 anos, um dos grandes nomes da comédia americana teve a vida interrompida pela própria esposa

Penélope Coelho Publicado em 17/03/2020, às 20h00

O ator, comediante, dublador e escritor canadense. Phil Hartman, que morreu assassinado enquanto dormia
O ator, comediante, dublador e escritor canadense. Phil Hartman, que morreu assassinado enquanto dormia - Wikimedia Commons

Philip Edward Hartmann, mais conhecido como Phil Hartman, nasceu em 24 de setembro de 1949, no Canadá e sempre apresentou uma tendência ao estrelato: era um artista nato. O sonho hollywoodiano ganhou vida pela primeira vez em 1986, quando entrou para o elenco do famoso programa Saturday Night Live.

Ele ficou no ar por oito temporadas, e era conhecido como The Glue – a cola, por sua capacidade de impedir que o sempre imprevisível show ao vivo saísse dos trilhos, ajudando outros atores a permanecer no caminho certo.

Suas imitações expressivas de figuras famosas como Bill Clinton, renderam muitos elogios — e também um prêmio Emmy. Após o SNL, Hartman participou como dublador no desenho animado Os Simpsons, que o apresentou a uma nova geração de fãs, com personagens icônicos como o ator Troy McClure, advogado incompetente Lionel Hutz, entre outros.

No momento de sua morte, ele havia acabado de filmar a quarta temporada de uma comédia ainda em ascensão chamada NewsRadio, onde interpretou o radialista egocêntrico Bill McNeal. Na época, com seus vilões desagradáveis ​​e ao mesmo tempo, cômicos – o público já estava apaixonado por ele. Hartman já havia conquistado seu próprio nicho na televisão americana.

 Phil Hartman e sua esposa assassina Brynn Omdahl  / Créditos: Divulgação

 

Quando tudo ocorria bem em sua carreira profissional, sua vida pessoal e amorosa estava fora dos trilhos. Ele estava em seu terceiro casamento, com a ex-modelo e aspirante a atriz Brynn Omdahl. Os dois se casaram em 1987 e tiveram dois filhos.

A união de Omdahl e Hartman era conturbada, a mulher ficava enciumada com o sucesso do marido como ator. Ele chegou a pensar em se aposentar para manter o casamento. Phil tentou ajudar sua esposa a conseguir papéis em Hollywood, mas como sua carreira não decolou, ela se afundou nas drogas e no álcool, entrando na reabilitação várias vezes.

Apesar da relação não passar pela melhor fase, ninguém esperava o que iria acontecer nas primeiras horas do dia 28 de maio de 1998. Na noite anterior, Brynn saiu com uma amiga e revelou estar "em um bom estado de espírito". Quando voltou para casa, ela e o marido entraram em uma discussão caótica. O homem ameaçou deixá-la caso ela usasse usasse drogas novamente.

Quando a briga havia, aparentemente, terminado, Hartman foi para a cama e em algum momento antes das três da manhã, com os dois filhos pequenos do casal dormindo na mesma casa, Brynn entrou no quarto que dividia com o marido e fatalmente atirou nele duas vezes, usando uma pistola calibre 38. Ele morreu na hora, aos 49 anos.

Pouco depois do ato, a mulher foi buscar ajuda na casa de um ex- amante, para quem confessou o crime. Inicialmente, ele não acreditou, e os dois foram juntos para a mansão onde a mulher cometeu o assassinato em Los Angeles. Quando ele viu o corpo de Phil, ligou imediatamente para a polícia e fugiu em seguida com medo.

Mansão em Los Angeles onde o ator foi morto pela própria mulher / Créditos: Divulgação 

 

Assim que a polícia chegou ao local do homicídio, eles encontraram o filho de nove anos, Sean, correndo para a porta da frente da casa. Eles também ajudaram a outra filha, a pequena Birgen de seis anos. Enquanto faziam isso, um único tiro foi disparado de dentro da casa. Brynn se trancou no banheiro e tirou a própria vida.  Após sua morte, exames revelaram que ela estava sob efeito de cocaína na noite do crime.

Mais de vinte anos após a tragédia fatal, o legado de Hartman continua vivo. Sua voz pode ser identificada em 52 episódios de Os Simpsons. Já a série NewsRadio, que até então estava esquecida, virou um clássico cult da televisão americana.


+Saiba mais sobre o tema por meio de grande obras:

The Castle on Sunset: Life, Death, Love, Art, and Scandal at Hollywood's Chateau Marmont, Shawn Levy - https://amzn.to/3cUVWvD

Os segredos matemáticos dos Simpsons, Simon Singh (2016)

link - https://amzn.to/2PUzUP7

Homer Simpson, meu herege favorito: A religião, o evangelho e os desigrejados segundo Os Simpsons, Deivinson Bignon (e-book)

link - https://amzn.to/2PqaDx6

Simpsons Comics Colossal Compendium Volume 6, Matt Groening (2018)

link - https://amzn.to/2RWnwAE

Serial Killers - Anatomia do Mal: Entre na mente dos psicopatas, Harold Schrechter (2013) - https://amzn.to/2OdDLq7

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/3b6Kk7du