Matérias » Personagem

Após vida nas ruas, Maria Solange se recupera cada vez mais e reencontra familiares

A vida de Maria mudou completamente após a cantora pop Madonna publicar um vídeo onde a mulher dançava uma de suas músicas

Ingredi Brunato, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 18/04/2021, às 08h00

Montagem com Maria em julho de 2020 (à esquerda) e Maria em abril de 2021 (à direita)
Montagem com Maria em julho de 2020 (à esquerda) e Maria em abril de 2021 (à direita) - Divulgação

Em julho de 2020 a Rainha do Pop, Madonna, publicou em sua conta do Instagram o vídeo de uma mulher dançando com uma animação contagiante em um bar ao som de Holiday, que foi sua primeira música a estourar nas rádios, em 1983. 

“Você está se sentindo sem esperança hoje? A vida parece ser uma má notícia após a outra? O Apocalipse parece estar ao virar da esquina? Eu acho que muitos de nós sentimos o mesmo. Em dias como este, temos apenas que aumentar a música e a dançar!”, escreveu a cantora norte-americana na legenda do vídeo. 

Fotografia de Madonna / Crédito: Divulgação 

 

A gravação mostrava a brasileira Maria Solange, de 50 anos de idade, ou Marina Silva de Manaus, como ficou conhecida nas redes. Vestida com blusa rosa clara e a saia, era possível ver que a mulher, então uma moradora em situação de rua, estava extremamente magra. 

Isso se devia ao fato de Maria estar na época viciada em crack, droga fortíssima e difícil de largar. Ter tido seu vídeo publicado por Madonna, todavia, chamou atenção do Brasil para a mulher. 

Veja abaixo a publicação com o vídeo: 

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Madonna (@madonna)

 

Passado trágico 

De acordo com o site Só Notícia Boa, logo depois, a atriz Regina Casé postou o mesmo vídeo na própria conta do Instagram, pedindo ajuda aos seguidores para localizarem a moradora de rua. 

A brasileira foi entrevistada por veículos de comunicação, que revelaram sua triste história. Maria viajara para Manaus junto com o filho, que sofria do mesmo vício que ela. Ela perdeu o rapaz de 22 anos, assassinado pelo traficante dos dois após contrair dívidas com o criminoso. 

Até então, Solange havia trabalhado com o transporte de drogas para o Amazonas, e sem isso acabou tornando-se moradora de rua. É essa a complexa tragédia pessoal que a envolvia quando milhares a viram dançando para tentar espantar a tristeza devastadora, e sentiram-se contagiados por sua animação.  

Mudando para melhor 

Felizmente, com toda a atenção midiática, a brasileira conseguiu uma vaga em uma clínica de reabilitação, onde foi capaz de tratar sua dependência química. 

Em março deste ano, vários meses depois, Maria Solange reapareceu nas redes sociais, viralizando por outro motivo: durante seu período na clínica ela havia conseguido ganhar mais 30 quilos e realizado implantes dentários para completar o sorriso, antes deteriorado por conta do crack. 

Maria durante a entrevista / Crédito: Divulgação 

 

Em entrevista à TV TEM, que foi repercutida pelo G1, a mulher falou mais sobre sua trajetória: "Esses oito meses foram de muita luta, mas com muita garra, muita fé e muito amor. Também com muita força de vontade, porque o dependente químico tem que querer. Ele tem que querer sair da droga", afirmou. 

Ela ainda foi capaz de reencontrar sua família, incluindo uma irmã com quem não tivera contato por mais de 13 anos. 

"Eu fechei meus olhos e comecei a pensar que hoje, se eu for dançar daquele jeito, eu não consigo mais, porque aquele momento foi único", revelou ainda Maria durante a entrevista.