Matérias » Reino Unido

Como documentos sigilosos encontrados em um ponto de ônibus levaram a uma investigação no Reino Unido

Recentemente, a papelada que pertence ao Ministério da Defesa britânico, revelou ações secretas das Forças Armadas

Penélope Coelho Publicado em 29/06/2021, às 10h46

Imagem ilustrativa de um Destroyer HMS Defender
Imagem ilustrativa de um Destroyer HMS Defender - Getty Images

No último domingo, 27, a BBC internacional publicou uma reportagem sobre um polêmico caso de investigação envolvendo o Ministério da Defesa do Reino Unido.

De acordo com a publicação, na última terça-feira, 22, documentos sigilosos desse departamento foram descobertos de maneira peculiar. Na ocasião, um funcionário da Defesa teria perdido os documentos confidenciais em um ponto de ônibus e a papelada foi encontrada na chuva.

O que mais surpreendeu foram às informações presentes nesses relatórios, que detalham o modo de agir das Forças Armadas em zonas de conflito.

Acredita-se que o caso seja considerado raro, já que anteriormente, dificilmente documentos dessa importância haviam sido perdidos dessa maneira.

Imagem meramente ilustrativa de um ponto de ônibus / Crédito: Divulgação/ Radonracer / Pixabay

 

Polêmica com a Rússia 

Segundo revelado na reportagem, após encontrar a papelada perto de um ponto de ônibus, em Kent, na Inglaterra, na última terça-feira, uma pessoa que preferiu não se identificar entrou em contato com a BBC quando percebeu do que se tratava o conteúdo do documento.

A publicação revelou que as declarações presentes no relatório discutem diferentes missões em pontos de conflito, como, na Rússia.

Nesse caso, a coletânea traz à tona a possibilidade de uma reação russa em relação a recente passagem de um navio de guerra britânico na costa da Crimeia, na semana passada.

Os documentos revelaram que a passagem do HMS Defender foi usada para “atingir metas diplomáticas”. Ou seja, tratava-se de uma tentativa de demonstrar apoio à Ucrânia, apesar dos riscos envolvidos.

Os trechos demonstram que os britânicos esperavam uma reação da Rússia e discutiam as possibilidades. Sabe-se que o país não reagiu bem à presença do navio de guerra britânico nessas águas, e emitiu alertas por rádio e advertências. 

Com a revelação do documento, o porta-voz do Ministério da Defesa disse à CNN que tais planejamentos são usuais em operação como essas. 

“Como o público esperaria, o Ministério da Defesa planeja com cuidado. Como uma questão de rotina, isso inclui a análise de todos os fatores potenciais que afetam as decisões operacionais”, revelou.

Operação no Afeganistão 

Outro ponto do documento que chamou a atenção estava relacionado a planos militares no Afeganistão. De acordo com a papelada, o aspecto foi definido como "Secret UK Eyes Only”, em tradução literal, "Para olhos secretos do Reino Unido apenas”.

O conteúdo em questão é considerado sensível, por abordar a possibilidade de enviar militares britânicos para o Afeganistão, após a retirada das tropas norte-americanas da região, uma decisão anunciada pelo presidente dos EUA, Joe Biden, no início do ano.

Soldados britânicos que voltaram do Afeganistão no ano de 2010 / Crédito: Getty Images 

 

Esse tópico discute se as Forças Armadas do Reino Unido permanecerão ou não na região, considerando a possibilidade de manter tropas no local. A revelação desse argumento coloca em pauta um possível abalo na relação entre os britânicos e afegãos.

Após a revelação desses conteúdos, o governo britânico veio a público para informar que um funcionário havia reportado a perda dos documentos.

E informou que abriu uma investigação, tanto sobre o caso, quanto sobre como a papelada foi perdida, para que algo do tipo não aconteça novamente, a fim de preservar tais informações sigilosas da nação.


+Saiba mais sobre o tema por meio das obras disponíveis na Amazon:

Relatório da Cia: A Nova Era, de Salem Nasser (2019) - https://amzn.to/2AC9td0

As Grandes Agências Secretas: Os segredos, os êxitos e os fracassos dos serviços secretos que marcaram a história, de José-Manuel Diogo (2015) - https://amzn.to/3cwDFmV

Relatório da CIA. Che Guevara, de Maurício Marques (2007) - https://amzn.to/2Y1pbX4

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W