Black Friday Amazon 2021
Matérias » Sangue Selvagem

A curiosa história do 'corpo' em miniatura presente no filme 'Sangue Selvagem'

Sangue Selvagem, lançado em 1979, apresentou cenas com um artefato peculiar

Redação Publicado em 06/11/2021, às 10h00

Sangue Selvagem: O 'corpo' com pele humana (à esquerda) e o ator Brad Dourif em cena (à direita)
Sangue Selvagem: O 'corpo' com pele humana (à esquerda) e o ator Brad Dourif em cena (à direita) - Divulgação / vídeo / Youtube / drdaryn

Sangue Selvagem foi alvo de um curioso estudo. Na verdade, não o longa, mas um item presente nas filmagens.

Pesquisadores da Mercer University, localizada no estado da Georgia, nos EUA, realizaram uma descoberta, no mínimo, bizarra ao investigarem um item em miniatura que foi utilizado no longa-metragem norte-americano 'Sangue Selvagem’, lançado em 1979.

Segundo os especialistas responsáveis pelo estudo, o artefato presente na obra cinematográfica de John Huston é feito com pele humana, mais especificamente com pele removida da cabeça de uma pessoa. A conclusão foi publicada na revista científica Heritage Science, no dia de 11 maio deste ano.

O curioso 'corpo' / Crédito: Divulgação / vídeo / Youtube / drdaryn

 

Apesar de macabro para quem se depara com o episódio, o peculiar item é objeto de adoração de um dos nomes que aparecem ao longo da trama.

O corpo em miniatura

O item está, de acordo com a fonte, exposto na própria universidade, sendo que a instituição teria recebido o artefato de um militar ainda no ano de 1942. Ele, por sua vez, a teria adquirido durante uma viagem ao Equador no início daquela mesma década.

Conforme dito pelos pesquisadores em maio, a intenção é devolver a peça o mais breve possível a seu país de origem.

Cena do filme de 1979 / Crédito: Divulgação / vídeo / Youtube / drdaryn

 

Mas afinal, do que se trata o item?

“Esse artefato singular é uma autêntica tsantsa, composta por tecidos humanos. É ilegal envolvê-la em transações comerciais ou vendê-la. Trata-se de tecido retirado da pele da cabeça de uma pessoa”, diz o estudo realizado por Craig D. Byron e Adam M. Kiefer.

As tsantsas são, segundo os pesquisadores, artefatos típicos de determinadas tribos que vivem na América do Sul, sendo muito comum entre grupos do Peru e do Equador, de onde veio o corpo em miniatura apresentado em "Sangue Selvagem".

Essas peças são feitas a partir dos restos mortais de uma pessoa, na maior parte das vezes de um membro derrotado de uma tribo rival.

Brad Dourif em cena no longa / Crédito: Divulgação / vídeo / Youtube / drdaryn

 

Essas tsantsas seriam utilizadas com o objetivo de “conter o espírito de sua vítima, assim como suas técnicas e seus conhecimentos”, afirma o texto publicado.

Outra informação importante é que essas tribos indígenas acreditavam que aqueles que tivessem uma peça como essa acabaria obtendo todas as informações e habilidades que a vítima possuía em vida.


+Saiba mais sobre arqueologia por meio de grandes obras disponíveis na Amazon:

Arqueologia, de Pedro Paulo Funari (2003) - https://amzn.to/36N44tI

Uma breve história da arqueologia, de Brian Fagan (2019) - https://amzn.to/2GHGaWg

Descobrindo a arqueologia: o que os mortos podem nos contar sobre a vida?, de Alecsandra Fernandes (2014) - https://amzn.to/36QkWjD

Manual de Arqueologia Pré-histórica, de Nuno Ferreira Bicho (2011) - https://amzn.to/2S58oPL

História do Pensamento Arqueológico, de Bruce G. Trigger (2011) - https://amzn.to/34tKEeb

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp 

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W