Matérias » Crime

A saga de Samantha Gailey, a menor de idade que foi abusada por Roman Polanski

A menina foi abusada sexualmente pelo famoso cineasta Roman Polanski no ano de 1977, quando tinha apenas 13 anos de idade

Giovanna Gomes Publicado em 05/11/2020, às 10h54

Imagem ilustrativa de uma boneca quebrada
Imagem ilustrativa de uma boneca quebrada - Imagem de Frank Becker por Pixabay

Um caso polêmico envolvendo um famoso cineasta de Hollywood ocorreu no ano de 1977. Samantha Gailey era uma menina de apenas 13 anos de idade quando foi convidada pelo badalado Roman Polanski, para realizar uma sessão de fotos para a versão francesa da Revista Vogue. No entanto, o diretor conhecido pelos filmes O bebê de Rosemary (1968) e Chinatown (1974), acabou por abusar sexualmente da jovem.

O crime

No dia 10 de março de 1977, Polanski pediu à mãe de Gailey, uma modelo e atriz, que a menina participasse de uma sessão fotográfica para a versão francesa da revista Vogue. A mãe permitiu o ensaio, que viria a ocorrer na mansão do ator Jack Nicholson, que estava viajando na época. 

No entanto, ao chegar ao local, Samantha teve de ficar trancada em um quarto com Polanski. Durante a sessão de fotos, a jovem se sentiu extremamente desconfortável: o diretor pediu que ela fizesse topless. A então namorada de Nicholson, Anjelica Houston, chegou em casa enquanto a sessão de fotos estava ocorrendo, e ficou curiosa quanto ao que acontecia no quarto.

Segundo a vítima, a mulher chegou a bater na porta para perguntar se estava tudo bem, ao passo que o cineasta fingiu que não havia nada de errado. Em certo momento, ele ofereceu à menina uma taça de champanhe contendo um sedativo. Assim, conseguiu fazer sexo oral e anal com ela.

Em depoimento na Justiça, ocorrido na época, Samantha declarou: "Não queria me vitimizar (...), mas não entendia que era jovem demais. Não via que eu tinha medo"

Mais tarde, Gailey escreveu o livro “The Girl – A Life in The Shadow of Roman Polanski” (A menina – uma vida à sombra de Roman Polanski), no qual ela realiza declarações sobre o caso.

A mulher diz não se considerar uma vítima. Ela admite que ficou marcada pelo episódio, mas declara que o homem que a violentou não seria um monstro como as pessoas dizem, de modo que ele teria o direito de seguir em frente.

O que aconteceu com Roman Polanski?

No dia seguinte após o episódio, em 11 de março, Polanski foi detido. No entanto, foi solto após pagar uma fiança de U$ 2.500. Porém, no dia 24 daquele mês, foi condenado pelo crime de estupro contra Samantha, já que qualquer relação que um maior de idade tenha com alguém com menos de 14 anos é considerada estupro na Califórnia.

Roman Polanski - Getty Images

 

Em agosto, na intenção de amenizar sua pena, reconheceu ter cometido relações ilegais com uma menor, de modo que o juiz desconsiderou a acusação de estupro com fornecimento e consumo de drogas. Assim, um acordo foi realizado com o consentimento da família de Gailey.

O cineasta foi condenado a 90 dias de prisão, mas foi liberado por comportamento exemplar 42 dias após ter iniciado o cumprimento da pena. Porém, considerando a punição insuficiente, o juiz mudou de ideia e decidiu sentenciá-lo a 50 anos de prisão.

No dia 31 de janeiro de 1978, Polanski, que tinha cidadania francesa, partiu em direção a Paris, de modo que a Justiça dos EUA emitiu uma ordem de captura internacional. Porém, como a França negava extraditar seus cidadãos aos Estados Unidos, ele não foi capturado.

Polanski durante evento em 2006 /Crédito - Getty Images

 

Em 2009, o diretor foi preso em Zurique, na Suíça, onde permaneceu detido por dois meses. Após esse período, cumpriu pena em regime domiciliar. No entanto, os suíços não permitiram a extradição de Polanski, pois acreditavam que ele não teria um julgamento justo nos EUA.

Outras acusações de estupro

Samantha Gailey não foi a única vítima de Polanski. No ano de 2010, durante o Festival de Cannes, a atriz Charlotte Lewis afirmou ter sido abusada pelo diretor quando tinha 16 anos, em uma audição organizada em sua casa, no ano de 1983.

Em 2017, outra mulher, identificada como "Robin", acusou Polanski de tê-la violentado quando tinha 16 anos, em 1973. Também em 2017, a ex-atriz Renate Langer, acusou o cineasta de estupro, crime que teria ocorrido em 1972 em Gstaad, quando ela tinha apenas 15 anos. No entanto, a Justiça suíça declarou que as três acusações contra o cineasta prescreveram e não houve julgamento.


+ Saiba mais sobre Hollywood por meio de grandes obras disponíveis na Amazon:

Hollywood: 131, de Charles Bukowski (1998) - https://amzn.to/2UXDWKe

Cenas de uma revolução: o nascimento da nova Hollywood, de Mark Harris (2011) - https://amzn.to/3c6gqAr

O pacto entre Hollywood e o nazismo: Como o cinema americano colaborou com a Alemanha de Hitler, de Ben Urwand (2019) - https://amzn.to/2ViwOqO

Hollywood Babylon: The Legendary Underground Classic of Hollywood's Darkest and Best Kept Secrets (Edição Inglês), de Kenneth Anger (1981) - https://amzn.to/2RurMWU

O livro do cinema, de Vários autores (2017) - https://amzn.to/2VeOS52

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W