Matérias » Personagens

A vida íntima de Errol Flynn: o galã de Hollywood que foi consumido por escândalos sexuais e drogas

Conheça os detalhes insólitos da vida íntima de um dos ícones do cinema americano

Penélope Coelho Publicado em 06/04/2020, às 16h51

Errol Flynn em 1940
Errol Flynn em 1940 - Wikimedia Commons

Nascido em 20 de junho de 1909, na Austrália, Errol Leslie Thomson Flynn, já era considerado um rebelde desde muito jovem. Famoso por papéis em filmes como O Capitão Blood, As Aventuras de Robin Hood e O Gosto Amargo da Glória, ele tinha a beleza típica de um galã de cinema, que obviamente era usada a seu favor.

Quando ainda estava no colégio, ele foi expulso por se envolver com uma funcionária,  e também tinha a fama de se meter em brigas constantes. Quando sua família se mudou para a Inglaterra, Flynn começou a trabalhar, entretanto, nenhuma de suas ocupações tinham relação com o mundo artístico - do qual ele faria parte anos depois. Ele foi funcionário de uma companhia de navegação, policial, marinheiro e até mesmo tendo trabalhado em minas de ouro.

O que levou Errol para o estrelato foi a sua beleza, que chamou a atenção de alguns produtores ingleses, que viram uma foto dele no jornal. Flynn, atuou em alguns papéis e logo se tornou um grande astro.

Em O Capitão Blood, filme de 1935, o ator iniciava seu reinado no cinema, além de uma famosa parceria ao lado da atriz Olivia de Havilland. Seu talento era questionado na época.Todavia, a junção de sua personalidade impulsiva e sua aparência deram à Flynn sua fama de galã problemático - que manteve sua carreira por muitos anos.

Errol Flynn em O Capitão Blood, filme de 1935 / Crédito: Wikimedia Commons

 

A vida pessoal de Errol Flynn

Já considerado um cidadão americano, Errol, não cansava de contar vantagem sobre si mesmo, principalmente sobre suas histórias sexuais. Ele dizia ter dormido com mais de 12 mil mulheres e que muitas delas vinham procurá-lo em seu camarim.  

Segundo a biografia Errol Flynn: The untold Story, de Charles Higham, ele era bissexual. O autor defende que ele tenha tido casos com Tyrone Power, Howard Hughes, Truman Capote, dentre outros.

O astro gostava muito de fazer variados tipos de festas, sua casa estava sempre cheia. Essas reuniões eram regadas por muita bebida, drogas e sexo. Diversas vezes com mulheres jovens e algumas delas ainda menores de idade.

Em 1942, Errol envolveu-se em um dos grandes escândalos de sua carreira, quando foi acusado pelo estupro de Peggy Satterlee, uma garota menor de idade. Na época, ele foi declarado inocente, após seus advogados argumentarem que a menina não era virgem. Depois disso, sua beleza não foi mais o suficiente para manter o legado de pé e sua popularidade caiu consideravelmente.

Retrato de Errol Flynn / Crédito: Getty Images

 

Relacionamentos de Flynn

Seus envolvimentos não pararam por aí. A atriz e companheira de filmes, Olivia de Havilland, também teve seu nome envolvido com o dele, embora tenha negado seu romance com o ator, ela preferiu tratar do assunto como uma paquera, mas, o rumor que surgia era de que eles estavam envolvidos enquanto Errol Flynn era casado com Lili Damita.

E seus casamentos não foram poucos, três ao todo. O primeiro foi com a atriz Lili Damita. A relação explosiva durou sete anos e eles tiveram um filho, Sean Flynn. O segundo foi com a também atriz, Nora Eddington, ela tinha 20 anos. A relação rendeu os filhos Deirdre e Rory.

Sua terceira união estável foi com Patrice Wymore, em 1950. Foi Patrice quem cuidou de Errol em seus últimos anos de vida, mesmo que os dois já não estivessem mais juntos, quando sua saúde piorou muito.

Últimos anos de vida

Após 30 filmes, sua carreira entrou em declínio na década de 1950. Ele chegou a rodar alguns filmes, no entanto, não obteve sucesso. Sua aparência já não era mais a mesma, o uso excessivo de drogas havia afetado o homem em cheio. Aos 41 anos, ele já não lembrava em quase nada o galã que fora alguns anos antes.

O artista ainda chocou os tabloides mais uma vez quando se envolveu com uma menina de 15 anos. Em 14 de outubro de 1959, Errol sofreu um ataque cardíaco, ele já apresentava problemas no fígado e cólon. O ator tinha apenas 50 anos quando faleceu.


+Saiba mais sobre Errol Flynn e os casos de Hollywood por meio das obras da Amazon:

Errol Flynn, de Dr Kevin McAleer (2018) - https://amzn.to/31WuLf2

Inherited Risk: Errol and Sean Flynn in Hollywood and Vietnam, por Jeffrey Meyers (2015) - https://amzn.to/2w43FXI

That Was Entertainment: The Golden Age of the MGM Musical, de Bernard Dick (2018) - https://amzn.to/2vFeDSV

The Big Love, de Florence Aadland (2019) - https://amzn.to/3bFn4yf

The Fixers: Eddie Mannix, Howard Strickling and the MGM Publicity Machine, de E. J. Flemming (2004) - https://amzn.to/3bLYqvK

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/3b6Kk7du