Matérias » Irã

Benjamin Brière, o caso do turista francês que será julgado por suspeita de espionagem no Irã

Brière, que foi preso há um ano, corre risco de ser condenado à morte

Giovanna Gomes, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 02/06/2021, às 13h34 - Atualizado às 13h35

Benjamin Brière
Benjamin Brière - Divulgação/Twitter/Saeid Dehghan

Em maio de 2020, o turista francês Benjamin Brière estava em meio a uma viagem pelo Irã quando foi apreendido pelas autoridades locais, acusado de espionagem e "propaganda contra o regime". Desde então, segue detido no país. É possível, no entanto, que o turista tenha sido transformado em um instrumento de negociação entre países, como defende a irmã do prisioneiro.

De acordo com uma matéria do UOL publicada no último dia 31, após um ano de investigações, o homem será finalmente julgado pelo tribunal revolucionário do país.

Ainda não se sabe a data exata do julgamento, nem há muitas informações sobre as acusações. No entanto, segundo a mídia iraniana, Brière é acusado de ter tirado fotos e vídeos de zonas militares.

A prisão do francês

O turista viajava em uma van nas proximidades de Mashhad, cidade localizada no nordeste do país, quando foi surpreendido pelas autoridades regionais. Como há na região uma série de bases militares, o homem tornou-se suspeito de espionagem.

Santuário sagrado do Imam Reza, em Mashhad / Crédito: Wikimedia Commons/Arian Zwegers

 

O advogado de Brière no Irã, Saeid Dehghan, declarou que seu cliente ainda foi acusado de outros dois crimes graves. O primeiro, consumo de álcool, é passível de punição por açoite. Já o segundo, chamado de "corrupção na Terra", é considerado um dos mais graves do código penal iraniano e pode levar à pena de morte.

Outra acusação é a de que o turista teria questionado o uso obrigatório do véu islâmico em publicações nas redes sociais.

Trocas de prisioneiros

O UOL ressalta que o anúncio do julgamento do prisioneiro ocorre ao mesmo tempo em que o Irã mantém detida a pesquisadora franco-iraniana Fariba Adelkhah. Ela foi condenada em 2020 a seis anos de prisão após ter sido acusada de agir contra a segurança nacional e de realizar propaganda contra o regime.

Assim como ela, muitas outras pessoas de dupla cidadania e estrangeiras foram presas nos últimos anos, uma vez que a política de troca de prisioneiros estrangeiros com países como a França, a Austrália e os Estados Unidos tem sido uma estratégia adotada pelas autoridades iranianas.

Sem respostas

A irmã de Brière chegou a publicar uma carta aberta por meio da imprensa francesa dias antes do julgamento ser anunciado. No texto, ela pede que o presidente Emmanuel Macron, busque formas de libertar o turista. A mulher afirma que a detenção é totalmente "sem fundamento" e que seu irmão teria sido transformado em um "instrumento de negociação ".

O presidente francês Emmanuel Macron / Crédito: Getty Images

 

"Não há dúvidas que a questão é outra, e isso foge totalmente do nosso controle. Ele caiu em uma armadilha. Benjamin não é um espião, é um cidadão francês comum, um turista que acabou no meio de um caso surreal", disse BlandineBrière.

Segundo declarou o advogado do turista na França, Philippe Valent, no último dia 31, "até o momento", nem o presidente, nem o mesmo o Ministério das Relações Exteriores da França, responderam, "deixando a família de Benjamin ainda mais preocupada e indefesa" diante dessa "detenção arbitrária".


+Saiba mais sobre o tema por meio de grandes obras disponíveis na Amazon:

Espiões, Espionagem e Operações Secretas, de Michael Rank (2015) - https://amzn.to/32OUhoD

A Guerra Secreta - Espionagem na II Guerra Mundial, de Ladislas Farago (2018) - https://amzn.to/2WOGquG

O Espião de Hitler, de John Humphries (2020) - https://amzn.to/2n6QP6y

O espião que saiu do frio, de John Le Carré (2013) - https://amzn.to/32TSb7j

O Espião e o Traidor, de Ben Macintyre (2019) - https://amzn.to/3eS0By3

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W