Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Matérias / Amber Heard

Ameaças de morte e ataques diários: no 'tribunal da internet', Amber Heard já é culpada

Amber Heard e o ator Johnny Depp protagonizaram um verdadeiro circo midiático nos últimos meses

Redação Publicado em 01/06/2022, às 11h20 - Atualizado às 11h24

Amber Heard em aparição pública - Getty Images
Amber Heard em aparição pública - Getty Images

No mês de abril, as redes sociais foram tomadas por um assunto em específico: o processo que envolve a atriz Amber Heard e o astro Johnny Depp. O ator que viveu um dos mais famosos personagens de Hollywood, o 'Capitão Jack Sparrow', acusa a ex-amada de difamação após um artigo escrito por Heard, que se descreve como uma vítima de violência doméstica.

No tribunal, a atriz de 'Aquaman' acusou Depp não só de abuso físico, mas também sexual, no entanto, ele nega os episódios relatados a ela ou a qualquer outra pessoa.

Depp também disse que foi Amber quem se tornou violenta na relação.  Os advogados dela, inclusive, argumentaram que a atriz disse a verdade e que sua opinião fora protegida pela liberdade de expressão pela Primeira Emenda da Constituição dos Estados Unidos. Como consequência, Amber se diz "assediada, humilhada e ameaçada todos os dias", desde que a acusação foi feita.

Atriz Amber Heard e o astro Johnny Depp /Getty Images

Ameaças

Nesta semana, o drama nos tribunais se encaminha para o capítulo final, todavia, é fato que o julgamento foi marcado por ataques virtuais direcionados a Amber Heard. Durante o testemunho, Amber desabafou sobre sofrer ameaças de morte diariamente. Aos prantos, Amber disse que internautas ameaçam até mesmo sua filha: "As pessoas querem colocar meu bebê no micro-ondas".

Na popular plataforma de vídeos curtos do Tiktok, os influenciadores, conforme repercutido pelo Universa, divulgam vídeos que mostrariam como Heard fingiu ter apanhado do ator ao contar com maquiagem. Para sustentar a tese de que Depp seria a única vítima do caso, até mesmo montagens que mostram a atriz como um monstro são repercutidas na plataforma.

Durante a turnê ‘Ego Death Tour’, Chris Rock, comediante, relembrou a cultura do cancelamento e até mesmo aproveitou o momento para fazer piada com a atriz. Citando o 'novo conjunto' de regras necessárias para se relacionar sexualmente com mulheres, Rock relembrou a acusação feita por Jhonny de que a ex-companheira havia deixado insólitas fezes em sua cama.

"Acredite em todas as mulheres, acredite em todas as mulheres, exceto Amber Heard… O que diabos ela está fazendo? Ela cagou na cama dele!", disse ele em tom 'humorado', e foi além.

Montagem mostrando Amber Heard (à esq) e Johnny Deppp (à dir) durante seus respectivos testemunhos /Divulgação/Vídeo

"Ela cagou na cama dele. Uma vez que você cagou na cama de alguém, você é culpado de tudo. Ela cagou na cama dele. O que diabos está acontecendo lá? Uau. E eles tiveram um relacionamento depois disso. Deve ser incrível... eu estive com algumas vadias loucas, mas caramba”, disse Chris, conforme noticiado pelo jornal Marca.

Petição 

Até mesmo a profissão de Heard foi colocada em jogo durante o julgamento. Uma petição iniciada na plataforma Change.org, tinha como objetivo a demissão de Amber do longa 'Aquaman 2', da DC, no qual interpreta 'Mera'. Citando as acusações de Depp, a petição conta com mais de 4 milhões assinaturas.

Antes mesmo da petição, Amber revelou que encontrava obstáculos para se manter no papel. Em um dos depoimentos, ela disse que a Warner Bros. reduziu seu papel em “Aquaman 2” diante da disputa judicial.

Segundo a atriz, a companhia pretendia cortá-la do papel de Mera no longa, no entanto, ela insistiu e até mesmo precisou “lutar muito” para continuar no longa. “Eu tive que lutar para muito para ficar no filme. Eles não queriam me incluir no filme,” disse ela.

O tribunal da internet também se mobilizou através de hashtags. O programa 'Fantástico', da Rede Globo, informou que até o último sábado, 28, a tag 'Justiça para Johnny Depp' bateu a impressionante marca de 17 bilhões de visualizações. Já 'Justiça para Amber Heard' contou apenas com 59 milhões. 

Amber Heard em "Aquaman" /Divulgação/DC

Independente do resultado que será revelado pela Justiça ainda nesta semana, para o tribunal da internet a culpada é uma só: Amber Heard.