Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Matérias / Entretenimento

A melancólica morte da mãe da protagonista de 'Matilda' antes do filme ser lançado

Em 1996, o clássico filme infantil da menina com poderes telecinéticos tinha bastidores marcados por perda pessoal

Wallacy Ferrari Publicado em 13/06/2022, às 17h01

Cena final do filme 'Matilda' - Divulgação / TriStar Pictures
Cena final do filme 'Matilda' - Divulgação / TriStar Pictures

Em 1996, a atriz mirim Mara Wilsonnão apenas era apresentada ao mundo com o lançamento de ‘Matilda’, mas se tornava um ícone da atuação ao se apresentar pela personagem-título da obra, interpretando uma jovem que enfrenta, de maneira lúdica, os problemas da infância ao descobrir que tem poderes especiais relacionados a cálculos e atividades paranormais, como a telecinese.

Contudo, se engana quem acredita que as memórias sobre a época da gravação do filme são apenas positivas; a mãe da atriz, Suzie Shapiro Wilson, era a responsável por conduzir a filha aos testes de filmes e papéis em produções televisivas, sendo uma das pessoas que firmou o contrato da atriz com o diretor Danny DeVito para o filme.

Contudo, antes mesmo da produção ser lançada nos cinemas norte-americanos, Suzie não pôde ver o trabalho de maior prestígio da filha em decorrência do avanço de um câncer de mama, que não foi controlado pelos médicos durante seu duro tratamento, falecendo aos 43 anos de idade em 26 de abril de 1996.

Lápide de Suzie, mãe de Mara Wilson, em cemitério norte-americano / Crédito: Divulgação / Find-a-Grave

Última interação

Na data, o filme ainda estava no processo de pós-produção, ou seja, com todas as cenas físicas rodadas, mas ainda recebendo tratamentos competentes a montagem da obra, como edição, colorimetria, sonoplastia e outros efeitos computadorizados. Dessa forma, DeVitofoi responsável por realizar um dos desejos finais da mãe.

De acordo com o portal Adoro Cinema, o lendário ator e diretor visitou a progenitora de Mara Wilson ainda no hospital, mostrando um corte bruto da produção, ou seja, uma versão "mais crua" do filme, apenas mostrando as interações dos atores de acordo com o desenrolar do enredo.

Tal ocasião ocorreu pouco antes do óbito de Suzie, deixando de lado a hipótese de que ela faleceu sem ver a filha em cena no sucesso, lançado em agosto daquele ano. O veículo ainda informa que, durante o tratamento, Danny acompanhava a atriz até sua residência para distraí-la dos problemas pessoais.

Memórias

Em 2021, a atriz Mara Wilson explicou, participação no podcast Pieces of Britney, do BBC Radio 4, que a pressão de trabalhar com pouca idade e a perda da mãe foram fatores primordiais para que ela abandonasse a atuação, rejeitando a classificação de que estrelas mirins são "pirralhos mimados".

Mara Wilson em premiere do filme 'Entre facas e segredos', em 2019 / Crédito: Getty Images

“Eu acho que é uma tremenda pressão. Acho que um dos maiores equívocos sobre atores infantis e as chamadas estrelas infantis é que somos mimados. [...] Logo depois que minha mãe morreu, eu estava morando em outros países basicamente sozinha. Talvez houvesse uma babá, mas sem família quando eu era criança”, acrescentou.