Matérias » Animais

Confira os 5 cachorrinhos mais importantes da História!

Os melhores amigos do homem tiveram algumas participações especiais na História humana, marcando o lugar onde estiveram. Conheça-os!

André Nogueira Publicado em 06/05/2019, às 18h00

Picles, o cão que achou a Jules Rimet
Picles, o cão que achou a Jules Rimet - YouTube

1. Pickles

Esse cãozinho ficou marcado como um herói do mundo dos esportes. Em 1966, pela primeira vez, foi perdida a Taça Jules Rimet (a mesma roubada no Brasil em 1983), em Londres. Até a Scotland Yard procurou a taça desesperadamente e não conseguiu encontra-la.

Uma semana depois, um carteiro saiu para caminhar com seu cachorro, Pickles, que começou a cavar e ignorar os chamados do dono. Ele então foi em direção ao cachorro que freneticamente cheirava um objeto embrulhado em folhas de jornal. Quando o carteiro desembrulhou o objeto, curiosos para saber o que mantinha o cão tão curioso, viu a inscrição no metal dos nomes Uruguai, Brasil e Alemanha. Tratava-se da taça perdida! O povo ficou feliz e comemorou junto ao cachorro, transformando-o em um uma celebridade, com filme e até participação em programas de tv.

Pickles / Crédito: Reprodução

2. Fala

Fala, também conhecida como “Murray Outlaw of Falahill, era o cãozinho do então presidente Franklin D. Roosevelt, dos EUA. Ficou famoso por sempre acompanhar o político, que tinha problemas de mobilidade, estando junto a ele em diversas viagens do presidente.

Roosevelt doava US$ 1.00 por dia em um ano para as tropas americanas na guerra em nome do cão, em uma campanha de conscientização da população. No fim da campanha, Fala se tronou soldado do Exército estadunidense, ganhando até farda. A fama era tanta que Fala precisou de uma secretária para a quantidade absurda de cartas que recebia.

Fala e Roosevelt / Crédito: Wikimedia commons

3. Snuppy

Snuppy, que era uma sigla para Seoul National University Puppy, foi um cão coreano da raça galgo afegão, que entrou para a história como o prieiro cachorro clonado do mundo, em 2015.

Vindo de uma célula da orelha de outro cão da mesma raça, a clonagem produziu 123 embriões, dos quais só 3 se transformaram em gravidezes. Snuppy foi o único sobrevivente, pois um deles foi abortado e o outro morreu logo a nascer.

Snuppy viveu por 10 anos uma vida saudável, e teve nove filhotes. Faleceu em maio de 2015.

Snuppy / Crédito: reprodução

4. Laika

A Laika foi a cachorra mais famosa da Historia, pois foi o primeiro ser vivo que orbitou a Terra. Nascida na URSS, ela vivia na rua até que foi resgatada pelo programa espacial russo em 1957.

Ela passou por um treinamento especializado para prepara-la para as condições do espaço, junto a outros dois cães.

A nave foi preparada, implantou-se um ventilador para equilibrar a temperatura interna, recipientes para comida e medidores de frequência cardíaca, ritmo respiratório e pressão. Porém, Laika morreu muito rapidamente, cerca de cinco horas após o lançamento, para a surpresa do mundo todo.

Ela morreu devido ao estresse da situação em que foi colocada, superaquecendo. Por muito tempo, a URSS negou a morte súbita da cadela.

Laika / Crédito: Wikimedia commons

5. Hachiko

Esse akita ficou famoso pelo filme Sempre ao seu Lado. Nos anos 1920, era o cão do professor Hidesaburō Ueno. O animal acompanhava todo dia o dono, de sua casa até a estação de trem, e o esperava até retornar do trabalho para acompanha-lo de volta para casa.

Porém, Ueno teve um AVC no trabalho e faleceu logo, fazendo com que ele nunca mais voltasse à estação. Hachiko, então, foi viver com os pais do dono na capital Tokyo, mas constantemente fugia e ia de volta à estação para esperar o seu verdadeiro dono.

O antigo jardineiro de Hidesaburō então recebeu Hachiko, já que o conhecia desde filhote, e observava diariamente o cachorro voltar à estação para esperar o dono.

E assim o fez até o dia de sua morte. Por sua fidelidade, Hachiko ficou famoso no Japão inteiro, ganhando uma estátua de bronze em sua homenagem, na estação de Shibuya.

Hachiko / Crédito: Reprodução