Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Matérias / Elvis Presley

A atriz que namorou Elvis Presley para se vingar de Marlon Brando

Rita Moreno viveu um relacionamento abusivo com Marlon Brando no qual inclusive cogitou tirar a própria vida

Redação Publicado em 31/07/2022, às 08h00

Elvis Presley em apresentação e Marlon Brando e Rita Moreno em “Désirée, o Amor de Napoleão” (1954) - Divulgação/Youtube / ElvisPresleyVEVO / HD Retro Trailers
Elvis Presley em apresentação e Marlon Brando e Rita Moreno em “Désirée, o Amor de Napoleão” (1954) - Divulgação/Youtube / ElvisPresleyVEVO / HD Retro Trailers

Rita Moreno e Marlon Brando se conheceram durante as gravações de “Désirée, o Amor de Napoleão” (1954) e começaram um relacionamento que durou até o começo dos anos 1960. O namoro, no entanto, foi tumultuado e extremamente abusivo.

Quando engataram no caso, a atriz tinha apenas 22 anos, enquanto o astro, 30, e, durante esse período, Rita passou por momentos conturbados que envolveram um aborto e até mesmo um episódio em que cogitou tirar a própria vida.

Em fevereiro, durante o especial da revista Variety “Actors on Actors”, a estrela, já aos 90 anos, contou: “Foi emocionante estar com Marlon. Ele era extraordinário de várias formas, mas ele era um homem ruim quando se tratava de mulheres".

“Eu tentei acabar com a minha vida com pílulas na casa dele. E realmente foi uma tentativa de fazer isso, eu não entendia que se eu fosse matar essa patética e triste Rita, o resto dela também ia embora comigo. Eu não parecia entender isso“, relembrou.

Ao longo desse relacionamento abusivo, outro episódio, revelado pela atriz durante o programa The View no final do ano passado, também chamou a atenção: quando ela decidiu namorar Elvis Presley para se vingar das traições do namorado.

“Nós sabemos que você esteve em uma relação tumultuada com o Marlon Brando por oito anos e também sabemos que ele te traiu constantemente”, disse a co-apresentadora do programa, Joy Behar. Após a confirmação de Rita, continuou: “Mas eu ouvi falar que você usou outra pessoa famosa para fazer ciúmes nele. Vamos ouvir essa história”.

Saindo com Elvis

"Encontrei lingerie na casa dele e, claro, fiquei com o coração partido e fui para casa chorando — realmente, eu era ingênua — e também estava com raiva, apenas furiosa”, relatou Moreno.

“No dia seguinte, o telefone toca e ouço 'Senhorita Moreno?’, e eu disse, 'Uh, sim?'. 'Aqui é o Coronel Parker [empresário de Elvis], meu cliente é Elvis Presley, e Elvis a viu na festa da 20th Century Fox, e gostou do que viu’”, lembrou.

Ela continuou: "Eu disse ‘É?' e ele disse: 'E ele gostaria muito de conhecê-la. Você gostaria de conhecê-lo?'. E eu pensei naquelas calcinhas e disse: 'Sim, eu gostaria!”

Ainda que fosse uma maneira de se vingar das traições de Brando, Moreno contou que "saiu com ele [Elvis] várias vezes". Mesmo assim, revelou como achava Elvis um "doce, mas chato".

"Ele era um doce, mas era um menino do campo. Então, de qualquer forma, quando [Brando] descobriu, não demorou muito. Ele começou a jogar cadeiras. Ele estava com tanta raiva. Foi maravilhoso. E eu apenas sentei lá vendo ele jogar cadeiras e surtar", disse.

Intimidade de Rita Moreno

Depois do término com Marlon, Rita se casou com o cardiologista Leonard Gordon em 1965, com quem ficou até a morte dele, em junho de 2010. Em 1975, a atriz disse à People que os dois “se equilibravam”.

Os dois tiveram uma filha juntos, Fernanda Gordon Fisher, e têm dois netos. Embora tenham tido um relacionamento complicado, o astro de Hollywood foi recebido pela família de Moreno como um amigo próximo muitos anos depois.

"[Minha filha] chegou da escola um dia e o encontrou tocando congas em nossa sala de estar", contou a atriz. "Ela o chamava de 'o homem da bateria'”.

Após a morte do marido e anos de terapia, a atriz ainda afirmou, em 2017 à revista People, que Brando era a "luxúria" de sua vida e que mantinha uma foto do ex-namorado em seu quarto mesmo depois de todo esse tempo. 

"Por que essa foto de Marlon Brando? Porque ele foi um grande amor meu na minha vida", explicou. "Este aqui, quase parece uma vinheta de filme, então é por isso que está lá. Ele era o desejo da minha vida e ali está o amor da minha vida".