Matérias » Crimes

32 anos desaparecido: A emocionante história de Mao Yin

Após ter sido sequestrado aos 2 anos, na China, em maio desse ano o rapaz finalmente se reencontrou com sua família

Penélope Coelho Publicado em 08/10/2020, às 13h00

Mao Yin se reencontrando com os pais
Mao Yin se reencontrando com os pais - Divulgação / Youtube / CCTV

O ano de 2020 está sendo difícil para a maioria das pessoas ao redor do mundo, em decorrência da pandemia do novo coronavírus, contudo, para uma família na China esse pode ser considerado um ano muito especial, já que ele marca um reencontro tão desejado.

Em 1988, o menino Mao Yin, na época com dois anos de idade, foi raptado e vendido, por três décadas seus pais buscaram incansavelmente por notícias do filho e em maio deste ano finalmente receberam a ligação que tanto esperavam.

O sequestro

17 de outubro de 1988 parecia ser só mais dia comum para a família do patriarca Mao Zhenjing, contudo, a data alterou para sempre sua história. Na época, sua esposa Li Jingzhi trabalhava fora e muitas vezes tinha que viajar. Naquele dia, Zhenjing estava encarregado de buscar o filho de dois anos na creche, na cidade de Xian,  província de Shaanxi, na China.

Na volta para casa o pequeno Mao Yin estava com sede, por isso, seu pai parou no caminho para pegar água em um hotel, distraindo seus olhos do menino por 1 ou 2 minutos, quando percebeu já era tarde demais: a criança não estava mais ali.

Desde então, seus pais iniciaram uma busca incansável pelo filho único, Li largou o emprego para procurar o menino por todo o país, eles chegaram a distribuir mais de 100 mil folhetos pedindo ajuda por qualquer informação sobre o garoto.

Na época, o caso se tornou muito famoso na China, já que os pais de Mao apareciam com frequência nas redes de televisão pedindo ajuda. Mas, mesmo com todos os esforços, encontrar Yin não foi uma tarefa fácil e levou muitos anos para que tivesse um final feliz.

Tráfico de crianças

Mao Yin foi retirado de seus pais biológicos para ser vendido para um casal que não tinha filhos, na província de Sichuan, pelo valor de 6 mil yuanes, cerca R$ 4.600 reais. Um ano depois do sequestro seu nome foi mudado para Gu Ningning e o menino foi criado como filho único pelo casal que o comprou.

Nesse período, o jovem viveu sua vida normalmente, frequentando a escola e a faculdade. O garoto chegou a ver seus pais verdadeiros na televisão uma vez e teve a estranha sensação de que os conhecia, mas, na época não fez nenhuma relação.

A família Zhenjing reunida / Crédito: Divulgação / Youtube / CCTV

 

O reencontro

Em abril de 2020, a polícia da China recebeu uma denúncia anônima sobre um garoto que havia sido sequestrado em Xi'na na década de 1980, a pessoa que realizou a denúncia também encaminhou uma foto do homem já adulto e através da tecnologia de reconhecimento facial eles chegaram ao nome de Yin.

As autoridades locais rastrearam o paradeiro do cidadão e o convenceram a realizar um exame de DNA, o resultado não poderia ser outro: ele era verdadeiramente o filho perdido da família Zhenjing.

No dia 10 de maio deste ano, mais especificamente no dia das mães, Li recebeu o maior presente de sua vida quando uma ligação do Departamento de Segurança Pública de Xi'an a surpreendeu com a incrível notícia de que seu filho havia sido encontrado, depois de 32 anos.

O tão sonhado reencontro aconteceu no mesmo mês e foi registrado pela imprensa chinesa, na época, Mao passou um mês na casa dos pais e atualmente eles estão cada vez mais próximos, contudo, o filho afirma que não tem nenhuma memória da época em que esteve com seus familiares biológicos.

Por sua vez, a investigação sobre seu desaparecimento ainda está em andamento, nenhuma informação sobre o casal que adotou e criou o menino foi divulgada pelas autoridades locais.


+ Saiba mais sobre casos de sequestros por meio das obras disponíveis na Amazon:

Libertada, de Michelle Knight e Michelle Burford (2014) - https://amzn.to/37g8TNs

Kidnapped: The Tragic Life of J. Paul Getty III, de Charles Fox (2018) - https://amzn.to/36dvuJ5

3096 dias, de Natasha Kampusch (2010) - https://amzn.to/30N5vXR

O caso Pedrinho: A emocionante história dos pais em busca do filho desaparecido por dezesseis anos e os bastidores da investigação policial e da cobertura jornalística, Renato Alves (2014) - https://amzn.to/2tKouFU

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp 

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W