Matérias » Brasil

Canhões e revolução: Conheça 5 curiosidades sobre o Forte de Copacabana

O local foi cenário de mudanças relevantes no curso da história do Brasil. Confira!

Ingredi Brunato, sob supervisão de Penélope Coelho Publicado em 15/07/2021, às 08h26

Fotografia do Forte de Copacabana
Fotografia do Forte de Copacabana - Divulgação / Museu Histórico do Exército

Hoje possuímos tecnologias de guerra altamente destrutivas que podem ser liberadas remotamente. No século passado, todavia, lutas bélicas geralmente necessitavam que os soldados se locomovessem até o local. Quando os conflitos aconteciam em outros países, frequentemente essa viagem era feita pelo mar. 

Foi nesse contexto que o Forte de Copacabana começou a ser construído, no ano de 1908.

1. Construído para defender o país 

Segundo divulgado pela revista Recreio, a construção era “parte do sistema de defesa da capital do estado”. A proteção da cidade do Rio de Janeiro era também particularmente importante para a geopolítica do Brasil por ser, naquela época, a capital do país.


2. Fonte de orgulho nacional 

A estrutura, que tem 114 mil metros quadrados, foi projetada de forma que pudesse proteger a Baía de Guanabara de navios inimigos. Para tanto, ela foi equipada com canhões de longo alcance voltados para o mar, e construída com paredes de 12 metros de espessura para não ser facilmente derrubada. 

Fotografia de canhões do Forte / Crédito: Wikimedia Commons 

 

Na época que o Forte de Copacabana foi finalizado, em 1914, ele foi considerado a fortificação de guerra mais moderna da América do Sul, de acordo com o portal EBC. Sua inauguração teve tal importância que contou com a presença do Presidente da República de então, que era o Marechal Hermes da Fonseca

Uma coincidência interessante é que aquele também foi o ano em que a Primeira Guerra Mundial começou, apenas reforçando a necessidade de locais desse tipo, embora o Brasil não tenha participado muito do conflito.


3. Cenário de uma revolta contra o governo 

A construção imponente presenciou o desenrolar de alguns episódios relevantes da História nacional, como por exemplo a “Revolta dos 18 do Forte de Copacabana”, ocorrida em 1922, em que 17 oficiais militares e um civil se rebelaram contra o governo de então, que era chefiado pelo recém-eleito presidente Artur Bernardes. As informações foram documentadas pelo site Infoescola. 

Fotografia mostrando militares marchando nas ruas cariocas / Crédito: Divulgação/ Correio da Manhã / Biblioteca Nacional

 

O grupo, que havia começado com cerca de 300 oficiais, ocupou a fortificação carioca, o que fez com que o local fosse bombardeado pelo Exército a mando do Estado. Em seguida, a grande maioria aceitou render-se ou então apenas abandonou a revolta - a exceção foram os 18 que deram nome ao acontecimento, dentre os quais 16 morreram. 

A ação foi considerada a primeira a ser realizada pelo Movimento Tenentista, que consistia em um grupo de soldados de baixa e média patente que estavam insatisfeitos com a República Velha.


4. Já cumpriu papel de prisão 

Outro momento significativo foi quando o Forte foi usado para aprisionar o presidente Washington Luís, recentemente deposto, na época da Revolução de 1930, que foi liderada por Getúlio Vargas e terminou com o golpe de Estado que encerrou a República Velha. O ocorrido foi relembrado também pela revista Recreio. 


5. Hoje possui importância turística 

Fotografia de portão externo do Forte / Crédito: Fulviusbsas / Wikimedia Commons

 

Atualmente, o Forte de Copacabana foi transformado em ponto turístico, sediando o chamado “Museu Histórico do Exército”, que é aberto para visitação e conta alguns dos marcos da história do lugar.


+Saiba mais sobre o Brasil República através das obras disponíveis na Amazon:

Os Presidentes e a República: Deodoro Da Fonseca à Dilma Rousseff,  Arquivo Nacional, 2019 - https://amzn.to/2CL9Gbm
 
Guia politicamente incorreto dos presidentes da República, Paulo Schmidt, 2016 - https://amzn.to/2pgUvDK
 
1889: A República Não Esperou o Amanhecer, Hélio Silva, Civilização Brasileira, 1972 - https://amzn.to/32KoMZl
 

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W