Personagem » Inglaterra

Mary Wortley Montagu, a pioneira da imunização que jamais foi reconhecida

Aristocrata britânica foi responsável pela técnica da inoculação contra a varíola, porém esquecida na história

Vinicius Barbosa Publicado em 15/04/2021, às 12h32 - Atualizado às 17h30

Retrato de Mary Wortley Montagu
Retrato de Mary Wortley Montagu - Wikimedia Commons

Em 1717, Mary Wortley Montagu morava com o marido, um embaixador britânico na Turquia. No país percebeu algo que lhe cativou a intenção: muitas mulheres não tinham as marcas e cicatrizes de varíola no corpo. A doença era altamente contagiosa na época, e Mary já a tinha contraído — por isso, seu rosto era desfigurado.      

A explicação para isso era a inoculação, ou seja, o processo de colocar propositalmente o vírus em alguém. A prática que surgiu no século 10 nas regiões orientais da Ásia, mas era popular na Turquia, no século18.

Mary Worty/ Créditos: Wikimedia Commons

 

O processo permitia que  a pessoa adoecesse de forma leve e sem possibilidades de contrair futuras infecções. Após o sucesso de experimentos em outrospacientes, Mary decidiu correr o risco e deixou que seu filho mais velho fosse imunizado.

Montagu e a família, então, retornaram à Inglaterra tempos depois, e Mary tinha uma filha de três anos, que na época não era inoculada. Com um surto de varíola assolando o país, achou que era o momento de também fazer o tratamento na menina.

As reações com seu sucesso

Para provar que seu método era funcional, a mulher convidou, em 1721, um grupo de médicos respeitados para provar. O resultado foi positivo e chamou a atenção da Princesa de Gales, que inoculou as crianças da realeza

Entretanto, alguns profissionais da medicina, não apreciavam uma 'leiga' fazendo experimentos e tendo sucesso. A aristocrata ameaçava o lucro e a posição deles; ela também, era criticada pelo clero, que condenavam a interferência científica humana na natureza. 

Mary Montagu foi chamada de ignorante e teve suas ideias e avanços ignorados. O procedimento oferecia riscos graves, chegando a ser fatal. Porém, na Turquia era diferente, o processo de inoculação já estava estabelecido, as mulheres tinham conhecidmento de que a dose tinha que ser mínima, seguida por um período de isolamento, onde o paciente precisava ficar sozinho para não transmitir o vírus para outras pessoas.

Já na Inglaterra, o papel era dos médicos, mas vários profissionais não qualificados realizavam o procedimento de forma indevida. Deixavam seus pacientes sangrando por dias, com o objetivo de se "purificarem" antes da inoculação.

O que é mostrado na História

No ano de 1796, Edward Jenner notou que ordenhadores de vacas não eram infectados pela varíola, visto que criaram um tipo de resistência  — essa que era transmitida pelo pus presente nas tetas e causava a doença em sua forma mais leve. 

Edward Jenner vacinando criança / Créditos: Wikimedia Commons;

 

Segundo matéria publicada pela revista Superinteressa, é possível que Jenner tenha sido inoculado ainda na infância, embora não tivesse memórias do momento. Então, já formado como profissional, publicou artigos científicos sobre a descoberta em 1796 (anos mais tarde que as ideias de Montagu), sem hesitação, foi levado a sério. 

Com isso, os estudos sobre a imunização e as origens da vacina, tem o médico inglês como pioneiro, garantindo seu título de criador do primeiro imunizante do mundo. Apesar da verdadeira história ser muito diferente.


+Saiba mais sobre temas semelhantes através das obras abaixo, disponíveis na Amazon:

Inimigo Mortal: Nossa Guerra Contra os Germes Assassinos, de Michael T. Osterholm e Mark Olshaker (2020) - https://amzn.to/2YWUowI

O fim está sempre próximo, de Dan Carlin (2020) - https://amzn.to/2zwBqSS

Cambridge - História da Medicina, de Roy Porter (2008) - https://amzn.to/38ZeyHN

Doenças que mudaram a história, de Guido Carlos Levi (2018) - https://amzn.to/33woA1R

A grande mortandade, de John Kelly (2011) - https://amzn.to/2vsqnZa

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp 

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W