Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Matérias / Guerra da Coreia

Após 70 anos, o reencontro do casal que se apaixonou na Guerra da Coreia

Uma publicação nas redes sociais permitiu que Duane Mann fosse capaz de achar sua antiga amada conhecida durante a Guerra da Coreia

Ingredi Brunato, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 05/07/2022, às 15h31

Trecho do reencontro dos dois - Divulgação/ Youtube/ KETV7
Trecho do reencontro dos dois - Divulgação/ Youtube/ KETV7

Em junho deste ano, um casal que ficou sem se ver durante 69 anos teve uma reunião emocionante após a ajuda de estranhos. Tudo começou quando Duane Mann, hoje aos 91, fez uma publicação no Facebook à procura de seu primeiro amor, uma mulher chamada Peggy Yamaguchi, que conhecera no Japão durante a Guerra da Coreia

Ele publicou uma fotografia antiga dela, e explicou a história dos dois, na esperança de que pudesse finalmente dar um desfecho para um arrependimento que ocupara sua mente por décadas.

Para sua surpresa, com a ajuda de Theresa Wong, 23, uma jornalista do History Channel, Peggy foi localizada, e o reencontro dos dois idosos com um passado intenso pôde ser organizado, o que foi gravado pela equipe do canal televisivo KETV7. 

A história dos dois

Em 1953, Duane Mann era um soldado da Marinha norte-americana de 22 anos que servia como mecânico no Japão. Foi lá que ele conheceu Peggy Yamaguchi, uma jovem japonesa que verificava chapéus em um clube da Força Aérea. 

A dupla compartilhava a paixão pela dança, e frequentemente dançavam juntos no estabelecimento até seu horário de fechamento. Não demorou para que acabassem se apaixonando um pelo outro e decidindo se casar, porém sua história de amor infelizmente estava prestes a ser perturbada por obstáculos inescapáveis. 

Isso pois, quando Duane voltou para casa, nos Estados Unidos, esperando usar suas economias para ir buscar Peggy para viver com ele, descobriu que seu pai havia gastado todo o dinheiro.

Ele começou a trabalhar em uma empresa de construção de rodovias, que foi o emprego mais bem-pago que encontrou. O tempo era um fator essencial, uma vez que Yamaguchi tinha revelado estar grávida de seu filho. 

A família de Mann, contudo, não aprovava o relacionamento do rapaz com uma jovem japonesa, de forma que meras semanas após seu retorno para o país natal, a mãe dele começou a esconder as cartas enviadas por sua namorada.

Meses mais tarde, Duane teria acesso à última correspondência já enviada por Peggy para ele, um documento que pesaria em sua memória pelas décadas seguintes. Na mensagem, a jovem relatava ter perdido o bebê e se casado com um novo homem.

Eu estava devastado (...) Ficava preocupado que ela pensasse que eu a abandonei", contou o norte-americano, segundo divulgado pelo The Washington Post. 

Desfecho tardio

Trecho do reencontro dos dois / Crédito: Divulgação/ Youtube/ KETV7

69 anos mais tarde, já idoso, ele finalmente teve a chance de explicar o que havia acontecido para Yamaguchi, então uma mulher também de 91 anos, e pôde se sentir "em paz" em relação à questão, ainda de acordo com o veículo. 

Para sua surpresa, ela lembrava dele com carinho, e imediatamente perguntou se o namorado de sua juventude ainda lembrava dos passos de dança que eles costumavam fazer juntos no clube da Força Aérea.

Peggy também havia nomeado um de seus filhos em homenagem ao rapaz norte-americano que havia conhecido durante a Guerra da Coreia, mostrando como Duane impactou sua vida tanto quanto ela impactou a dele. 

Confira abaixo um vídeo do reencontro!