Matérias » Entretenimento

Além de Simpsons: Dubladores brancos que deixaram de representar personagens de outras etnias

Discussões relevantes aconteceram após documentário sobre Apu Nahasapeemapetilon e protestos do Black Lives Matter. Entenda!

Fabio Previdelli Publicado em 27/02/2021, às 00h00

Cena de Os Simpsons
Cena de Os Simpsons - Divulgação

Nesta semana, foi anunciado que o ator Harry Shearer não dublará mais o personagem Dr. Julius Hibbert em Os Simpsons. Shearer dava voz ao personagem desde 1990. No lugar dele entrará Kevin Michael Richardson, que ficou conhecido pela voz de Goro, em Mortal Kombat (1995).  

Apesar da troca, Harry não deixará de participar da série, afinal, ele continua dando voz a outros personagens, como Ned Flanders, Waylon Smithers, Lenny Leonard e ao diretor Skinner. Mas o que motivou essa mudança? 

“Os Problemas com Apu” 

A sitcom, que está em sua 32ª temporada, é conhecida por seu humor ácido e por suas críticas, sejam elas a personalidades públicas, políticos, a sociedade americana e até mesmo a própria Fox, emissora que produz a série. 

Hari Kondabolu em "The Problem with Apu" (2017) / Crédito: Divulgação

 

Porém, por mais que faça sucesso até hoje, a história da família amarela também é permeada de polêmicas, e não estamos falando apenas da maneira que a série representou o Brasil em alguns episódios, mas sim de todos o estereótipo que lançou em um personagem recorrente da produção: o indiano Apu Nahasapeemapetilon, que trabalha como caixa no Kwik E-Mart. 

Tudo começou em 2017, quando o comediante indiano Hari Kondabolu estrelou o documentário "The Problem with Apu" ("Os Problemas com Apu", em tradução livre). No filme, Kondabolu cita os vários estereótipos negativos reforçados pelo personagem. 

Além dele, outros atores indianos também participam do documentário, falando, por exemplo, como o personagem interferiu em suas infâncias, já que constantemente eram apelidados de “Apu” por outras crianças; ou com estranhos que lhes paravam na rua os abordando com bordões ditos pelo personagem. Isso sem contar das vezes que foram contactados para fazerem falas no estilo e sotaque do personagem.  

Em partes, Kondabolu expressa seu apreço por Os Simpsons como uma instituição subversiva e culturalmente astuta no cenário da grande mídia norte-americana. Além disso, ele extrai uma série de opiniões de seus colegas; por exemplo, enquanto Hari disse que, apesar de Apu, ainda ama a série, o ator Kal Penn afirmou que o personagem arruinou o show para ele.  

"Eu fiz este filme não apenas para falar sobre a origem de Apu e destacar o impacto de tais imagens na mídia, mas também para celebrar a diversidade e complexidade da minha cultura”, disse Kondabolu.  

O documentário foi recebido com críticas positivas, como a de Daniel Fiemberg, que escreve para o The Hollywood Reporter, que elogiou a produção por fornecer "sua tese contra a aceitabilidade do personagem... com tanta clareza que é difícil imaginá-lo gerando uma resposta adversária mais convincente do que aquele velho clássico 'É uma piada, pare de levar isso tão a sério’”. 

Cena de "No Good Read Goes Unpunished", Os Simpsons / Crédito: Divulgação

 

A resposta dos Simpsons veio no episódio "No Good Read Goes Unpunished", exibido pela primeira vez em 8 de abril de 2018, nos Estados Unidos. Nele, Marge descobre que um livro que amou quando criança contém elementos que, agora, seriam considerados ofensivos e edita o livro para remover esses elementos.  

Ao fazer isso, no entanto, ela descobre que o livro perde sua "jornada emocional". Então, ela e Lisa olham para uma foto de Apu. "Bem, o que eu deveria fazer?", pergunta Marge. "É difícil dizer. Algo que começou há décadas e foi aplaudido e considerado inofensivo agora é politicamente incorreto. O que você pode fazer?", responde Lisa.

Kondabolu escreveu no Twitter (confira abaixo) que ficou desapontado com o fato da mensagem de seu filme ter sido reduzida ao conceito de "politicamente incorreto". Em uma entrevista ao USA Today, o criador Matt Groening rejeitou as críticas ao personagem de Apu, dizendo: "Acho que é um momento em nossa cultura em que as pessoas gostam de fingir que estão ofendidas". 

