Matérias » Galeria

As 10 fotografias mais influentes da História

Essas imagens marcaram o mundo com momentos impactantes da humanidade

Alana Sousa e Thiago Lincolins Publicado em 09/10/2019, às 06h00

None
- Wikimedia Commons

1. O horror da Guerra do Vietnã 

Crédito: Nick Ut

 

Considerada uma das fotos mais célebres da História, Kim Phuc Phan Thi, fugia dos lançamentos de bombas explosivas incendiárias na aldeia de Trang Bang em 1972. A foto foi tirada por Nick Ut, da agência Associated Press, ele estava ao lado de um grupo de colegas depois de registrar o lançamento de bombas no dia 8 de junho de 1972.

2. O monge budista que ateou fogo em si mesmo em forma de protesto 

Crédito: Wikimedia Commons

 

A foto tem origem de um vídeo-reportagem, que foi divulgado no mundo inteiro, causando comoção geral. O monge Thích Quảng Ðức pega fogo, em meio a sua calma - fica parado, meditando, enquanto seu corpo arde nas chamas da guerra. Em 1963, no centro de Saigon, Vietnã do Sul (atual cidade de Ho Chi Minh), o monge budista ateou fogo às vestes, em protesto contra a repressão religiosa e política do presidente Ngo Dihn Diem.

3. O rebelde desconhecido 

Crédito: Jeff Widener

 

A fotografia revela o momento onde um homem com sacolas de supermercado desafia tanques de guerra, enquanto tiros ecoam por toda parte. Registrado em foto e vídeo pelo fotógrafo Jeff Widener no dia 5 de junho de 1989, o ato de resistência se tornou símbolo do que ficou conhecido como Massacre da Praça da Paz Celestial.

4. O abutre a pequena menina

Crédito: Kevin Carter

 

A imagem revela a triste realidade de crianças que passam fome. O fotógrafo Kevin Carter eternizou o momento de uma menina tentando chegar a um centro de alimentação no Sudão do Sul, em 1993. A foto ganhou o Prêmio Pulitzer de fotografia de longa-metragem no ano seguinte. Carter morreu por suicídio quatro meses após ganhar o prêmio.

5. O horror da outra bomba atômica 

Crédito: Wikimedia Commons

 

Às 11h02 de 9 de agosto de 1945, a bomba Fat Man foi lançada em direção a Nagasaki. O artefato, carregado com 6,4 quilos de plutônio-239, explodiu a 469 metros do chão. O que se seguiu foi horror puro: a cidade japonesa sumiu do mapa. A detonação provocou um calor de 3.900 graus Celsius e ventos de 1 005 km/h. Cerca de 80 mil pessoas morreram imediatamente.

6. O beijo roubado

Crédito: Alfred Eisenstaedt

 

 Era 14 de agosto nos Estados Unidos quando multidões foram às ruas – bem mais efusivamente do que em maio, no caso dos Estados Unidos, assim como na China, Coreia e Austrália, inimigos mais afetados pelo Japão. Nesse dia, a célebre foto reproduzida acima foi tirada pelo fotógrafo Alfred Eisenstaedt na Times Square, em Nova York.

7. A tragédia do Hindenburg 

Crédito: Sam Shere

 

Em 6 de maio de 1937 o LZ 129 Hindenburg finalmente começou as manobras de atracamento na base de Lakehurst, em Nova Jersey. Como que do nada, o dirigível pegou fogo. Começando pela parte de trás, o furioso incêndio começou a trazer o colosso para o chão, perdendo sustentação primeiro atrás e empinando, em sucessivas explosões.Das 97 pessoas a bordo, 35 morreram,13 das quais passageiros. Houve outra morte, de um membro da equipe de terra.

8. Guerrilheiro Heroico

Crédito: Alberto Korda

 

Em 1960, em Havana, o guerrilheiro cubano Che Guevara foi fotografado por Alberto Korda. A imagem é a mais conhecida e reproduzida até hoje, inclusive em produtos comerciais, como roupas, quadros e acessórios. A foto foi tirada durante um Memorial dedicado a explosão do navio La Coubre. De acordo com Korda, Guevara demonstrava imobilidade absoluta, raiva e dor. O retrato capturou todo o “caráter, firmeza e determinação que o guerrilheiro possuía”, contou o artista.

9. O grande passo da humanidade

Crédito: NASA

 

A imagem mostra Neil Armstrong durante a chegada do homem à lua. Praticamente do momento em que foi içado da cápsula Apollo 11 no Oceano Pacífico, em 1969, até sua morte, em 2012, Armstrong lutou para ter uma vida o mais ordinária possível diante do impacto de sua participação naquela experiência de uma vida humana num outro corpo celeste.

10. Uma mãe anuncia publicamente a venda de seus próprios filhos

Crédito: Wikimedia Commons

 

O cartaz diz: “Quatro crianças à venda – Informe-se aqui”. A mercadoria está exposta na escada: no degrau mais alto, Lana, 6 anos, e Rae, 5; embaixo, Milton, 4, e Sue Ellen, 2. A mãe, Lucille Chalifoux, que chora escondendo o rosto do fotógrafo, estava grávida de David. Tirada em 4 de agosto de 1948, em Chicago (EUA), a foto foi publicada com o anúncio chocante:"sem arrependimento" em vários jornais, causando comoção e fazendo surgir ofertas de ajuda de leitores comovidos.