Matérias » Folclore

5 histórias de Halloween que realmente aconteceram

Embora passados no Dia das Bruxas, esses casos são reais - e realizados por seres humanos perversos

Joseane Pereira Publicado em 22/10/2019, às 12h00

None
Getty Images

Comemorado em vários países, o Dia das Bruxas é regado a doces, travessuras e histórias assombradas. Entretanto, algumas pessoas levaram essa data a sério demais, cometendo atos realmente maléficos. Confira abaixo cinco histórias de Halloween que realmente aconteceram.  

5. A garota Martha Moxley

O caso se passou na pequena cidade de Greenwich, Connecticut. Em 1975, o corpo ensanguentado de Martha Moxley, de apenas 15 anos, foi encontrado no gramado de um condomínio com ricas mansões. Seu assassino a espancou com um taco de golfe e esfaqueou a menina no pescoço, arrastando-a por mais de 20 metros e deixando-a deitada em seu próprio quintal.

Segundo relatos, Martha havia saído com suas amigas para uma festa de Halloween na casa de Tommy Skakel, sobrinho do senador Robert F. Kennedy, sob o qual recaíram todas as suspeitas. Mas o caso só foi resolvido 23 anos depois, em 1998, quando Michael Skakel, irmão de Tommy, foi levado a julgamento e condenado. No ano de 2013, ele foi libertado da prisão sob fiança.

4. O caso da família Ward

No ano de 2014, época de Halloween, uma cena macabra se passou nas ruas de Long Island. Um homem arrastou um corpo decapitado para fora de seu apartamento, deitou-o na rua e chutou a cabeça para a outra calçada. Os que estavam ao redor acharam graça: apenas uma brincadeira de Halloween.

Mas, quando um curioso resolveu tirar o cadáver da rua, todos perceberam que aquilo era real. O corpo era de Patricia Ward, de 66 anos, que dava aulas na Faculdade Estadual de Farmingdale, em Nova York. Naquela mesma noite, a polícia recebeu o chamado para outra morte: Derek Ward, filho de Patrícia, havia sido atropelado por um trem.

Logo tudo veio à tona: Derek, que sofria de uma grave doença mental, tinha assassinado sua própria mãe e se suicidado logo depois. O motivo, ninguém sabia.

3. Zumbi Taylor

No dia 31 de outubro de 2011, uma jovem zumbi deixou sua residência em Armstrong, na Colúmbia Britânica, para festejar o Halloween. A zumbi era Taylor Van Diest, estudante de 18 anos, que ia se encontrar com uma amiga para pedir doces ou travessuras. O último sinal de vida de Taylor foi uma mensagem para sua amiga, afirmando que alguém a estava seguindo.

Um tempo depois, Taylor foi encontrada em uma ferrovia, com a cabeça sangrando e hematomas no pescoço. O algoz foi logo encontrado: era um homem chamado Matthew Foerster, que confessou em lágrimas para a polícia que não tinha intenção de matar a garota.

Seguindo-a para uma parte solitária da estrada, ele atacou Taylor para abusar dela, acabando por golpeá-la com a lanterna e bater sua cabeça em um cano de metal. O assassino foi condenado a prisão perpétua.

2. A mulher pendurada na árvore

Em uma vila chamada Frederica, no estado norte-americano de Delaware, as árvores e casas estavam prontas para a época de Halloween: decoradas com lanternas brilhantes, abóboras e bruxas empalhadas. E, balançando a mais de 4 metros no galho de uma árvore, jazia o corpo de uma mulher.

Considerando os costumes da data, motoristas que passavam acharam que era apenas parte da decoração. Horas depois, quando a polícia finalmente foi chamada, todos notaram que se tratava de uma senhora de 42 anos que havia se enforcado.

1. O caso de Rebeka Gay

O reverendo John White, quando não estava cuidando da pequena congregação de sua igreja em Michigan, usava o tempo para pensar em necrofilia. No ano de 2012, em uma noite de Halloween, White foi para a casa da filha de sua noiva. Rebeka Gay, de 24 anos, estava com seu filho pequeno em casa, e recebeu White como um velho conhecido.

Mas o que aconteceu foi inesperado. White, que escondia um martelo e uma gravata, a espancou repetidamente e enrolou a gravata em volta de seu pescoço. Então, ele levou o corpo sem vida para os fundos da casa.

Voltando para dentro, White vestiu o filho de Rebeka com uma fantasia de Halloween e o levou até a casa do pai da criança. Condenado à prisão, ele acabou cometendo suicídio no cárcere.


Confira outras histórias macabras de Halloween:

1. 13 dias de meia-noite, de Leo Hunt - https://amzn.to/2W2xj88

2. Feliz Dia das Bruxas: e outros Contos de Terror, de Rubens Pereira Junior - https://amzn.to/2MAOt9S

3. As bruxas do lago Léman, de Flavio Dias - https://amzn.to/35SyOup

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível de produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a revista Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.