Matérias » Personagem

De chefe de estação ferroviária a deusa: a curiosa história de Tama, a gata da ferrovia

Atraindo milhares de turistas, a felina contribuiu para revitalizar a Ferrovia Elétrica Wakayama, no Japão

Victória Gearini Publicado em 21/11/2020, às 07h06

Tama, a gata da ferroviária
Tama, a gata da ferroviária - Divulgação / Youtube / Animal Planet

No final da década de 1990, uma gata jovem, de pelos brancos, marrons e pretos, virou sensação em uma estação ferroviária no Japão. A felina dócil e carinhosa costumava passear perto dos trilhos, chamando a atenção dos passageiros e funcionários. Mais tarde, a gatinha, que foi nomeada de Tama, alcançou a posição de deusa na região.

Revitalização da economia 

Em 2006, diversos funcionários da linha férrea foram demitidos, em decorrência do baixo fluxo de passageiros e problemas financeiros. No entanto, após o antigo proprietário anunciar que a linha seria abolida, moradores convidaram o atual presidente da Ferrovia Elétrica Wakayama, Mitsunobu Kojima, para revitalizar o local.

Nesta mesma época, o dono de uma loja de conveniência, que havia se tornado o guardião da gatinha, decidiu se mudar, passando a guarda do animal para a companhia ferroviária. 

Gata Tama quando estava viva / Crédito: Divulgação / Youtube / Animal Planet

 

Já em janeiro de 2007, Kojima decidiu encomendar um chapéu para Tama, oficializando-a como "chefe de estação de Kishi". Logo a felina virou símbolo da ferrovia e passou aparecer no marketing da linha, sendo divulgada pela mídia. Kojima instalou, ainda, uma bilheteria equipada para a gata, como uma bandeja para fezes e uma cama.

Tama se tornou tão popular entre os passageiros e funcionários, que era comum vê-la no topo de uma mesa montada nos portões de entrada, onde cumprimentava todos que passavam por ali. Mais tarde, o animal recebeu um retrato pintado, além de várias fotos espalhadas em uma lojinha instaurada na Estação Kishi. 

Na loja de souvenirs, os visitantes também podiam comprar crachás e chaveiros com seu rosto estampado, além de doces da marca que foi nomeada de Tama, em homenagem à felina. No ano seguinte, a sensação da estação foi promovida para supergerente do local, sendo condecorada pelo governador da cidade. 

Devido ao sucesso da gata, milhares de turistas começaram a visitar a plataforma, apenas para conhecê-la. Segundo um estudo realizado em 2008, pelo professor da Escola de Contabilidade da Universidade de Kansai, Katsuhiro Miyamoto, a presença da gentil gatinha arrecadou mais de 55 mil ienes à Linha Kishigawa.

Entre 2007 e 2015, sua presença foi responsável, ainda, for faturar para a economia local cerca de 1,1 bilhão de ienes (R$ 39 milhões). Já o número anual de passageiros na linha aumentou quase 300 mil, se comparado com 2006.

Trem personalizado com o rosto de Tama / Crédito: Divulgação / Youtube / Animal Planet

 

Em 2010, a companhia contratou o famoso designer Eiji Mitooka, responsável por criar a estrada de ferro Tamaden para que ele planejasse as laterais de dois vagões com pegadas e desenhos de Tama. Pequenos bigodes estamparam a frente do trem e, quando as portas se abriam em cada estação, era possível ouvir algumas gravações originais de seus miados.

O legado 

Infelizmente, a gatinha tricolor faleceu em 2015, aos 16 anos de idade. Na época, milhares de pessoas compareceram ao seu funeral, que ocorreu na própria estação. Além disso, Tama recebeu um santuário do tamanho de uma cabine telefônica, com o título 'Honorável Mestre da Estação Eterna'.

Considerada a deusa da Ferrovia Elétrica Wakayama até hoje, seu legado atrai inúmeros turistas anualmente. Atualmente, a gatinha Nitamade, de 8 anos, e Yontama, de 4 anos, “trabalham” operando as estações. 

Nitama (Tama Dois) atua como chefe de estação de Kishi, e Nitamade (Tama Quatro) é a sua assistente mais nova. Já Tama Três é funcionária da empresa Bondes Elétricos Okayama e diretora interina do Museu Okaden.


+Saiba mais sobre gatos por meio de grandes obras disponíveis na Amazon: 

O encantador de gatos, de Jackson Galaxy e Mikel Delgado (2018) - https://amzn.to/3nKlU9S

Vida de Gato, de Serge Baeken (2020) - https://amzn.to/3fgwfr4

A louca dos gatos, de Sarah Andersen (2018) - https://amzn.to/3nKm1SQ

Ocean: A Visual Encyclopedia, de DK Publishing (2015) - https://amzn.to/31L941I

Animals: A Visual Encyclopedia, de DK Publishing (2012) - https://amzn.to/33TNk6r

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W