Matérias » Crimes

Atração perigosa: entenda o terrível caso do Assassino do Twitter

Através da rede social, o japonês Takahiro Shiraishi conheceu e atraiu nove jovens para a sua armadilha sangrenta

Pamela Malva Publicado em 18/10/2020, às 12h00

Takahiro Shiraishi, o "assassino do Twitter"
Takahiro Shiraishi, o "assassino do Twitter" - Divulgação/Youtube/UTD TV

No dia 22 de agosto de 2017, um prédio em Zama, na província de Kanagawa, no Japão, recebeu um novo morador. Silencioso, Takahiro Shiraishi não parecia ser muito sociável e trabalhava em um supermercado da região.

Ao contrário de muitas pessoas que tentavam se enturmar com os novos vizinhos, Takahiro era um jovem reservado e não conversava com muitos moradores. Em sua casa, no entanto, ele fazia coisas que poucos são capazes de imaginar.

Alguns vizinhos podem até ter percebido que Takahiro recebia muitas visitas. Mas ninguém conseguiu decifrar o que todas aquelas meninas iam fazer no apartamento. Mal sabiam os vizinhos que a casa havia se tornado o palco de um ritual sangrento.

Fotografia de Takahiro Shiraishi, o "assassino do Twitter" / Crédito: Divulgação/Youtube

 

Fim do caminho

Em entrevista ao The Mainichi, familiares e pessoas próximas de Takahiro afirmavam que ele tinha uma saúde mental pouco estável. Aos conhecidos, ele dizia que não não tinha mais razões para viver e, dessa forma, demonstrava tendências suicídas.

Foi assim que, entre agosto e outubro de 2017, ele encontrou algumas pessoas com quem podia contar. Através do Twitter, o japonês conheceu diversas garotas que, assim como ele, não viam mais sentido na vida.

Aos 29 anos, o homem entrava "em contato com mulheres que pensavam em suicídio, as quais ele via como alvos fáceis", segundo a promotoria do caso de Takahiro. Ele, então, falava com as jovens, afirmando que poderia ajudá-las a morrer.

Jornal noticiando os assassinatos / Crédito: Divulgação/Youtube

 

Portas abertas

Na manhã do dia 31 de outubro, a polícia invadiu o terrível apartamento de Takahiro em busca de Aiko Tamura, uma jovem de 23 anos que estava desaparecida. Na residência, os oficiais encontraram nove corpos desmembrados, separados em cerca de 240 pedaços.

Pela casa, ossos e partes da carne foram encontrados em geladeiras e caixas de ferramentas. Entre os restos mortais estavam cabeças, braços e pernas de oito mulheres e um homem — que seria namorado de uma das jovens.

Com idades entre 15 e 26 anos, todas as vítimas foram atraídas pelo perfil de Takahiro no Twitter. "Eu quero ajudar as pessoas que estão realmente sofrendo. Por favor, mande uma DM [mensagem direta] a qualquer hora", escreveu o assassino na rede social.

As vítimas de Takahiro Shiraishi / Crédito: Divulgação/Youtube

 

Interação assassina

Durante cinco meses, Takahiro foi submetido à diversos testes psicológicos, conforme as acusações se empilhavam. Com os resultados, ele foi indiciado pelos assassinatos de todas as pessoas encontradas em seu apartamento, em setembro de 2018.

A história de terror só teve o início de um desfecho em setembro de 2020. Em frente ao júri, Takahiro Shiraishi, que ficou conhecido como “assassino do Twitter”, confessou seus crimes e assumiu a autoria dos nove assassinatos pelos quais foi acusado.

Indo contra os próprios advogados, que tentavam reduzir sua pena, o serial killer afirmou que não teria matado as vítimas com seu consentimento. Agora, caso Takahiro Shiraishi seja condenado pelos assassinatos, ele enfrentará a pena de morte, que, no Japão, é executada através do enforcamento.


+Saiba mais sobre serial killers por meio de grandes obras disponíveis na Amazon:

Psicopata Americano, de Bret Easton Ellis (2020) - https://amzn.to/34yE1t1

Serial Killers - Anatomia do Mal: Entre na mente dos psicopatas, de Harold Schrechter (2019) - https://amzn.to/39YVlGK

De frente com o serial killer, de Mark Olshaker e John E. Douglas (2019) - https://amzn.to/2UX47R4

Lady Killers: As mulheres mais letais da história, de Tori Telfer (2019) - https://amzn.to/3c7BoPb

Mindhunter: O Primeiro Caçador de Serial Killers, de John Douglas e Olshaker Mark (2017) - https://amzn.to/2xccb7L

Ted Bundy: Um Estranho ao Meu Lado, de Ann Rule (2019) - https://amzn.to/3cauuc9

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W