Matérias » Entretenimento

Como remake de 'Pantanal' pode mudar o trágico fim de importante personagem?

Nova versão de icônica novela da TV Manchete poda ar um destino de diferente à Madeleine; entenda!

Fabio Previdelli Publicado em 26/04/2022, às 15h18 - Atualizado às 15h19

A personagem em duas versões: Ítala Nandi (à esqu.) e Karine Telles (à dir.)
A personagem em duas versões: Ítala Nandi (à esqu.) e Karine Telles (à dir.) - Divulgação/Vídeo e Divulgação/TV Globo

Sucesso na extinta TV Manchete nos anos 1990, a novela Pantanal ganhou uma nova versão, 31 anos depois, exibida atualmente pela TV Globo. O remake, baseado na obra do escritor Benedito Ruy Barbosa, vem chamando a atenção do público com suas belíssimas imagens naturais e, principalmente, com a releitura de icônicos personagens da TV brasileira. Tanto é que, segundo repercutido pela equipe do site do Aventuras na História, a trama gerou uma enorme audiência para a TV Globo.

Além de apresentar a um novo público a história que marcou época, Pantanal também vem causando enorme repercussão diante das adaptações que a trama sofreu, que vão desde o comportamento de personagens, como Jove — que passou a ser vegano —, até mesmo situações mais extremas, como o linguajar homofóbioco presente na trama original

Jove interpretado por Jesuíta Barbosa/ Crédito: Divulgação / YouTube / TV Globo

Mas um ponto que ainda deixa muitos espectadores curiosos é o rumo que a personagem Madeleine terá na nova versão de Pantanal. Entenda!

A tragédia de Madeleine 

Uma das personagens centrais na primeira fase da novela, que recentemente passou por um salto temporal de 20 anos, é Madeleine. Oriunda de uma família rica, ela passou por momentos turbulentos ao engatar um romance com José Leôncio, que resultou no nascimento do filho, Jove.

Entretanto, na trama original, essa paixão dura pouco, tendo fim por um trágico motivo. Afinal, na versão clássica dos anos 1990, a personagem acaba morrendo em um acidente de avião. Embora esse não fosse o desfecho planejado inicialmente. 

Segundo o jornalista Fábio Costa, em seu livro ‘Obra Aberta e Seus Problemas’, Ruy Barbosa havia definido que a personagem sobreviveria ao acidente, ficando perdida na região após ser salva pelo Velho do Rio. Porém, o marcante episódio seria responsável por uma mudança radical em sua vida, já que Madeleine passaria a rever as prioridades. Mas o que fez tudo mudar?

Notícia inesperada

À época, Madeleine ganhou vida com Ingra Lyberato na primeira fase e depois foi vivida por Ítala Nandi. A personagem só acabou morrendo no acidente pois Nandi precisou deixar a produção. Conforme lembrou a atriz em entrevista ao jornal Extra, isso aconteceu por conta de um projeto pessoal:

Eu fazia a personagem principal da novela, mas já fazia dois anos que eu havia mandado um roteiro para a embaixada da Índia no Brasil e aguardava a resposta. Acabou que meu pedido foi aceito e eu tinha que fazer meu documentário naquele ano”, explicou. 

O documentário em questão foi ‘Índia: O Caminho dos Deuses’, que narra as lendas e tradições do país. “Deixei Pantanal para viajar e viver essa experiência que me modificou bastante. Foi a decisão mais difícil da minha vida”, aponta. 

Itala Nandi no papel de Madeleine na primeira versão de 'Pantanal'/ Crédito: Divulgação / Bloch

“Foi duro demais. Estava amando fazer a novela. O Jayme Monjardim foi super compreensivo. Quem não compreendeu foi o autor, mas eu entendo ele também”, ressaltou Ítala Nandi.

Com isso, resta saber se na adaptação assinada por Bruno Luperi, neto de Benedito Ruy Barbosa, Madeleine terá o mesmo fim da versão original que foi ao ar ou se ela seguirá a narrativa antes prevista pelo autor.

A 'nova' Madeleine

Enquanto o mistério ainda permanece, sabemos que a personagem de Madeleine já sofreu algumas alterações. Vivida na segunda fase por Karine Telles, que estreia no horário nobre da TV Globo, Madeleine se tornou uma influenciadora digital, profissão que sequer era imaginada quando a trama original foi ao ar nos anos 1990.