Matérias » Crimes

Agente funerário e assassino: a saga de Bernie Tiede

Ao se aproximar uma idosa e ser inserido em seu testamento, Tiede iniciou um dos episódios mais macabros dos EUA, que virou até filme

Caio Tortamano Publicado em 24/08/2020, às 19h32

Marjorie Nugent e Bernie Tiede
Marjorie Nugent e Bernie Tiede - Divulgação

A vida de Bernie Tiede sempre foi marcada pela tragédia. Sua mãe faleceu quando ele tinha apenas dois anos, num acidente automobilístico. Piorando a situação, seu pai morreu quando tinha apenas 15 anos de idade. 

Bernie cresceu trabalhando em funerárias, sem muita perspectiva em sua cidade natal, Carthage, no Texas. Sua vida, entretanto, tomou novas direções quando conheceu uma rica senhora. Prestando serviõs durante o enterro do marido de Marjorie Nugent, em março de 1990, Bernie começou a se aproximar da viúva, se tornando uma grande companhia para a mulher, que sofria com a ausência do marido.

A confiança no novo amigo era tamanha, que mulher alterou o próprio testamento, tirando o próprio filho com o objetivo de deixar tudo para Bernie. Ao total, 10 milhões de dólares em propriedade seriam do homem, que conheceu um ano antes.

A relação dos dois não era comum, no entanto, a idosa estava certa de sua decisão, e Tiede também — logicamente — não se incomodava. O ex-agente funerário passou a atuar como um gerente de negócios da milionária, deixando o antigo emprego para trás, além de ser sua companhia em viagens. 

Marjorie Nugnant / Crédito: Divulgação - Youtube

 

O assassinato

Essa história tinha tudo para dar errado, e deu. Em novembro de 1996, Tiede assassinou Marjorie com quatro tiros nas costas, utilizando um rifle calibre 22. Para esconder o corpo, Bernie simplesmente colocou o cadáver no freezer da casa onde os dois moravam em Carthage.

A morte de Nugent só seria descoberta nove meses depois, quando o filho dela, Rod, já desesperado sem notícias da mãe, saiu da cidade onde morava, também no Texas e viajou para a casa de Marjorie. Ele estava acompanhado por sua filha. De imediato se depararam com um episódio macabro: a mulher morta e enrolada num lençol dentro do freezer.

Um dos únicos suspeitos possíveis, Bernie foi interrogado pela polícia, e não demorou para admitir que tinha sido ele o responsável pela morte da mulher, episódio ocorrido em agosto de 1997. Depois do assassinato, o homem descreveu que limpou a casa e o corpo da idosa para guardá-la no freezer.

Gastanças

Sem a mulher para exercer qualquer controle sobre o dinheiro que era, legalmente, dos dois, o aproveitador começou a distribuir presentes para amigos na cidade utilizando a quantia de Marjorie. Curiosamente, essa ação completamente imoral não era por si, ilegal, já que Nugent quem tinha assinado e firmado uma procuração possibilitando o parceiro dela a gastar o dinheiro como bem quisesse.

Todavia, apesar dos gastos serem legítimos, ele teve que pagar pelo crime hediondo. Um juiz do Texas sentenciou Bernie a 50 anos de prisão pelo assassinato da mulher, e por mais que a defesa do homem tenha feito um apelo em função da pena, havia evidências o suficiente para atestar a exata punição estipulada pela corte.

Bernie Tiede durante entrevista enquanto preso / Crédito: Divulgação - Youtube

 

Como forma de se defender, Tiede afirmou que a mulher era fisicamente e verbalmente abusiva com ele e que tudo isso culminou para o ponto do ex-agente matar a idosa de 81 anos. Além disso, o assassino apontou os anos de abuso sexual que sofreu na infância resultando num estado dissociativo que acabou em uma morte.

Já na visão dos Nugent, Rod afirmou que Bernie se dedicava a afastar a matriarca da família no momento em que conheceram, não somente dos familiares próximos, bem como de amigos e parceiros de negócios que Marjorie tinha antes de conhecer o seu algoz.

O promotor do distrito de Panola, onde fica Carthage, Danny Davidson, relembra a época do julgamento que simplesmente dividiu a cidade: “As pessoas lembram de Tiede como um cara muito legal, que fazia coisas boas, e gostariam que minha promotoria pegasse leve com ele. Por outro lado, tem outra parte da cidade que não quer misericórdia”.

Vida na prisão e soltura

Pouco depois de ser preso, outros detentos atacaram o criminoso. Já os agentes penitenciários descreviam Bernie como um preso exemplar, dando aulas sobre saúde e participando do coral da prisão. Até 2014, ele cumpria e estava sob pena de prisão perpétua, mas Danny Davidson e o juiz Diane DeVasto ofereceram a soltura a ele no caso do pagamento de uma fiança de 10 mil dólares.

Isso porque foi descoberto, de fato, que Bernie havia sofrido abuso sexual durante a sua infância, causando traumas permanentes no homem que poderiam o ter induzido assassinato. A família de Nugent, que pouco queria saber do passado traumático do assassino, só ficou sabendo do episódio através da imprensa. 

Shirley MacLaine e Jack Black interpretando Marjorie e Bernie / Crédito: Divulgação - Castle Rock Entertainment

 

Enquanto aguardava seu novo julgamento, tendo em vista que seu caso seria revisitado, com mais informações, o assassino morou na garagem do diretor de cinema Richard Linklater — responsável pela obra Bernie, de 2011. 

A neta de Marjorie, filha de Rod, afirmou que um filme sobre o caso, estrelando o ator Jack Black, foi decisivo para influenciar o sistema legal a favor do ex-agente.

O novo julgamento veio em 2016, e novamente Bernie foi condenado pela morte da companheira de 81 anos, Marjorie. Dessa vez, embora tenha escapado da prisão perpétua, foi condenado a 99 anos de prisão, com a possibilidade de liberdade condicional somente a partir de 2029, quando tiver 71 anos de idade.


 ++Saiba mais sobre crimes por meio de grandes obras disponíveis na Amazon Brasil:

A Vida Do Ives Ota - O Mensageiro Da Paz, de Ota Iolanda Keiko (1999) - https://amzn.to/3cf2qEQ

Suzane: assassina e manipuladora, de Ullisses Campbell (2020) - https://amzn.to/2WFlLso

O pior dos crimes: A história do assassinato de Isabella Nardoni, de Rogério Pagnan (Ebook) - https://amzn.to/2WD1tQj

Indefensável: O goleiro Bruno e a história da morte de Eliza Samudio, de Paula Sarapu e outros (Ebook) - https://amzn.to/2WCFvg5

Os Crimes Mais Cruéis do Brasil: Conheça os casos que mais chocaram o país, de Editora O Curioso (Ebook) - https://amzn.to/2SNqdnI

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp 

 Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W