Matérias » Crimes

11 corpos, diversas teorias e uma cena brutal: Os mistérios das mortes de Burari

Nova minissérie da Netflix aborda um dos casos mais chocantes da Índia

Fabio Previdelli Publicado em 17/10/2021, às 09h00

A família Bhatia
A família Bhatia - Divulgação/ Netflix

Investigações criminais e Netflix formam uma dupla que agrada a muitos espectadores. Seja por casos famosos internacionalmente, como o 'Desaparecimento de Madeleine McCann', ou os mais regionais, como 'Bandidos na TV', a plataforma de streaming sempre apresenta narrativas que deixam qualquer um de queixo caído.  

A mais nova produção da vermelhinha, sobre um dos crimes mais chocantes e bizarros da Índia — e do mundo, de certa forma —, chega com um toque de ocultismo, teorias e muitos momentos perturbadores. Conheça ‘O Mistério das Mortes de Burari’. 

Quando tudo, em tese, começou  

Era por volta das 5 horas da manhã quando a entrega de leite chegou na loja da família Bhatia. Naquele 1º de julho, tudo parecia acontecer como costumeiramente. Mas, neste dia, a mercearia localizada em Burari (Nova Délhi, capital da Índia), não abriu.  

Às 7h, os fregueses já faziam fila para suas compras matinais. Com a situação atípica, os vizinhos dos Bhatia logo estranharam a situação. Os momentos que você confere a seguir marcaram o ano de 2018 e seguem ecoando até hoje em todos que presenciaram o episódio.  

Tudo começou a ser revelado cerca de 15 minutos depois. Após inúmeras tentativas frustradas de comunicação com a família. Já que ninguém atendeu às ligações, Gurcharan Singh percebeu que a porta da casa de seus vizinhos estava destrancada. Logo, subiu as escadas do local e deu de cara com uma cena terrível: 10 corpos estavam pendurados pelo pescoço na sala de estar.  

Local onde os corpos estavam pendurados/ Crédito: Divulgação/ Netflix

 

Atônito, Singh acionou a polícia de imediato, afinal era o começo de um mistério.

“Em minha carreira de 17 anos, até agora, eu nunca vi uma cena de crime como essa e espero nunca ver”, relata ao jornal local The Hindu o chefe de polícia Rajeev Tomar, o primeiro oficial a entrar na casa.  

Àquela altura, uma imensidão já tomava as ruas do local para acompanhar o que aconteceu. Por serem muito conhecidos e queridos pela vizinhança, a notícia das mortes se espalhou rapidamente.  

“Foi chocante”, prossegue Tomar, “fiquei apenas 10/15 segundos por lá antes de descer correndo para ligar para meus superiores. Na época, não vi de quem eram as mãos amarradas e os olhos cobertos [da pessoa que estava logo de frente às escadas]. Acabei por observar muitos corpos pendurados, como galhos de uma árvore”. 

No primeiro andar da casa estavam os corpos de Bhavnesh Singh, de 50 anos; seu irmão, Lalit Singh (45); suas esposas, Savita (48) e Tina (42), respectivamente; seus filhos, Neetu (25), Monu — também conhecido por Maneka — (23), Dhruv (15) e Shivam (15); sua irmã Pratibha (48) e sua filha Priyanka (33). Eles estavam pendurados em uma formação circular, com Pratibha um pouco afastada do grupo.

A família Bhatia/ Créditos: Divulgação/ Netflix

 

Já a mãe da família, Narayan Devi, de 80 anos, foi encontrada morta no chão da sala adjacente. 

As investigações 

Quando o caso começou a ser apurado pelos investigadores, o caso já era o mais comentado em toda a mídia indiana. O sensacionalismo e a pressão popular começaram a ditar o ritmo das buscas.  

Inicialmente, levantou-se uma suspeita das vítimas terem sido assassinadas, todas ao mesmo tempo — ou com um intervalo curto —, afinal, todos os familiares estavam com os membros amarrados, os olhos vendados e com as bocas amordaçadas.  

Outro ponto que alimentava essa teoria foi o fato de todos eles serem queridos por seus vizinhos e sempre vistos como pessoas alegres e felizes.