Porém, no The Late Show com Stephen Colbert, Hank Azaria, dublador do personagem, entre outros, disse que estaria "perfeitamente disposto a se afastar" do papel de dublar Apu, dizendo que estava cada vez mais preocupado com o personagem causando danos ao reforçar estereótipos e que "o mais importante é para ouvir os indianos e sua experiência com ele ... Eu realmente quero ver escritores indianos do sul da Ásia na sala dos roteiristas, genuinamente informando a direção que esse personagem tenha que tomar”.  

Black Lives Matter 

Além dessa polêmica, outro fato contribuiu para a mudança na equipe de dublagem de algumas séries, como a morte de George Floyd. Além da luta contra a repressão policial contra os negros, os protestos do Black Lives Matter também serviram para fomentar outro ponto presente na sociedade americana: o racismo estrutural.  

A onda do BLM foi crucial para fomentar a crítica a falta de oportunidade que os negros possuem no mercado de trabalho, mesmo com qualificações semelhantes, ou melhores, que homens brancos. 

O personagem Apu / Crédito: Divulgação

 

Isso levou aos produtores da animação a anunciarem que os atores brancos deixariam de dar voz a personagens de outras etnias, reformulando o elenco da série. "Dando um passo em frente, Os Simpsons não terão mais atores brancos dublando personagens não brancos", disseram em um comunicado emitido na época. A decisão foi tomada após outras séries de animação como "Family Guy", "Central Park" e "Big Mounth" anunciarem mudanças no elenco. Confira alguma delas. 

Family Guy  

Durante duas décadas, Mike Henry foi o responsável por dublar o personagem Cleveland Brown em Family Guy e no spin-off The Cleveland Show. Em junho do ano passado, porém, ele usou seu Twitter para anunciar a decisão.  

"Foi uma honra interpretar Cleveland em Family Guy por 20 anos. Amo esse personagem, mas pessoas de cor devem interpretar personagens de cor. Portanto, vou deixar o cargo", escreveu o ator. 

Central Park  

A atriz Kristen Bell também anunciou que deixou de participar da série animada “Central Park”, da plataforma de streaming Apple TV+, pelos mesmos motivos. Segundo a atriz, a decisão foi de comum acordo entre ela e os produtores. 

"Esse é um momento para reconhecer nossos atos de cumplicidade. Aqui está um dos meus. Interpretar a Molly no 'Central Park' mostra uma falta de consciência do meu privilégio generalizado", escreveu a atriz.  

"Reconhecemos que a escalação de Molly é uma oportunidade de acertar na representatividade —para escalar uma atriz negra ou de raça mista e dar a ela uma voz que ressoe com todas as nuances e experiências da personagem assim como a desenhamos", completou um porta-voz da equipe da série em nota.  

Os Simpsons e Big Mouth 

Missy (esq.) personagem de Big Mouth / Crédito: Divulgação

 

Como já citado no início da matéria, o ator Mike Sheares não dublará mais o personagem Dr. Julius Hibbert, sendo substituído por Kevin Michael Richardson. Essa, no entanto, é a terceira mudança na série, que já trocou as vozes de Carl Carlson, com Hank Azaria dando lugar a Alex Désert; e a de Kumiko, onde Tress ManNeille foi substituído por Jenny Yokobori. Já em Big Mouth, Jenny Slate foi substituída por Ayo Edebiri na dublagem da personagem Missy. 


++ Saiba mais sobre Os Simpsons através de grandes obras disponíveis na Amazon:

Os segredos matemáticos dos Simpsons, Simon Singh (2016) - https://amzn.to/2PUzUP7

Homer Simpson, meu herege favorito: A religião, o evangelho e os desigrejados segundo Os Simpsons, Deivinson Bignon (e-book) - https://amzn.to/2PqaDx6

Simpsons Comics Colossal Compendium Volume 6, Matt Groening (2018) - https://amzn.to/2RWnwAE

Colossal Compendium, Volume 1, de Matt Groening - https://amzn.to/2WtwFRv

Os segredos matemáticos dos Simpsons, de Simon Singh - https://amzn.to/3357TJI

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W