Matérias » Holanda

A curiosa história da escultura impediu uma tragédia em 2020

Em novembro do ano passado, uma escultura foi capaz de impedir uma queda de um trem a dez metros de altura

Giovanna Gomes, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 11/05/2021, às 14h30

O trem ficou parado a uma altura de 10 metros
O trem ficou parado a uma altura de 10 metros - Divulgação/Youtube

Era mais de meia noite do dia 2 de novembro quando um trem misteriosamente descarrilou na estação De Akkers, localizada na cidade de Spijkenisse, na Holanda. Do alto da estrutura de 10 metros de altura, o maquinista via o inevitável: era certo que o trem cairia, gerando uma verdadeira tragédia. No entanto, para a surpresa de todos, o veículo não despencou.

Salvo pela cauda da baleia

Como informou o site The Vintage News, uma das caudas serviu como uma luva de apanhador, já que, após destruir a estrutura que havia no final do trilho, o trem acabou voando, parando apenas quando se deparou com a obra de arte.

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por @slignav

Dentro do meio de transporte havia apenas o maquinista, que ficou em estado de choque com o que acontecera. Ele foi levado ao hospital, mas foi liberado no mesmo dia, já que não sofreu ferimentos graves.

Ironicamente, Maarten Struijs, o arquiteto que projetou e acompanhou a instalação da estrutura há cerca de vinte anos a chamou de "Salvo pela cauda da baleia".

Uma operação complicada

Os bombeiros tiveram de pensar muito em como retirariam o trem de lá de cima, uma vez que as caudas emergiam da água.

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por @slignav

 

Carley Gorter, o representante da autoridade de segurança local, explicou à mídia que a equipe não poderia simplesmente utilizar um guindaste para retirar o que sobrou do trem, uma vez que isto poderia danificar a cauda da baleia. 

Outra preocupação de Gorter estava relacionada ao vento. "Temos muito vento no momento, e esse é um dos problemas que estamos enfrentando, (então) isso é um risco e uma preocupação.”

Um inimaginável incidente

O arquiteto Struijs chegou a declarar ironicamente após o acidente que achava que o vagão parado sobre a cauda de baleia é uma espécie de obra de arte por si só, por mais que ele "nunca pudesse ter imaginado isso". 

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por @slignav

Enquanto os profissionais buscavam uma forma de resolver o problema, muitas pessoas se juntaram para ver aquela tão bizarra cena.

Por causa da pandemia de Covid-19, as autoridades locais ficaram alertas para com a aglomeração, emitindo avisos para que as pessoas se lembrassem de realizar o distanciamento social. Quanto a remoção do vagão, a reportagem não encontrou maiores informações. 


+ Saiba mais sobre meios de transporte através de grandes obras disponíveis na Amazon:

Ferrovias, mercados e políticas públicas: As shortlines como solução para o transporte ferroviário no Brasil, de João Felipe Rodrigues Lanza (2020) - https://amzn.to/3sbSdQP

Transportes: História, crises e caminhos: História, crises e caminhos, de Vicente Paulo Mattos de Brito (2014) - https://amzn.to/2PO35Hz

Mobilidade urbana e cidadania, de Eduardo Alcântara de Vasconcellos (2018) - https://amzn.to/3dZrBx9

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp 

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W