Contudo, alguns pontos passaram a intrigar os policiais: se eles realmente foram mortos, como ninguém viu possíveis suspeitos, já que para cometerem tal ato, os policiais estimaram que cada membro teria que ser contido por outras 2 ou 3 pessoas.  

Uma das vítimas amarradas/ Crédito: Divulgação/ Netflix

 

Além do mais, nenhum deles apresentava sinal de resistência ou de combate físico; e nenhum objeto de valor foi levado do local.  Como tudo isso foi possível? 

As respostas ocultas 

Com o passar dos dias, uma pista foi crucial para entender como tudo aconteceu — embora esse ponto tenha deixado inúmeros questionamentos.

Um total de 11 diários foram encontrados na casa. Eles relatavam como foram os últimos 11 anos dos 11 membros da família. O 11 havia se tornado um número cabalístico para todos os segredos.  

“Encontramos notas manuscritas detalhando como as mãos e as pernas deveriam ser amarradas. Os detalhes são semelhantes à maneira como os corpos de 10 pessoas foram encontrados. Essas são notas exaustivas e vamos analisá-las”, declarou à época o comissário Alok Kumar à NDTV. 

O ponto mais estranho disso tudo, é que os diários foram ditados por Lalit. Mas ele não teria sido o idealizador de tudo, mas sim o “espírito” de seu pai, Bhopal Singh, que morreu em 2007. As anotações começaram no dia seguinte à perda.  

As escritas são o passo-a-passo de como a família deveria se preparar para um ritual chamado badh tapasya, que seria algo como adoração da figueira-de-bengala — uma árvore que produz raízes aéreas, que crescem pelos galhos até atingirem o solo. O que, visualmente, se assemelhava a formação que a família foi encontrada pendurada.  

Uma figueira-de-bengala/ Crédito: Divulgação/ Netflix

 

A grande questão, então, passou a ser: como onze membros de uma família, que incluía jovens entre 15 e 25 anos, concordaram em amarrar um laço em volta do pescoço para participarem de um suposto ritual? 

As respostas (?)

Um dos pontos tratados na série é como Lalit mudou após a morte do pai, se tornando uma figura centralizadora e autoritária, como se tivesse tomado o posto de ‘homem da casa’. 

Além do mais, após as supostas instruções vindas de seu falecido pai, a família passou a ter sucesso em tudo o que era feito ou que se propunham a fazer, gozando de um prestígio cada vez maior, assim como seu poder financeiro.  

Fora isso, um trecho encontrado no diário dá conta de que eles não esperavam ter o fim que tiveram.

“Vocês vão amarrar as próprias mãos e quando o kriya [ritual] for feito, todos se ajudarão a desamarrar as mãos”, como aponta matéria da NDTV. A expectativa era que, ao fim do ritual, eles acabariam vendo o patriarca da família, pois aquilo serviria para sua ‘salvação’.  

Como as vítimas foram encontradas/ Crédito: Divulgação/ Netflix

 

Por fim, psicólogos comentaram as mortes, explicando que o caso pode ser considerado o resultado do chamado “transtorno psicótico compartilhado”, ou seja, quando os membros de um grupo confiam cegamente em um ‘líder’ e seguem suas instruções sem questionar.  

Alguns especialistas disseram, em entrevista ao Hindustan Times, que achavam que Lalit sofria de um “transtorno delirante”. Porém, essa será uma questão que, possivelmente, jamais será respondida. 

Lalit realmente recebeu ordens de seu pai ou ele manipulou seus familiares para um trágico fim? 


+ Saiba mais sobre seitas por meio de grandes obras disponíveis na Amazon: 

Report of the Department of the Treasury on the Bureau of Alcohol (Edição Inglês), de United States. Dept. of the Treasury. Bu (2018) - https://amzn.to/3gXX17V

Waco: A Survivor's Story (Edição Inglês), de David Thibodeau e Leon Whiteson (2018) - https://amzn.to/2BDxpx1

True Stories of Law & Order: Special Victims Unit: The Real Crimes Behind the Best Episodes of the Hit TV Show (Edição Inglês), de Kevin Dwyer e Jure Fiorillo (2007) - https://amzn.to/3gY3Nut

Box O Império das Seitas, de Walter Martin (2019) - https://amzn.to/2BCNZgx

Identificando Seitas, de Esmeraldo Storti (2018) - https://amzn.to/371NnwD

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp 

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W