Matérias » Hollywood

A tragédia que abalou o cinema mudo: o mistério de Virginia Rappe

A repentina morte da atriz causou polêmica, tornando-se o primeiro grande escândalo no mundo das estrelas

Penélope Coelho Publicado em 06/06/2020, às 09h00

Virginia Rappe por volta de 1920
Virginia Rappe por volta de 1920 - Wikimedia Commons

Virginia Caroline Rappe, nasceu em 7 de julho de 1895, na cidade de Chicago, Illinois. Desde criança, a menina tinha sonhos maiores e demonstrava desde cedo a vontade de atuar e viver da arte. Entretanto, ainda muito jovem, teve que aprender a lidar com grandes perdas e traumas e, infelizmente, teve a vida marcada por grandes tragédias.

Sua mãe era Mabel Rappe, uma mãe solteira que criou a filha sozinha. Mesmo com todo o preconceito enraizado, Mabel fez o que pôde para educar a menina da melhor forma possível. No entanto, quando a jovem tinha apenas 11 anos, Mabel veio à óbito e a filha passou a ser criada pela avó. 

Na adolescência, Rappe deu o primeiro passo em direção ao seu grande sonho. Aos 14 anos, iniciou sua carreira de modelo. A bela morena pousava para artistas e estilistas da região, mas, isso não era o suficiente. Ela sonhava com um futuro ainda maior.

Pensando nisso, assim que atingiu a maioridade, Rappe se mudou para San Francisco, na Califórnia, onde conseguiu trabalhos mais notórios como modelo. Foi nessa época que conheceu seu futuro noivo e grande amor, o estilista Robert Moscovitz.

O casal, extremamente apaixonado, tinha planos para se casar em breve, porém, mais uma vez, Virginia sofreu um grande baque. Um acidente envolvendo um bonde acabou tirando a vida do amado.

Depois dessa fatalidade, Virginia focou em outros objetivos e dessa vez, estava decidida em fazer sua carreira de atriz acontecer, e assim o fez. Após a morte de Robert, a modelo se mudou para Los Angeles, cidade onde os sonhos podem se tornar reais.

Fotografia de Virginia Rappe / Crédito: Wikimedia Commons

 

Nesse período, Rappe conseguiu alguns trabalhos de destaque no cinema mudo. Era o começo de uma grande carreira nas telonas. A beleza e o talento de Virginia chamaram a atenção do diretor Fred Balshofer, que contratou a interprete para trabalhar em seu filme, Paradise Garden (1917).

Diante do ótimo desempenho da atriz, a convidou para mais um papel de destaque, dessa vez para participar do filme de drama, Over the Rhine (1920). Por esse papel, Virginia até recebeu um prêmio como a mulher mais bem vestida em cena.

No ano de 1919, Rappe abriu o coração para o amor novamente e se apaixonou pelo diretor e produtor de cinema Henry Lehrman. Na mesma época, também participou de alguns filmes de seu amado e tinha planos para gravar muitos outros. No entanto, mal imaginava a atriz, que os seus sonhos seriam interrompidos repentinamente.

Noite trágica

Seu talento era inegável e provavelmente teria sido bem mais explorado, se não fosse sua morte precoce. O momento em que Virginia teve mais visibilidade na mídia, não foi com seu trabalho, mas, com uma festa que terminou em tragédia.

Em 5 de setembro de 1921, o caminho de Virginia se cruzou com o de Roscoe Conkling Arbuckle. O comediante, popularmente conhecido como Fatty Arbuckle, foi um dos atores mais conhecidos da época e um dos primeiros a assinar contratos milionários em Hollywood

Em seu auge, era costume Fatty dar festas regadas a bebida, drogas e sexo, não foi diferente naquele 5 de setembro. Sabe-se que em determinado momento da noite, Virginia foi para outra parte do Hotel St. Francis, provavelmente procurando um banheiro, quando o ator foi atrás da atriz. Assim, os dois ficaram trancados em um quarto.

A maior testemunha do caso foi Bambina Maude Delmont — que estava na festa acompanhando Virginia. Ela foi a primeira pessoa a perceber que alguma coisa estava errada naquela noite.

Gritos e sangue

Delmont afirmou ter escutado gritos e foi ver o que estava acontecendo. Assim, Arbuckle abriu a porta do quarto. Lá estava Virginia, sangrando sem parar. De imediato, o ator se defendeu dizendo que ele havia encontrado Rappe, após ter saído do banheiro, e que ela já estava no chão do quarto, vomitando.

Virginia foi levada imediatamente para o hospital, porém, não resistiu e faleceu quatro dias depois, em 9 de setembro, com uma ruptura grave na bexiga e diagnóstico de peritonite, aos 26 anos.

Foram inúmeras versões do caso — que acabou tornando-se um dos grandes alvos da mídia na época. A cobertura sensacionalista e os inúmeros rumores fizeram com que os nomes de Virginia e Arbuckle ficassem estampados nos jornais por muito tempo.

Independente do que realmente aconteceu durante o episódio, a vida de Virginia foi perdida, após ela ter entrado em coma, naquele fatídico 9 de setembro de 1921. Arbuckle foi acusado de violência sexual e foi levado a julgamento.

Após três sessões sendo acusado de homicídio culposo, o comediante acabou sendo absolvido. No entanto, a carreira do ator nunca mais foi à mesma e a sua reputação ficou manchada até o fim de sua vida.

Virginia foi enterrada no Hollywood Forever Cemetery, no entanto, o episódio que resultou em seu falecimento gera até hoje curiosidade e diversas teorias. O que verdadeiramente aconteceu no fim de semana do dia do trabalho norte-americano, ainda é uma incógnita. Fato é, que Rappe não voltou viva.


+Saiba mais sobre Hollywood através das obras disponíveis na Amazon

Como a geração sexo drogas e rock n roll salvou Hollywood, de Peter Biskind (Ebook) - https://amzn.to/325Z6Yy

O pacto entre Hollywood e o nazismo: Como o cinema americano colaborou com a Alemanha de Hitler, de Ben Urwand (2019) - https://amzn.to/39SSK1r

Hollywood, de Charles Bukowski (Ebook) - https://amzn.to/38KJA6I

Vida Sexual das Divas de Hollywood, de Nigel Cawthorne (2000) - https://amzn.to/39F61dM

O grande filme: dinheiro e poder em Hollywood, de Edward Jay Epstein (2008) - https://amzn.to/326MGiU

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp 

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W