Matérias » Curiosidades

A cidade mais feia do mundo, segundo site turístico

Violência, densidade populacional e... arte? Entenda o lugar por trás do título

Ingredi Brunato, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 09/03/2022, às 14h00

Fotografia aérea da cidade mencionada
Fotografia aérea da cidade mencionada - Divulgação/ Pixabay/ iamrubenjr

Sites dedicados a falar de turismo vivem fazendo compilações de melhores lugares para quem interesse em viajar, apontando os mais badalados, os mais paradisíacos, os com a melhor gastronomia...

O portal 4Travel Advice Lovers, no entanto, adotou uma abordagem diferente, e decidiu fazer uma lista de "cidades mais feias do mundo". 

A compilação improvável, que foi publicada no último mês de fevereiro, inclui 20 locais espalhados pelos continentes que formam o planeta. 

Entre eles, aliás, está uma cidade brasileira, que é justamente a grande São Paulo, episódio repercutido pelo site Aventuras na História no último mês.

O excesso de arranha-céus, pessoas e veículos pelo qual a capital do estado mais rico do Brasil é conhecida não foi do agrado do site internacional, aparentemente. 

Sampa está em uma posição relativamente alta entre os lugares mais feios do mundo, porém, se serve de consolo, existem quatro que estão na frente.

São Calcutá, da Índia; Jacarta, da Indonésia; Kangbashi, da China; e, a campeã em feiura seria Tijuana, uma cidade mexicana densamente povoada que fica colada à fronteira entre o México e os Estados Unidos. 

Primeiro lugar pouco lisonjeiro

Mas por que Tijuana recebeu o título nada disputado? De acordo com o 4Travel Advice Lovers, a barreira física que serve para separar o local do território norte-americano seria um dos grandes motivos. 

Conhecido como "Muro da Vergonha", ele é conhecido por já ter presenciado centenas de pessoas tentando viajar de forma clandestina para o país vizinho em busca de uma vida melhor.

Do outro lado da cerca, fica a cidade californiana de San Diego, que é conhecida pelo fato de uma parcela expressiva de população ser formada de imigrantes. 

Fotografia aérea mostrando os dois lados do muro / Crédito: Domínio Público

Fora seu aspecto simbólico relacionado à questão da imigração, vale dizer que uma das características mais relevantes de Tijuana é sua diversidade populacional, que proporciona a convivência entre diferentes costumes, religiões, expressões artísticas, gastronomias e assim por diante. 

Grande movimentação

De acordo com um senso do governo mexicano realizado em 2020, Tijuana já havia se tornado a sexta maior cidade do país devido à sua população crescente, como repercutido pelo World Nomads. 

Dito isto, a grande movimentação do local também existe lado a lado com o crime. Roubos, casos de agressão sexual, assassinatos e as atividades dos cartéis de drogas que atuam nos bairros mais carentes da região por vezes mancham a reputação da cidade fronteiriça. 

Nada disso, porém, impede que a cidade mexicana tenha seu apelo como destino turístico para muitos estadunidenses que fazer a travessia contrária da fronteira.

Fotografia aérea de distrito de Tijuana / Crédito: Divulgação/ Wikimedia Commons/ Arquivo Pessoal/ chiko eletriko

O Trip Savvy afirma que é possível encontrar uma série de restaurantes típicos e cervejarias lá, além de visitar mercados a céu aberto e eventos de luta livre.

As exposições do Centro Cultural de Tijuana, vale mencionar, também são em inglês para ajudar os estrangeiros a mergulharem na cultura local. 

Assim, a beleza da cidade mexicana, assim como a de muitos outros lugares movimentados ao redor do mundo (incluindo a própria grande São Paulo), pode ser considerada uma questão de gosto.