Matérias » Personagem

Amante de reis, estrela de teatro e um filho secreto: a curiosa saga de Lillie Langtry

A badalada vida da americana que foi de uma anônima, a segunda mulher de membros da corte e, ainda, reconhecida como uma grande atriz

Paola Churchill Publicado em 13/04/2020, às 17h00

Foto de divulgação da peça "As You Like It"
Foto de divulgação da peça "As You Like It" - Wikimedia Commons

Emilie Charlotte Langtry, que ficou conhecida mundialmente por Lillie Langtry, nasceu em 1853 e sempre foi uma criança rebelde que chamava a atenção por sua beleza e personalidade. Nascida e criada em Nova Jersey, seus pais eram figuras marcantes da sociedade na época.

Seu pai, o reverendo William Corbert Le Breton, ficou conhecido não pelos cultos que pregava, mas sim pelos seus relacionamentos extraconjugais. Em 1880, a mãe da menina, Emilie Davis, era conhecida por sua beleza e paciência por aguentar os filhos bastardos do marido.  

A filha do casal tinha decidido seguir seu próprio caminho e se distanciar da família. Achava que sua cidade era muito pequena; então, ao completar 18 anos, mudou-se para Londres, para ter a vida que tanto almejava.

As paixões de Lillie                     

Assim que viajou para a Inglaterra, a jovem arrancou suspiros por onde passava. Era tão querida e admirada pela alta sociedade inglesa que ganhou o apelido de A flor de Jersey.

A casa que Lillie morava, virou atração turística em Londres/Crédito: Wikimedia Commons 

 

Em maio de 1874, no auge de seus 20 anos, Lillie casou-se com o proprietário irlandês Edward Langtry, no iate da família do noivo. Pouco tempo após a cerimônia, se mudaram para um luxuoso apartamento em Eaton Place, em Londres.

Os dois eram figuras marcantes na badalada vida noturna londrina. Foi em uma dessas festas, que a socialite conheceu o príncipe de Gales, Albert Edward. Apesar de ambos serem casados, eles logo se apaixonaram e tornaram-se amantes.

Albert não tinha problemas em assumir sua paixão avassaladora pela socialite, tanto que a apresentou para sua mãe, a rainha Victória. E sua esposa oficial, a princesa Alexandra tinha uma relação agradável com a amante de seu marido.

A Filha secreta

Em 1880, ela ficou grávida, o príncipe ficou extremamente feliz, pois achava que a criança era dele. Mas, a felicidade durou pouco, a mulher até tentou sustentar a mentira por algum tempo para não perder o seu grande amor, mas logo foi descoberta.

O verdadeiro pai da criança era um velho amigo da família real, Arthur Jones, um dos filhos ilegítimos de Lord Ranelagh.

Desolado, Albert deu a ela uma grande quantia em dinheiro para ter o filho escondida em Paris, com Jones. E em 8 de março de 1881, Lillie deu à luz a sua primeira filha, a quem chamou de Jeanne Marie.

Apesar de todos os relacionamentos fora do casamento, Edward e Lilie não separaram oficialmente até aquele momento, porém estava cada dia mais difícil manter o estilo de vida luxuoso que ambos levavam. Langtry teve que vender muitos bens para pagar suas dívidas, mesmo assim, ele teve que declarar falência e ela pediu o divórcio. 

Falida e com uma filha para criar, Elizabeth achou que era o momento perfeito para realizar seu sonho: ser uma famosa atriz.

Nasce uma estrela

Seu melhor amigo e renomado escritor Oscar Wilde foi o que deu o apoio que Lilie precisava para começar a atuar profissionalmente no teatro. Sua primeira vez nos palcos foi em uma produção amadora em Twickenham. A comédia se chamava A Fair Encounter (Um Encontro Justo), sua atuação foi muito elogiada por todos, e não demorou muito para ser aclamada pela crítica e pelo público. Viajou por todo o Reino Unido com sua peça, até em outubro de 1882, chegou à Nova York com sua turnê teatral.

Retrato de Lillie no auge de sua carreira/Crédito: Wikimedia Commons 

 

Nos palcos americanos ela fez ainda mais sucesso protagonizando as peças The Lady of Lyons (A senhora de Lyon) e As You Like It (Como você gosta) se consagrando uma das maiores estrelas do teatro que o mundo já viu.

Nunca deixou de atuar, e só largou os palcos em 1929, após lutar bravamente contra uma pneumonia. Seu último pedido foi para ser enterrada junto aos pais na igreja de St. Saviour, em Nova Jersey.


Confira obras essenciais para entender a sociedade na época disponíveis na Amazon:

The Lonely Life: An Autobiography (English Edition) (1962) - https://amzn.to/3cCHDf1

O que é o cinema?, de por André Bazin e Eloisa Araújo Ribeiro ( 2018) - https://amzn.to/2TJssrR

Oscar Wilde, Salvatore Schiffer, 2011 (kindle) - https://amzn.to/2qjKWUP

A alma do homem sob o socialismo: 312, Oscar Wilde, 2003 - https://amzn.to/2MH7zdm

Grandes Obras de Oscar Wilde, Oscar Wilde, 2019 - https://amzn.to/33FJYkd

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W