Matérias » Personagem

Casamento polêmico e esquecimento: Judith Quiney, caçula de Shakespeare

Conhecida como a filha esquecida do poeta, acredita-se que Judith tenha sido o motivo da alteração repentina no testamento de seu pai

Penélope Coelho Publicado em 17/09/2020, às 11h49

Pintura dos três filhos de Shakespeare
Pintura dos três filhos de Shakespeare - Divulgação

A vida pessoal de William Shakespeare ainda envolve muito mistério e curiosidade, não poderia ser diferente com a trajetória de Judith Quiney, filha do escritor. Apesar de ter uma história pouco comentada, algumas teorias envolvem o nome da menina, sabe-se que diferente de sua irmã, Judith foi quase esquecida do testamento de seu pai e que seu casamento causou polêmicas.

Primeiros anos

Nascida em 2 de fevereiro de 1585, Judith Quiney, foi a mais nova dos três filhos de William Shakespeare e sua mulher Anne Hathaway, a menina veio ao mundo sendo gêmea do único filho homem do poeta.

Pouco se sabe sobre sua vida pregressa, porém, é de conhecimento que quando Judith ainda era criança sua família sofreu uma grande perda quando seu irmão gêmeo, Hamnet Shakespeare, faleceu aos 11 anos de idade. Outro aspecto comentado é que diferentemente de seu pai, acredita-se que a menina tenha sido analfabeta e só passou a chamar a atenção de sua família quando decidiu se casar.

Retrato famoso de William Shakespeare  / Crédito: Getty Images 

 

Casamento

Judith se casou com Thomas Quiney, um vinicultor de Stratford, na Inglaterra, porém, a união gerou confusão, já que os dois se casaram em uma época pré-quaresmal — período em que os casamentos não eram permitidos para a Igreja.

Além da polêmica na ocasião, o casamento começou de maneira conturbada, tudo aconteceu quando logo no início da união, Thomas já havia traído Judith e engravidado outra mulher. Mesmo assim, os dois continuaram juntos e tiveram três filhos.

O primogênito foi batizado em homenagem ao avô materno, Shakespeare, porém, morreu quando tinha somente seis meses. As perdas não pararam por ai, pois os outros dois filhos do casal, Richard e Thomas faleceram durante a juventude com 21 e 19 anos, respectivamente.

Testamento

Na medida em que o poeta William Shakespeare envelhecia, o homem passou a se preocupar sobre qual seria o destino de seus bens. O testamento do escritor por sua vez, é motivo de discussão até hoje. Já que o inglês deixou a maioria de seus pertences para sua filha mais velha Susanna, excluindo na maior parte a esposa Anne Hathaway e também sua caçula.

Pintura realista do escritor William Shakespeare  / Crédito: Getty Images 

 

No caso de Judith, acredita-se que William tinha receio das intenções do marido da filha e que por isso, fez uma alteração às pressas em seu testamento. No documento, o poeta fez questão de excluir Thomas e deixou claro que só Judith e seus herdeiros homens tinham direto a algo que fosse dele.

Entretanto, sua filha mais nova foi citada quase no final da escritura, ficando com uma parte consideravelmente menor que a de Susanna — que era conhecida como a favorita de seu pai. Sabe-se que inclusive o chalé que era de Quiney teve que ser passado para a primogênita do autor, em decorrência do documento deixado por ele. 

Acredita-se que Judith permaneceu ao lado de Thomas até o fim de sua vida. A mulher morreu aos 77 anos de idade, em 9 de fevereiro de 1662. A filha de Shakespeare foi enterrada no terreno de uma igreja em Stratford, na Inglaterra, mas, a localização exata do local de sua sepultura ainda é desconhecida.

Por ter a vida envolta em mistérios ainda não descobertos, seu nome ainda gera curiosidade, por isso, ao longo dos anos Judith foi retratada em inúmeras obras de ficção, na tentativa de juntar as peças desse quebra-cabeça que é a vida da família Shakespeare. 


++Saiba mais sobre William Shakespeare através de impressionantes obras disponíveis na Amazon

Grandes Mistérios da História: A teoria da conspiração e os segredos por trás dos acontecimentos, de Sérgio Pereira Couto (2015) - https://amzn.to/2QHjs6p

Grandes obras de Shakespeare - Box (2017) - https://amzn.to/2rs7wuZ

Hamlet, de William Shakespeare (2015) - https://amzn.to/38DPma4

Shakespeare: o que as peças contam, de Barbara Heliodora (2018) - https://amzn.to/2Ocwvv1

Romeu e Julieta, de William Shakespeare (2016) - https://amzn.to/2RmRDjW

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W