Matérias » Ditadores

10 ditadores que são cultuados como heróis

Apesar de seus governos autoritários e sanguinários, muitas pessoas ainda idolatram a imagem de truculentos líderes políticos

Isabela Barreiros Publicado em 28/10/2019, às 18h31

None
- Getty Images

10. NICOLAE CEAUSESCU

[Colocar ALT]
Crédito: Getty Images

Durante seu governo ditatorial na Romênia, crianças foram chamadas para servir em uma polícia secreta, a desnutrição no país aumentou drasticamente e os militares foram responsáveis pela morte de mais de 15 mil pessoas a cada ano.

Todavia, uma pesquisa realizada pelo Instituto Romeno de Avaliação e Estratégia (IRES) em 2010 revelou que muitos romenos preferiam o governo de Ceausescu.

63% dos entrevistados alegaram que a vida era melhor antigamente — ao contrário dos 29% que afirmaram que o período foi mais difícil. A consulta ainda perguntou aos entrevistados sobre o próprio ditador e, surpreendentemente, 40% disseram que votariam nele caso o político se candidatasse à presidência hoje.

9. PARK CHUNG HEE

Durante os anos de 1961 e 1979, o presidente Park Chung Hee governou a Coreia do Sul. Seu governo censurava qualquer um que o criticasse e a tortura era frequente durante as detenções.

De acordo com o jornal The Korean Times, muitos sul-coreanos enxergam o líder como um dos maiores presentes de todos os tempos. A publicação atestou que Chung Hee está na frente de inúmeros outros políticos do país.

Crédito: Getty Images

 

8. ANTONIO DE OLIVEIRA SALAZAR

Salazar governou Portugal com uma ditadura fascista. O período foi marcado por perseguições políticas, torturas e autoritarismo, e chegou a durar quase 40 anos.

Mas no dia de seu aniversário, muitas pessoas ainda vão ao seu túmulo para prestigiá-lo com flores e mensagens de apoio. Acredita-se que quase um quinto da população portuguesa tenha uma opinião positiva sobre ele.

7. FRANCISCO FRANCO

Francisco Franco foi um dos maiores ditadores na Europa durante o século 20. Na época de seu governo, mais de 100 mil pessoas foram mortas, torturadas e estupradas. Esquadrões da morte foram responsáveis pelas ações truculentas.

Na Espanha, contudo, muitos ainda acreditam que suas ações foram corretas. Segundo uma pesquisa do jornal El Mundo feita em 2006, um terço da população apoiava o fato de Franco ter derrubado o governo anterior a ele. Muitas pessoas ainda acham que ele foi quem salvou o país do comunismo.

6. A DITADURA DOS CORONÉIS

Entre os anos de 1967 e 1974, a Grécia sofreu com a implantação de uma ditadura militar de direita, comandada por juntas militares formadas por coronéis. O período ficou conhecido por sua constante repressão. Estupro e tortura sexual foram métodos muito utilizados pelos torturadores.

Apesar disso, um estudo publicado na Metron Analysis em 2013 revelou que quase um terço dos gregos preferiam o país sob uma ditadura do que atualmente na democracia. 46% alegaram que as condições de vida eram melhores no governo ditatorial.

5. FERDINAND MARCOS

[Colocar ALT]
Crédito: Getty Images

O ex-presidente das Filipinas, Ferdinand Marcos, foi responsável pela morte de mais de 3 mil pessoas, tortura de 35 mil e pela prisão de outros 70 mil. A ONG Transparency International ainda nomeou o político como o segundo homem mais corrupto do mundo.

Em 2011, a maioria dos filipinos queria que Marcos fosse enterrado no famoso cemitério dos heróis do país. Uma campanha feita no Twitter também pedia que ele fosse nomeado o “maior presidente de todos os tempos”, em 2014. Muitos acreditam que ele salvou as Filipinas do comunismo.

4. ERICH HONECKER

Erich Honecker foi presidente da Alemanha Oriental de 1976 até 1989. Seu governo foi marcado por intimidação dos oponentes e censura dos que moravam na região.

A revista Der Spiegel publicou em 2009 um artigo que dizia que a maioria dos ex-alemães orientais defende o período. Quase metade do grupo ainda afirma que a vida era melhor durante o governo de Honecker, dizendo que a Alemanha moderna configura mais uma ditadura que o comunismo de antigamente.

3. SUHARTO

Suharto comandou a Indonésia sob uma ditadura sangrenta de 1967 a 1998. Corrupto, o líder embolsou mais de 35 bilhões de dólares da receita do país.

Ele ainda ordenou o a morte de mais de 500 mil pessoas, no Massacre na Indonésia, que aconteceu em 1965 e 1966. O genocídio foi justificado como uma tentativa de evitar o comunismo no país, mas, na verdade, exterminou uma etnia chinesa.

Crédito: Getty Images

 

Um partido político da Indonésia achou viável pedir às autoridades que reconhecessem Suharto como um herói nacional. Em várias regiões do país, pessoas ainda comemoram o massacre como algo positivo e heroico.

2. BENITO MUSSOLINI

Benito Mussolini foi uma das figuras mais importantes para a criação do fascismo. Liderando a Itália durante os anos de 1922 e 1943, o autoritarismo, o nacionalismo, o anticomunismo e a censura fizeram parte do seu governo,

O consumo de sua imagem, no entanto, está crescendo na Itália, com a venda de pôsteres, camisetas e outros souvenirs. Segundo o jornal The Guardian, o culto a sua figura está ressurgindo devido a políticos com posicionamentos parecidos, que ainda elogiam as atitudes tomadas pelo ditador abertamente. A publicação cita o exemplo do político italiano neoliberal Silvio Berlusconi.

1. JOSEF STALIN

Algumas análises de historiadores dizem que Josef Stalin matou pelo menos 20 milhões de pessoas durante seu governo na Rússia. Para acabar com aqueles que ele considerasse “inimigos da classe trabalhadora”, ele prendeu e executou milhares de pessoas durante os anos de 1934 e 1939, consolidando o que ficou conhecido como o “Grande Expurgo”.

De acordo com uma pesquisa feita pela Carnegie Endowment for International Peace em 2011, 45% dos russos tem uma visão positiva do ditador. Na Geórgia, seu país natal, isso sobe para quase 70%.


Saiba mais sobre os ditadores e seus truculentos regimes por meio dos livros a seguir:

Nicolae Ceausescu (English Edition) eBook Kindle, Kalyani Mookherji (2017) - https://amzn.to/2NlaN6I

The Park Chung Hee Era (English Edition), Byung-Kook Kim (2011) - https://amzn.to/2BOHzrl

Biografia Definitiva: Salazar, Filipe Ribeiro de Menezes (2010) - https://amzn.to/2PxmF8t

Francisco Franco: A Vida E O Legado Do Polêmico Ditador Espanhol, Charles River Editors (2018) - https://amzn.to/2BNIF6M

Suharto and His Generals: Indonesian Military Politics, 1975-1983, David Jenkins (2011) - https://amzn.to/36c2G4X

Stálin, Simon Sebag Montefiore (2006) - https://amzn.to/2PmK5xb

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, assinantes Amazon Prime recebem os produtos com mais rapidez e frete grátis, e a revista Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.