Matérias » Personagem

Christina Onassis, a socialite que herdou uma fortuna — e múltiplos dramas

Onassis, filha de um rico magnata, sofreu muitas perdas, que tiraram o seu sossego até os dias finais

Vanessa Centamori Publicado em 14/06/2020, às 08h00

Christina Onassis
Christina Onassis - Wikimedia Commons

Dinheiro compra felicidade? essa talvez seja a principal pergunta que batuta na cabeça de quem conhece a trajetória de Christina Onassis. A herdeira da fortuna Onassis acumulava dígitos em sua conta bancária assim como somava tragédias. Ao longo da vida, ela lutou contra a depressão e teve problemas com álcool e medicamentos. 

O sofrimento começou desde cedo — mesmo que seu berço fosse de ouro. Nascida em 11 de dezembro de 1950, Christina era filha do famoso magnata Aristóteles Onassis, um dos homens mais ricos de sua época. Sua mãe era a ricaça Athina Onassis. 

Infância infeliz

Quando criança, Christina sofreu sabendo de um escândalo público no qual seu pai estava envolvido. Os noticiários revelavam o caso dele com a cantora de ópera Maria Callas. O resultado foi um divórcio entre Aristóteles e a mãe da menina, em 1960. 

O magnata Aristóteles Onassis / Crédito: Wikimedia Commons 

 

Em 1968, Christina e seu irmão mais velho, que se chamava Alexander, ganharam uma madrasta que ambos odiavam. Era ela a ex-primeira-dama Jacqueline Kennedy, viúva do presidente John F.Kennedy. Os enteados não curtiram nenhum pouco a presença da nova esposa do pai, que era alvo da mídia constantemente. 

Perdas sucessivas 

Não bastasse esse clima tenso, muitas outras situações deprimentes ocorreram em um curto espaço de tempo, entre 1973 a 1975. Todas envolveram a família de Cristina. Tudo começou com um acidente de avião em Atenas, que matou tragicamente o irmão da milionária. Alexander deixou o mundo precocemente, aos 24 anos de idade. 

No ano seguinte, em 1974, a próxima vítima foi a mãe da herdeira, Athina Onassis. A mulher foi encontrada morta dentro do Hôtel de Chanaleilles, uma mansão em Paris, onde vivia. A causa do oficial do óbito: overdose de drogas.

Assim como a mãe, a filha também sofria com o uso de entorpecentes e excessivos remédios para depressão. Enquanto lutava contra problemas de saúde mental, ela herdou um patrimônio de US$ 77 milhões, como resultado da morte de Athina.

Casamento de Christina Onassis e Sergei Kauzov / Crédito: Wikimedia Commons 

 

Logo após esse último óbito, bastou um ano se passar para mais um acontecimento infeliz ocorrer. O estado de saúde do pai de Christina, Aristóteles Onassis, piorou. Ele morreu aos 69 anos de idade, diante de uma doença neuromuscular, em 15 de março de 1975, no Hospital Americano de Paris.

Vida afetiva 

Além de perder os pais e o irmão, Christina Onassis também viu o fracasso de sua vida amorosa. Mais precisamente, foram quatro fracassos. O primeiro deles havia sido o seu divórcio com Joseph Bolker, um importante arquiteto do sul da Califórnia. 

Após essa separação, o segundo casamento de Christina ocorreu pouco depois da morte do pai dela. O novo marido era o herdeiro grego Alexandros Andreadis, mas eles se divorciaram rapidamente, após apenas 14 meses, em 1977. 

Em 1978, a mulher rica se casou com o executivo Sergei Kauzov. Mas a história de amor também acabou mal no ano seguinte, resultando em mais uma separação. Enquanto isso, Cristina seguia seu estilo de vida extravagante, gastando muito em festas e drogas.

Segundo o jornal Daily Telegraph, circulavam rumores até de que ela supostamente tinha pagado 30 mil dólares para contratar um jato que entregaria cocaína à sua vontade. Quando os amigos da herdeira diziam que estavam ocupados para se divertir com ela, Christina os dava dinheiro. 

Apesar de sua má sorte em suas relações sociais, ela tentou se casar novamente. Desta vez, foi com o empresário francês Thierry Roussel, em 1984. Como já era de praxe, a quarta união não deu certo: a esposa descobriu que o marido tinha uma filha com a amante e modelo sueca Marianne "Gaby" Landhage. 

Athina Onassis, filha de Christina, na vida adulta / Crédito: Wikimedia Commons 

 

No entanto, do seu casamento com Thierry, pelo menos Christina teve uma filha que amava muito. A menina foi batizada com o nome da avó falecida, Athina. Infelizmente, a garotinha perderia a mãe aos 3 anos de idade. 

Morte 

Christina Onassis dizia estar pensando em começar uma nova vida para ela e sua filha na Argentina, quando visitou amigos que moravam perto de Buenos Aires, em novembro de 1988. No dia 19 daquele mês, ela foi encontrada morta, aos 37 anos. 

Quem achou o corpo da mulher rica foi sua empregada, que avistou o cadáver dentro da banheira da mansão na qual a milionária estava hospedada. A autópsia não indicou que ela cometeu suicídio ou que morreu de overdose.

Aquela que sofreu tantos traumas ao longo da vida tinha sido afetada, ironicamente, no coração. A causa da morte foi um ataque cardíaco, que ocorreu em decorrência de um edema no pulmão. A milionária deixou sua fortuna para a filha, Athina, atualmente a única descendente viva do magnata Aristóteles Onassis.


+Saiba mais sobre o tema através das obras abaixo, disponíveis na Amazon

À Procura da Felicidade, de Chris Gardner (2007) - https://amzn.to/2z1xxVQ

Start Where You Are, de Chris Gardner e Mim Eichler Rivas (2010) - https://amzn.to/3cih9OT

A árvore de dinheiro, de Jurandir Sell Macedo Jr (eBook) (2013) - https://amzn.to/2xlIiSx

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp 

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W