Matérias » Curiosidades

21 filhos: 5 particularidades sobre os irmãos siameses Chang e Eng

Conheça a saga curiosa e dramática dos primeiros gêmeos siameses conhecidos

Giovanna de Matteo Publicado em 16/08/2020, às 08h00

Pintura de Chang e Eng jovens
Pintura de Chang e Eng jovens - Wikimedia Commons

A história dos gêmeos começa em Sião (atual Tailândia), quando em 1811 um casal de chineses deu à luz a Chang e Eng. Eles vieram ao mundo ligados pelo osso esterno, sendo os primeiros gêmeos a serem chamados oficialmente de "siameses". Suas vidas foram rodeadas de fama e tumultos. 

Veja abaixo 5 curiosidades que marcaram a vida dos irmãos.

1. Vendidos pela mãe

Quando ainda eram adolescentes, um capitão de um navio americano avistou os meninos nadando no rio. O capitão incrédulo com a cena percebeu nos irmãos a grande chance de lucrar em cima dos jovens.

O capitão decidiu então que queria levá-los para os Estados Unidos e ofertou uma proposta de compra para a mãe dos garotos, que praticamente os vendeu para o homem. Os irmãos foram obrigados a assinar um contrato que fazia com que eles fossem "propriedade" do homem, trabalhando para ele pelos próximos cinco anos.

2. Show de horrores

Poster anunciando espetáculo dos irmãos Cheng e Eng / Crédito: Wikimedia Commons

 

Quando chegaram aos Estados Unidos, o homem que os havia comprado colocou em prática um plano lucrativo e criou uma espécie de "circo", que exibia os meninos como atração. Naquela época, os espetáculos de variedades eram uma das principais formas de entretenimento do século 19.

O público assistia aos irmãos e ficava impressionado com o que viam. Eles se apresentavam em cima do palco mostrando o seu corpo enquanto um médico os analisava.

O proprietário decidiu comercializá-los como "gêmeos siameses" porque eram de Sião. Foi assim que esse termo acabou se oficializando para determinar aqueles que nasciam com os corpos interligados.

3. Dando a volta por cima

Quando o contrato dos gêmeos acabou, e eles alcançaram a maioridade, foram libertados pelo dono e se viram sem emprego. Chang e Eng então decidiram aproveitar a fama que já tinham e continuaram se exibindo como "atrações".

Embora ainda fossem julgados pelo público como "aberrações", o dinheiro que eles ganhavam seria totalmente deles. Eles continuaram no ramo por sete anos, ganhando muitos fãs e curiosos que pagavam para ver os famosos "siameses". Com isso, acabaram acumulando muitas riquezas até se aposentarem.

Chang e Eng  compraram um terreno e uma casa na Carolina do Norte, onde se tornariam proprietários de escravos. Misturaram-se com a população norte-americana e se casaram com duas mulheres brancas, que também eram irmãs.

4. Um casamento complicado

 Chang e Eng Bunker com suas esposas e filhos / Crédito: Wikimedia Commons

 

Chang e Eng passaram por cima de muitos padrões da época. Inicialmente, eles lutaram para adquirir a cidadania americana, que era exclusiva apenas para homens brancos livres. Em segundo, causaram um grande escândalo ao se casar com duas irmãs brancas, ignorando as leis de segregação racial e anti-miscigenação do Sul dos Estados Unidos. 

Para conciliarem seus casamentos, os irmãos decidiram criar certas regras de convivência, que deveriam ser rigidamente seguidas. Eles compraram duas casas que ficariam para suas esposas, uma casa para cada. Em seguida, decidiram que a cada três dias trocariam de casa, passando um tempo igual com cada esposa.

5. Uma legião de filhos 

Apesar das limitações, o relacionamento dos irmãos com suas esposas resultaram em 21 filhos para os casais, que ficaram juntos por três décadas. O autor de Inseparable - The Original Siamese Twins and Their Rendezvous with American History ("Inseparáveis: os gêmeos siameses originais e seu encontro com a história americana", em tradução livre), Yunte Huang, disse à BBC que "eles usaram a mesma técnica que as gêmeas siamesas inglesas Daisy e Violet Hilton usariam mais tarde, no século 20. Uma dessas irmãs acabou se casando e, segundo seu livro de memórias, quando a irmã casada estava com seu marido, a irmã solteira se afastava mentalmente da situação: lia um livro ou tirava uma soneca... isso é o que Chang e Eng fizeram".

Huang alega que "Chang teve dez filhos e Eng, 11. Embora pareça muito, não era realmente incomum para os padrões da época, especialmente na Carolina do Norte, onde era normal para um casal ter até dez filhos".

O autor do livro também anunciou que já participou de uma reunião entre os descentes de Chang e Eng, que todo ano se reúnem em celebração aos parentes. 


+Saiba mais sobre gêmeos siameses por meio de grandes obras disponíveis na Amazon:

The Lives of Chang and Eng: Siam's Twins in Nineteenth-Century America, de Joseph Andrew Orser (2014) - https://amzn.to/3h7UeZH

Inseparable: The Original Siamese Twins and Their Rendezvous with American History , de Yunte Huang (2018) - https://amzn.to/2Q2j40S

A vida sexual das gêmeas siamesas, de Irvine Welsh (2016) - https://amzn.to/3g80QWB

Chang and Eng, de Darin Strauss (2000) - https://amzn.to/2Q4sMjr

Chang and Eng Reconnected: The Original Siamese Twins in American Culture, de Cynthia Wu (2012) - https://amzn.to/2Q13y5F

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp 

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W