Matérias » Personagem

Anna Chapman, a ex-espiã russa e filha de um KGB que apoia Donald Trump

Presa em 2010 por espionar os Estados Unidos para uma agência de seu país de origem, a mulher hoje é modelo e se posiciona politicamente em suas redes sociais

Pamela Malva Publicado em 04/03/2020, às 16h30

Foto de Anna Chapman de quando ela foi presa por espionagem
Foto de Anna Chapman de quando ela foi presa por espionagem - Wikimedia Commons

Entre os muitos apoiadores de Donald Trump, a mais improvável seria Anna Vasil'yevna Chapman, uma modelo russa de 38 anos. Por trás das fotos em suas redes sociais, é difícil imaginar que a jovem ruiva apoia e idolatra o presidente norte-americano.

O fato se torna ainda mais improvável quando o passado de Anna é colocado à prova. Famosa na internet e na televisão, frente às câmeras, a russa esconde bem sua antiga ocupação de espiã da agência de inteligência da Federação Russa (SVR).

Nascida em Volgogrado, em 1982, Anna era filha de um oficial sênior da KGB, empregado no Quênia. Quando jovem, estudou na Universidade de Moscou e obteve um mestrado em economia com honras de primeira da classe.

Em 2001, casou-se com Alex Chapman e, graças ao matrimônio, conseguiu uma cidadania inglesa. Sua vida como agente teve início em 2009, quando a espiã russa se mudou para os Estados Unidos, a fim de morar em Nova York.

Anna Chapman em uma de suas fotos do instagram / Crédito: Divulgação/Instagram

 

Em junho de 2010, entretanto, Anna e outras nove pessoas foram capturadas em uma operação conduzida pelo FBI. O caso ficou conhecido como Programa Ilegais e os acusados foram julgados por espionar o país norte-americano para o SVR.

Na época, a então espiã declarou-se culpada por todas as acusações no tribunal. Ela permaneceu presa até julho daquele mesmo ano, quando foi deportada de volta para seu país de origem, em uma troca de prisioneiros entre os Estados Unidos e a Rússia.

Hoje, com quase 550 mil seguidores em seu Instagram, a jovem posa em fotos elaboradas e se posiciona politicamente de forma constante. Em algumas das postagens, ela comenta sobre Trump, Clinton e as eleições; em outras, cita personagens como Angela Merkel.


+Saiba mais sobre o tema através das obras abaixo

Uma história cultural da Rússia, de Orlando Figes (2017) - https://amzn.to/2IgmYj5

A Kgb E A Desinformação Soviética, de Ladislav Bittman (2019) - https://amzn.to/2xbsEZl

As Grandes Agências Secretas, de José-Manuel Diogo (2014) - https://amzn.to/39nZ4hf

A KGB e a Stasi, de Charles River Editors (eBook) (2018) - https://amzn.to/2VQwGkh

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, assinantes Amazon Prime recebem os produtos com mais rapidez e frete grátis, e a revista Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.