Matérias » Família Real Britânica

Como a Princesa Margaret protagonizou um dos maiores escândalos da monarquia

Fotografias foram o bastante para causar o escrutínio público

Ingredi Brunato, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 21/05/2021, às 09h45

Princesa Margaret
Princesa Margaret - Wikimedia Commons

Histórias de figuras públicas são assunto em revistas de fofoca até os dias atuais. Tendo isso em vista, imagine agora qual foi a reação da sociedade a um caso extraconjugal que aconteceu nos anos 70 entre uma integrante da Família Real Britânica e um homem 17 anos mais novo. 

A situação tinha todos os ingredientes para resultar em um escândalo que chocou a Inglaterra da época, e continuou sendo referenciado mesmo após a morte de sua protagonista, a Princesa Margaret, irmã mais nova de Elizabeth II

Casamento turbulento

A união de Margaret tivera um início promissor. Indo contra as tradições da realeza britânica, ela decidiu seguir seu coração e casar-se com alguém que sem uma família de origens nobres. 

Era Antony Armstrong-Jones, um fotógrafo do Sunday Times. As informações foram relembradas em uma matéria de 2020 do History EUA. 

Margaret e Antony no anúncio de seu noivado / Crédito: Getty Images

 

Apesar dos momentos íntimos polêmicos, não foram esses episódios, contudo, que provocaram polêmica entre os ingleses, e sim a vez em que a irmã da Rainha da Inglaterra foi flagrada em uma ilha particular. 

Em 1976, o local se provaria não tão privado quanto a integrante da realeza pensara a princípio, o que foi demonstrado quando as fotos dela nadando junto de Roddy Llewellyn, tomaram os tabloides britânicos de supetão. 

Escrutínio público 

As manchetes da época foram implacáveis, pintando a princesa como uma “parasita real” que usava o dinheiro da Coroa para financiar uma vida repleta de luxos, e Roddy como seu “brinquedo descartável”, ainda de acordo com o que foi repercutido pela History EUA.  

Além de escandalizar a sociedade inglesa da época, o caso de Margaret também acabou causando o fim de seu casamento. Não que ela tenha realmente manifestado tristeza em relação ao fato, muito pelo contrário: Quando seu mordomo ligou para informá-la que seu marido a estava deixando, a irmã de Elizabeth II reagiu dizendo “Oh, entendo. Obrigado, Nigel. Acho que é a melhor notícia que você já me deu”. 

Logo após o divórcio, Antony pediu Lucy Lindsay-Hogg - uma de suas amantes - em casamento, assim oficializando uma relação que já mantinha por anos. 

Já o relacionamento de Margaret com Roddy durou mais oito anos (período durante o qual continuaram sendo perseguidos por paparazzi), terminando em 1984, por volta do período em que a princesa começou a ter problemas de saúde relacionados ao fato dela beber e fumar com frequência. 

A irmã mais nova da Rainha da Inglaterra faleceu em 2002, aos 71, após sofrer o seu terceiro derrame desde 1998, de acordo com o que foi repercutido pelo The Guardian na época. 


+Saiba mais sobre a família real britânica por meio de obras disponíveis na Amazon:

Diana. O Último Amor de Uma Princesa, de Kate Snell (2013) - https://amzn.to/2TgHgPO

The Queen: The Life and Times of Elizabeth II (Edição Inglês), de Catherine Ryan (2018) - https://amzn.to/2RhgNA7

God save the queen - O imaginário da realeza britânica na mídia, de Almeida Vieira e Silva Renato (2015) - https://amzn.to/2xTkiGd

O Amor Da Princesa Diana, de Anna Pasternack (2018) - https://amzn.to/2xOZ8c9

A história do século XX, de Martin Gilbert (2017) - https://amzn.to/2yFZMcv

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp 

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7