Matérias » Personagem

Huang Dafa: o homem que solucionou o problema hídrico de sua cidade com as próprias mãos

Líder de uma vila chinesa que vivia sem água, o homem descobriu como solucionar o problema hídrico diante 36 anos de planejamento e escavações

Pamela Malva Publicado em 19/09/2020, às 08h00

Fotografia de Huang Dafa, o ex-líder de sua comunidade
Fotografia de Huang Dafa, o ex-líder de sua comunidade - Divulgação/Youtube

Considerado um homem de grandes responsabilidades, Huang Dafa tornou-se o chefe da aldeia de Caowangba, na China aos 28 anos. Pai de oito crianças, ele sabia que tinha o que era necessário para comandar uma das comunidades mais pobres do país.

Na liderança, Huang sabia que um dos maiores problemas enfrentados pela sua aldeia era a falta de água constante. Retirando o líquido de um único poço que secava com frequência, o povo de Caowangba mal podia contar com a agricultura para sobreviver.

O plantio de arroz, por exemplo, era quase impossível e, dessa forma, eles precisavam se apoiar no consumo do milho — que também acabava em alguns momentos de seca ao longo do ano. Foi assim, à frente da pobre comunidade, que Huang teve uma ideia.

A vila de Huang Dafa atualmente / Crédito: Divulgação/Youtube

 

Vida de um líder

Vivendo em uma aldeia com poucos recursos, a família de Huang era uma das muitas que tinham de fazer cortes para sobreviver. Os oito herdeiros do homem — dois garotos e seis meninas — sequer terminaram a escola, já que a mensalidade era muito cara.

Apenas o filho mais novo do homem conseguiu chegar até o final do ensino médio e, assim, tornou-se professor. Os outros, assim como o pai, não tinham um alto grau de escolaridade, mas ajudavam no árduo trabalho agrícola da família.

Huang, por sua vez, tinha um pensamento bastante diferente dos antigos líderes da comunidade, ainda que vivesse no mesmo contexto. Responsável pela aldeia, ele não aceitava o fato de que a água era escassa e, assim, decidiu que resolveria o problema.

Huang Dafa dentro do canal que decidiu construir / Crédito: Divulgação/Youtube

 

Projetos e cálculos

Foi em meados de 1960 que Huang teve uma ideia de como poderia ajudar o povo de Caowangba. Através do Canal da Bandeira Vermelha, ele descobriu que a construção de um longo canal poderia ser a solução para todos os seus problemas.

Com o projeto em mente, diversos moradores da vila tentaram construir seus próprios canais, partindo do rio Luosi, a alguns quilômetros da aldeia. Foram décadas de tentativas e fracassos até que todos desistiram, menos Huang — ele estudava mais a cada ano e, com um dicionário em mãos, fazia seus planejamentos.

Obstinado, ele caminhou por dois dias até a cidade de Zunyi e se encontrou com o ex-vice-diretor do departamento de recursos hídricos do condado. A ideia, à essa altura, era conseguir um investimento externo para o canal.

Fotografia do enorme canal construído por Huang e seus companheiros / Crédito: Divulgação/Youtube

 

Montanhas e vales

De início, as autoridades da região não acreditaram no ambicioso plano de Huang, então pediram que ele e seus conterrâneos arrecadassem 10 mil yuans para o projeto. Em uma vila onde as pessoas viviam com 100 yuans por ano, é de se imaginar o povo de Caowangba teve uma grande dificuldade para juntar a quantia.

Com a ajuda da maioria de sua comunidade, contudo, Huang conseguiu o investimento inicial e começou o projeto do canal. Em meados de 1992, com a construção à todo vapor, o líder da comunidade guiava dezenas de trabalhadores até o rio que transformariam em uma nova fonte de água, passando por três diferentes montanhas.

Mais tarde, o projeto contou com o incentivo de 60 mil yuans e 190 mil quilos de milho por parte do governo. Assim, após quilômetros de minuciosas e perigosas construções, a primeira noite de Caowangba abastecida pelo canal foi em agosto de 1994.

Huang Dafa dentro do enorme canal / Crédito: Divulgação/Youtube

 

Luta continua

Hoje, aos 85 anos, Huang não se arrepende dos 36 anos de sua vida que dedicou ao projeto. Isso porque, atualmente, a vila tem água o suficiente para criar suas próprias plantações, bem como desenvolver a pecuária.

Tendo demorado dois anos para ficar pronto, o projeto que abastece a vila é chamado de Canal do Dafa, em homenagem ao líder que nunca desistiu de sua aldeia. Décadas mais tarde, mesmo idoso, Huang continua responsável pela manutenção da construção.

Ocupando o posto de ex-secretário do partido da aldeia, Huang Dafa sabe que ainda falta muito para erradicar a pobreza da comunidade. Com sabedoria e muita persistência, todavia, ele fará de tudo para ajudar e melhorar a vila que tanto ama.


+Saiba mais sobre o tema através das obras abaixo, disponíveis na Amazon:

Bartolomeu Lourenco De Gusmao - O Padre Inventor, de Vários Autores (2011) - https://amzn.to/35CKn7U

Tudo Sobre... Invenções. Criações que Mudaram a História, de Ana Paula Corradini, Grácia Helena Anacleto (2016) - https://amzn.to/2DkN7un

1001 invenções que mudaram o mundo, de Jack Challoner (2014) - https://amzn.to/2L0MhY7

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W