Matérias » Bizarro

Como Tippi Hedren acabou vivendo com um leão em sua própria casa

“Eu me encolho quando vejo essas fotos agora. Devo dizer que éramos incrivelmente estúpidos", declarou a atriz anos depois

Ingredi Brunato Publicado em 18/10/2020, às 10h00

Fotografia de Tippi Hedren com leão que vivia na casa dela nos anos 70.
Fotografia de Tippi Hedren com leão que vivia na casa dela nos anos 70. - Divulgação/Instagram

Em 1970, a revista Life publicou uma série de fotografias de caráter único, que levantavam pelo menos algumas perguntas. Tratava-se da atriz Tippi Hedren, estrela do filme “Os Pássaros”, de Hitchcock, ao lado de Noel Marshall, que era produtor de cinema e marido, e um leão. Isso mesmo. 

O casal de ricaços havia adotado um leão adulto chamado Neil, que tinha acesso ilimitado aos cômodos da casa onde eles viviam na Califórnia. Nas fotos, era possível vê-lo brincando na piscina com a filha do primeiro casamento de Hedren, chamada Melanie Griffith, ocupando parte considerável do chão da cozinha enquanto uma empregada pula por cima dele, e até mesmo dormindo na cama da adolescente. 

Em uma entrevista ao Daily Mail em 2014, porém, a atriz de Hollywood mostrou uma visão totalmente diferente da que tinha nessa época. “Eu me encolho quando vejo essas fotos agora. Devo dizer que éramos incrivelmente estúpidos. Nunca deveríamos ter assumido esses riscos. Esses animais são tão rápidos e, se decidirem ir atrás de você, nada além de uma bala no cérebro os deterá.” 

 

Como exatamente um leão acabou morando com deles 

O casal havia definido a produção de filme sobre uma família que dividia sua casa com dezenas de leões, panteras e tigres. Foi então que falaram com Ron Oxley, que administrava uma empresa de treinamento e aluguel de animais para estúdios de filmagem. 

O especialista os aconselhou que, caso realmente pretendessem seguir com o plano, ao menos vivessem com um desses felinos primeiro, para depois fazer um filme em que reunissem vários deles em set. O que, aliás, era arriscado não só pela segurança das pessoas envolvidas na filmagem, mas também para as próprias feras, que poderiam se atacar caso não estivessem muito acostumadas umas com as outras. 

Oxley ofereceu para eles Neil, um leão dócil, treinado a vida inteira para interagir pacificamente com humanos, e com papel em diversos filmes hollywoodianos. Assim, durante quatro ou cinco dias por semana, o rei da floresta passou a habitar a casa de Tippi Hedren e Noel Marshall

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por AFI Silver Theatre (@afisilvertheatre) em

 

Cuidados 

Claro, o treinador deu diversas recomendações aos membros da família, também, para garantir que não sofressem nenhum acidente. “Ron nos disse exatamente o que podíamos e o que não podíamos fazer. Ele nos ensinou, principalmente a Melanie, a respeitar o animal e não fazer nada que pudesse incomodá-lo, como coçar o nariz dele ou correr de repente e abraçá-lo”, contou Hedren ao DailyMail. 

Outras dicas incluiriam não dar as costas para a fera e não deixar o leão se tornar possessivo com nenhum cômodo ou móvel, o que poderia torná-lo perigoso. A família excêntrica seguiu todas as recomendações, e não foi machucada nem uma vez pelo felino. 

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Free Great Movies (@freegreatmovies) em

 

Roar 

Após a experiência, os dois seguiram em frente com a ideia do filme, chamado “Roar”, que demorou vários anos para ser gravado (principalmente pela dificuldade de fazer todas as feras presentes agirem como era esperado delas em cada cena), custou 17 milhões de dólares, e foi um fracasso de bilheteria. 

“Houve sete grandes incidentes e duas pessoas quase morreram durante a produção do filme”, admitiu Hedren. Inclusive, uma das pessoas a ser atacadas pelas feras foi justamente Melanie, sua filha, que levou uma patada que desfigurou seu rosto, necessitando passar por uma cirurgia plástica. 

Depois da gravação do longa-metragem, que também contribuiu fortemente para o fim do casamento dela com Marshall, a atriz mudou sua opinião a respeito de manter esses felinos como animais de estimação. 

 Em 2014, na época da entrevista ao DailyMail, a ex-estrela de cinema dirigia o santuário Reserva Shambala da Califórnia, que cuidava de felinos, e era uma ativista pelos direitos dos animais, sendo expressamente contra a prática de manter essas feras como animais domésticos. 

“Os criadores vão dizer que os leões são animais de estimação maravilhosos - e isso é uma absoluta mentira”, concluiu Hedren.

 


+Saiba mais sobre o reino animal por meio de grandes obras disponíveis na Amazon:

Ocean: A Visual Encyclopedia, de DK Publishing (2015) - https://amzn.to/31L941I

Animals: A Visual Encyclopedia, de DK Publishing (2012) - https://amzn.to/33TNk6r

Life Lessons from the Heart of Horses: How Horses Teach Us About Relationships and Healing, de Kathy Pike (2021) - https://amzn.to/31JdYMA

Animal Kingdom: A Collection of Portraits, de Randal Ford (2018) - https://amzn.to/33QdKWN

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp 

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W