Matérias » Oriente Médio

5 anos de cárcere privado: Safia, a ex-escrava sexual de Muammar Kadhafi

Conhecido por sua tirania e seu apetite sexual insano, o ditador líbio abusou sexualmente de uma jovem durante 5 anos

Isabela Barreiros Publicado em 11/02/2020, às 16h48

O ditador líbio Muammar Kadhafi
O ditador líbio Muammar Kadhafi - Getty Images

Muammar Kadhafi foi um dos mais sanguinários ditadores do século 20. Além de cometer diversos abusos de poder, foi responsável por praticamente dizimar seu próprio povo. Seu governo também foi marcado por escândalos sexuais, que envolveram suas guarda-costas e até mesmo um insólito caso de uma escrava sexual.

Vale ressaltar que Kadhafi abusava sexualmente tanto de mulheres quanto de homens, sendo comumente descrito por correligionários e ex-escravos como de um apetite sexual “insano“.

Para além da sua excentricidade de, por exemplo, suas seguranças serem obrigatoriamente virgens, — as quais ele estuprava e repassava para seu filho, que também faria o mesmo, — a jornalista Annick Cojean, do jornal francês Le Monde revelou que o tirano mantinha uma jovem que serviu exclusivamente ao seu prazer ao longo de 5 anos.

Kadhafi conheceu Safia quando ela foi escolhida para lhe entregar flores durante sua visita à escola da menina em Sirte, cidade no sul da Líbia. Na época, ela tinha apenas 15 anos e não imaginava que esse dia mudaria completamente sua vida.

Kadhafi e suas guarda-costas / Crédito: Getty Images

 

Ao entregar a homenagem ao ditador, ele, de modo devagar, acariciou seus cabelos e colocou levemente as mãos sobre seus ombros. Os gestos, que pareciam comuns, se revelariam um código para as guarda-costas do governante. De acordo com Safia, esse era o sinal para que elas encontrassem informações particulares sobre a pessoa tocada, como seu endereço. “Como suspeitar de alguma coisa? Ele era o herói de Sirte”, explica.

No dia seguinte, três guardas do ditador foram ao salão de beleza da mãe da garota convocando-a para um encontro com ele, em que “alguns presentes” seriam ofertados a ela. Levada ao deserto, a menina conversou com o tirano sobre sua vida — um diálogo casual que, porém, terminou com Kadhafi convidando-a para viver com ele. De acordo com seu relato, ele teria dito a ela que poderia ter tudo que desejasse, como casas e carros.

Sem muita possibilidade de escolher seu destino, ela ficou no acampamento do governante, que estava em uma temporada de caça. Uma das seguranças, chamada Mabrouka, passou a dar roupas sensuais à garota, além de ensiná-la a dançar. Até aí, ele ainda não havia tocado nela, o que mudou quando eles foram até o palácio do governo da Líbia. Lá, ela começou a ser estuprada constantemente.

Kadhafi e suas guarda-costas / Crédito: Getty Images

 

“Ele continuou nos dias seguintes. Ele me estuprou por cinco anos”, afirmou. Além da violência sexual, ela foi obrigada a desenvolver hábitos como fumar, tomar uísque e cheirar cocaína. Foi, então, isolada em um hotel em Trípoli, capital do país, onde permaneceu a maioria do tempo em que foi a escrava sexual de Kadhafi. Durante os cinco anos de cárcere privado, pôde visitar sua família em apenas quatro ocasiões.

“Muamar Kadafi roubou minha vida”, afirma Safia. “Quando vi o cadáver de Kadafi exposto à multidão, senti um breve prazer. Depois, veio um gosto amargo na boca”, completa. Em uma das visitas, ela conseguiu fugir da Líbia e instalar-se na Tunísia, onde vivia praticamente em segredo.

Na entrevista ao Le Monde, a moça diz que gostaria de prestar depoimento em um tribunal contra o tirano, mas que sabe das consequências de tal decisão. “A mulher é sempre considerada a culpada. E Kadafi ainda tem seus seguidores”, explica. Mesmo com toda sua trágica trajetória, Safia ainda acredita que o tirano não deveria ter sido assassinado quando foi capturado, e sim julgado por seus crimes contra a humanidade.


+ Saiba mais sobre a trajetória de Kadhafi:

O Livro Verde: A Terceira Teoria Universal, Muammar al-Gaddafi (2012) - https://amzn.to/32tFKvP

Die letzte Nacht des Muammar al-Gaddafi, Yasmina Khadra (2016) - https://amzn.to/2OZtJdv

Gaddafi's the Green Book, Muammar al-Gaddafi (2016) - https://amzn.to/2VTvpa1

History of Libya Under Muammar al-Gaddafi, Frederic P. Miller, Agnes F. Vandome eJohn McBrewster (2011) - https://amzn.to/2J3SUYR

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, assinantes Amazon Prime recebem os produtos com mais rapidez e frete grátis, e a revista Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.