Matérias » Personagem

Bob Dylan: Os 78 anos de um dos maiores ícones da música

Artista que mais recebeu prêmios na História, Dylan vem inspirando gerações com suas músicas.

Joseane Pereira Publicado em 24/05/2019, às 11h06

None
- Reprodução

No dia 24 de maio de 1941, em um pacato hospital de Minnesota, nascia Robert Allen Zimmerman, mais conhecido como Bob Dylan, que viria a ser um dos maiores ícones do folk norte-americano.

Neto de imigrantes judeus russos, desde criança Dylan sentia forte atração por instrumentos musicais e pela escrita poética. Uma de suas maiores inspirações foi o cantor Woodie Guthrie, que direcionou os primeiros anos de sua carreira para músicas de inspiração folk e cunho político. Sobre ele, Dylan afirmaria: "Você pode escutar suas canções e aprender a viver".

Woodie Guthrie: This machine kills fascists / Créditos: Reprodução

 

No início da carreira, por volta dos anos 60, Dylan mesclava sua voz rasgada com uma gaita imponente. Suas canções de protesto levaram jovens à reflexão sobre a sociedade e política da época, como na letra das aclamadas Blowin’ in the Wind e The Times They Are A-Changin.

Mas as melodias não agradavam a todos: críticos consideravam sua voz nasal e não treinada, comparando-a com uma lixa, e algumas de suas canções só ganharam fama nas vozes de outras pessoas.

No fim dos anos 60, Dylan mudaria seus rumos artísticos. Transitando para um blues-rock, ele deixou o violão um pouco de lado e se aprofundou nas guitarras elétricas, o que chocou uma legião de fãs – e gerou muitos outros. Mas as letras de protesto continuariam centrais em seu repertório.

Dylan e a cantora folk Joan Baez, em 1963 / Créditos: Reprodução

 

Sua canção Like a Rolling Stone, gravada em 1965, foi considerada a melhor de todos os tempos pela revista Rolling Stones. “Ele não é o único que se sente tão deprimido”, afirmaria o guitarrista Jimmy Hendrix, ávido fã de Dylan, após ouvir a canção. Além deste prêmio, a revista também o classificou como o segundo melhor artista de todos os tempos, ficando atrás apenas dos Beatles.

Além de cantor, Bob Dylan é pintor, ator e também escritor. Em outubro de 2016, o artista foi agraciado pela Academia Sueca com o Prêmio Nobel de Literatura, por “ter criado novos modos de expressão poética no quadro da tradição da música norte-americana”.

Essa honra inesperada gerou controvérsias tanto no público em geral quanto no próprio artista, que afirmaria dois anos depois: "Quando eu recebi esse Prêmio Nobel, fiquei me perguntando como minhas músicas se relacionavam com a literatura exatamente. Eu tive que refletir sobe isso e ver onde estavam as relações".

Além deste, ele também é vencedor de Oscar, Grammy e Globo de Ouro, sendo o primeiro artista da História a receber tantos prêmios por sua obra.