Matérias » Bizarro

Bichano nos ares: Como um gato 'clandestino' impediu um voo internacional

O felino foi capaz de entrar na cabine do piloto sem levantar suspeitas, o atacando com as garras

Wallacy Ferrari, sob supervisão de Alana Sousa Publicado em 06/05/2021, às 16h00 - Atualizado às 20h16

Imagem ilustrativa de gato
Imagem ilustrativa de gato - Imagem de Pexels por Pixabay

Diversos fatores são capazes de causar a chamada aerofobia, termo que designa o medo de voar; receio da altura, traumas ao acompanhar tragédias anteriores, dificuldade de se manter em ambientes fechados, entre outros fatores. Contudo, em março de 2021, um voo partindo de Cartum, capital do Sudão, adicionou mais um motivo para a lista.

Com uma decolagem sem problemas e estabilização em altitude de cruzeiro, o voo prosseguiu sem problemas, turbulências ou atraso, com o trajeto direcionado a Doha, capitar do Catar, para a chegada em quatro horas. Em cerca de 30 minutos no ar, no entanto, um dos passageiros surpreendeu o piloto da aeronave, como reportou o portal All That’s Interesting.

Era um gatinho, que de alguma maneira, conseguiu acessar a cabine de controle, cruzando os corredores do avião. Pior ainda foi a reação do felino, que pulou em direção ao piloto quando foi notado, o atacando com as unhas cravadas. As patinhas rápidas foram suficientes para causar uma confusão durante o voo.

Gato a bordo

Ao conseguir tirar as garras do bichano, começou uma operação de caça; ele rapidamente fugiu das mãos do condutor, se enfiando em extremidades do avião: embaixo de assentos e na área de serviço, mobilizando toda a tripulação do voo. Quando conseguiu ser acometido, o estrago no controle do veículo já estava feito.

De acordo com o jornal britânico The Mirror, a aeronave teve de voltar ao Aeroporto Internacional de Cartum pouco após identificar o animal nas imediações, realizando uma manobra de retorno e, posteriormente, um pouso de emergência, com a companhia aérea Tarco Aviation reagendando um outro voo para os passageiros.

Mulher leva caixa contendo felino em aeronave / Crédito: Getty Images

 

Na época, a empresa não divulgou quais foram os prejuízos causados pela confusão do felino e qual era a gravidade dos ferimentos causados ao piloto da aeronave, mas iniciaram uma investigação para entender se seu surgimento partiu de algum passageiro que o levou escondido.

Pegue o gato

Coletado e acolhido no aeroporto, não souberam atribuir a forma como o bichano conseguiu embarcar na aeronave e, principalmente, sobreviver a pressão durante a decolagem. Com a averiguação de bagagem, concluíram que nenhuma das pessoas que acessaram o avião havia levado o animal.

Com isso, refizeram um possível trajeto com as patas e pelos, concluindo que o animal se infiltrou pelo hangar do aeroporto durante a noite anterior à decolagem, quando o veículo ainda estava estacionado e sem nenhuma tripulação.

Presumiram também que, ao subir, o animal se assustou e começou a circular no avião, realizando o ataque ao atravessar a cabine. Uma coisa é certa; assim como causou medo, o gatinho também tinha aerofobia.


+Saiba mais sobre histórias bizarras através das obras disponíveis na Amazon:

Bizarre World (Edição em Inglês), de E. Reid Ross (2019) - https://amzn.to/3l7L9Bt

Os Ladrões Mais Idiotas do Mundo, de Simon Vigar (2008) - https://amzn.to/3cPQ2wj

30 histórias insólitas que fizeram a medicina, de Jean-Noël Fabiani (2019) - https://amzn.to/3cUfh0d

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W