Matérias » Música

Abuso de remédios e causa misteriosa: Michael Jackson tinha medo de 'morrer como Elvis'

Filha do Rei do Rock e ex-esposa de Michael, Lisa Marie, revelou o receio do astro em relação aos excessos do estrelato

Wallacy Ferrari Publicado em 04/12/2020, às 09h00

Retratos fotográficos de Elvis (esq.) e Michael (dir.)
Retratos fotográficos de Elvis (esq.) e Michael (dir.) - Divulgação

A relação de proximidade entre o Rei do Pop, Michael Jackson, e o Rei do Rock, Elvis Presley, vai muito além dos títulos “monárquicos”; ambos compartilham o pódio de artistas mais lucrativos após a morte, são patrimônios culturais dos Estados Unidos e influenciam a cultura pop até os dias atuais.

Na vida privada, Elvis esteve na frente de Michael em apenas uma ocasião; o músico se apresentava no hotel Sahara, em Lake Tahoe, em 26 de maio de 1974. O concerto-jantar contava com diversas lendas da gravadora Motown nas mesas — incluindo os Jackson 5, que foram introduzidos por Presley e descritos como “fantásticos”.

No mesmo dia, uma outra pessoa estava compondo a plateia; a filha do cantor,Lisa Marie Presley, na época com seis anos de idade. Mal sabia Elvis que, 20 anos depois, o líder do grupo de irmãos seria seu genro, casando com a jovem em 1994. Juntos, sacramentaram a união das duas famílias — e posteriormente, revelando um dos maiores receios de Jackson.

MIchael Jackson e sua então esposa, Lisa Marie Presley, caminhando em seu rancho / Crédito: Divulgação / YouTube

 

Medo da morte

Logo após o falecimento do astro, em 2009, a ex-companheira fez questão de revelar algumas conversas sobre o fim da vida em sem blog pessoal, como noticiou o portal G1. “Anos atrás, Michael e eu estávamos em uma conversa profunda sobre a vida em geral. Ele estava me perguntando sobre as circunstâncias da morte do meu pai”, escreveu Lisa.

“Em um momento ele parou, olhou nos meus olhos intensamente e me disse com uma certeza calma, ‘Eu tenho a impressão que vou terminar como ele, do mesmo jeito que ele se foi’”, acrescentou a ex-esposa no texto, cujo o título era “He knew” (ele sabia, em tradução livre). Ao longo da publicação, ela explicava que o assédio e rotina dura criava uma atmosfera de difícil convívio e sobrevivência.

“A decisão mais difícil que já tive que tomar foi me afastar e deixar que o destino o levasse, mesmo que eu amasse desesperadamente ele e tentasse parar ou reverter os nossos problemas. [...] O mundo está chocado, mas de alguma maneira ele sabia exatamente que o seu destino chegaria um dia, mais do que qualquer outra pessoa, e ele estava certo”, concluiu a herdeira de Elvis.

Homenagens públicas nos funerais de Elvis (esq.) e de Jackson (dir.) / Crédito: Wikimedia Commons

 

Mortes semelhantes

As circunstâncias dos óbitos de Michael e Elvis chamam atenção pela similaridade dos casos; em ambos, com diversas lesões corporais causadas pelos excessos ao longo de brilhantes carreiras, o consumo de remédios e causas misteriosas rodearam os astros.

Presley, por exemplo, foi encontrado morto em seu banheiro, na manhã de 16 de agosto de 1977 pela então companheira, Ginger Alden. Na época, uma autópsia realizada em 1994 após a exumação, apontava que uma parada cardíaca foi responsável pelo falecimento do Rei do Rock.

Os remédios controlados, no entanto, levantaram um clássico boato de que seu médico pessoal, o dr. Nichopoulos, teria receitado cerca de 10 mil comprimidos ao cantor somente em seu último ano de vida.

Já o caso de Jackson há um embasamento técnico; o médico pessoal Conrad Murray não apenas foi condenado em decorrência das prescrições errôneas, como contribuiu diretamente para a parada cardíaca de Michael em 25 de junho de 2009.


++Saiba mais sobre o tema através de obras disponíveis na Amazon

Intocável: A estranha vida e a trágica morte de Michael Jacksonhttps://amzn.to/2SaoTKz

Elvis Presley, de Hourly History (2018) - https://amzn.to/39BL03K

Michael Jacksonhttps://amzn.to/3aZRZom

Elvis Presley, de Gillian G. Gaar (2016) - https://amzn.to/2HryhEK

Michael Jackson, o rei do pop - https://amzn.to/2vxg9Gy

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W