Matérias » Arqueologia

Relembre a incrível descoberta da carruagem de Pompeia

Foi em março deste ano que arqueólogos se depararam com mais um dos ricos artefatos do local

Ingredi Brunato, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 27/05/2021, às 08h00 - Atualizado em 15/09/2021, às 14h37

Fotografia de carruagem cerimonial encontrada recentemente
Fotografia de carruagem cerimonial encontrada recentemente - Divulgação/Youtube

Em março de 2021foi feita uma descoberta instigante na cidade romana de Pompeia,  enterrada sob uma espessa camada de cinzas vulcânicas após a erupção do vulcão do Monte Vesúvio no ano de 79 d.C, que causou a morte de cerca de 2 mil pessoas. 

Segundo repercutido pelo site The Vintage News, foi localizada uma carruagem cerimonial de metal em estado surpreendentemente preservado - a ponto de ser considerada uma das descobertas mais preservadas já reveladas em Pompeia. 

Ainda é possível identificar a mistura de ferro, bronze e estanho que foram usados para criar o meio de transporte romano, assim como a decoração floral que cobria o objeto na época em que ele era usado. Os especialistas acreditam ainda que se trate de um tipo de carruagem que era usada exclusivamente para ocasiões especiais, como celebrações e desfiles

Fotografia mostrando outro ângulo da carruagem durante escavações / Crédito: Divulgação / Twitter/ Pompeii Sites

 

A equipe que realizou o achado era composta não apenas de arqueólogos, mas também de engenheiros, restauradores, vulcanólogos e outros.

Já as organizações por trás da realização da escavação foram o Ministério Público de Torre Annunziata e o Parque Arqueológico de Pompeia, que uniram seus esforços para ajudar a revelar os segredos da antiga cidade que ainda permanecem soterrados.

Descoberta importante

A carruagem estava dentro de uma construção robusta de madeira situada a seis metros da superfície. O recinto, apesar de ter tido seu teto de carvalho carbonizado pelo calor da erupção vulcânica, ainda tinha suas vigas intactas. 

O estado delicado do arcaico meio de transporte ainda exigiu que fosse aplicada a técnica de "micro escavação" para retirá-lo do solo, o que fez com que o processo fosse mais demorado. 

Interior da construção de madeira onde a carruagem foi achada / Crédito: Divulgação/ Twitter/ Pompeii Sites 

 

Dessa forma, houve um espaço de várias semanas entre o dia que os especialistas identificaram um objeto - que foi 7 de janeiro, de acordo com o que foi repercutido pela conta do Twitter chamada Pompeii Sites - e o dia em que a carruagem foi enviada para laboratório, onde será alvo de testes mais aprofundados, além de passar por métodos de restauração e reconstrução. 

Um detalhe que torna esse achado particularmente especial é que ele poderia facilmente ter sido encontrado primeiro pelos saqueadores que costumam roubar artefatos históricos de Pompeia.

Isso pois haviam túneis cavados pelos ladrões de objetos arqueológicos passando pelas duas laterais do veículo romano, por pouco não topando com o valioso item. 

Fotografia da carruagem enquanto ela ainda estava sendo revelada pela escavação / Crédito: Divulgação/ Twitter/ Pompeii Sites 

 

O principal objetivo que levou a equipe de especialistas a trabalhar em colaboração com funcionários do Ministério Público de Torre Annunziata, inclusive, foi justamente o de tentar diminuir o número de roubos ocorrendo na área, garantindo não apenas que os cientistas chegassem primeiro aos artefatos, mas também que sua presença em meio às ruínas diminuísse a probabilidade de ladrões se esgueirarem por ali.