Matérias » Família real britânica

"Comoção mundial": a experiência de Sandra Annenberg ao cobrir o funeral de Diana

As férias da jornalista brasileira coincidiram com um dos momentos mais tristes da década de 1990: o acidente fatal que tirou a vida da Princesa de Gales

Alana Sousa Publicado em 06/06/2021, às 11h00

Montagem da jornalista Sandra Annenberg ao lado da princesa Diana
Montagem da jornalista Sandra Annenberg ao lado da princesa Diana - Creative Commons/Getty Images

Aquele 6 de setembro de 1997 foi marcado por tristeza e luto. Após muita insistência, a família real britânica havia concedido o desejo popular e organizado um funeral real para a princesa Diana.

Poucos dias antes, em 31 de agosto, A Princesa de Gales havia sofrido um acidente fatal enquanto o carro em que estava era perseguido por paparazzi, em Paris. Lady Di veio a óbito aos 36 anos, deixando seus dois filhosHarry e William.

O mundo se comoveu com a perda precoce da chamada Princesa do Povo. Diana era amada por todos que a conheciam e até mesmo por aqueles que apenas tinham a visto em fotos e ouvido seu nome.

Seu impacto foi tremendo, até hoje, ela é considerada um dos membros mais influentes da monarquia britânica, tendo a graciosidade de uma princesa e a humanidade de uma filantropa. Ainda que seus anos na corte de Elizabeth II não tenham sido fáceis, Diana sempre conseguiu mostrar amor e atenção para aqueles mais vulneráveis.

Flores deixadas pela população britânica / Crédito: Wikimedia Commons 

 

Até mesmo no Brasil seu falecimento foi sentido. A notória jornalista Sandra Annenberg foi quem noticiou sua morte em primeira mão aqui no país. Pouco antes, estava em um restaurante com o marido quando foi avisada do acidente, que naquele momento ainda não se sabia se Diana sairia com vida.

Um dia depois, a apresentadora saiu de férias e partiu diretamente para Londres, onde havia comprado passagens para aproveitar alguns dias de descanso. Ao chegar na ‘Terra da Rainha’, o clima era muito diferente do que havia imaginado.

Presenciando o funeral de Diana

Em entrevista ao programa ‘Que História É Essa, Porchat?’, em setembro de 2020, Annenberg relembrou a experiência única, descrevendo o funeral de Diana como ‘uma das coisas mais impressionantes que já viveu na vida’.

Sandra começou lembrando-se da ligação de seu chefe que interrompeu seu jantar. “Eu acho melhor você vir já para cá porque a Princesa Diana teve um acidente e estamos acompanhando. Parece que é grave e vamos entrar com plantões ao longo da noite”.

Rapidamente ela saiu do local e se dirigiu aos estúdios da TV Globo, ficou acompanhando as notícias de agências estrangeiras e fazendo entradas no famoso ‘Plantão da Globo’ durante toda a madrugada.

Cena da entrevista de Sandra Annenberg / Crédito: Divulgação/YouTube/Canal GNT

 

“Foram muitos plantões ao longo da noite e o principal assunto do domingo foi esse, inclusive no 'Fantástico'. Estava muito tenso. Imagine só, a Princesa Diana, uma das principais pessoas do planeta”, disse Sandra.

Após finalizar o programa, viajou no outro dia para Londres e presenciou de perto o luto dos britânicos. O funeral, marcado para quase uma semana depois atraiu uma multidão de pessoas, entre elas: a brasileira Sandra Annenberg.

“O funeral lá demora para acontecer. A Diana foi enterrada só em 6 ou 7 de setembro, então foi uma comoção nacional e mundial durante a semana toda. Eu fui para a rua para ver o funeral passando e vi o Charles, o William e o Harry, todos andando e acompanhando o caixão”, disse ela para o apresentador Fábio Porchat.

A cena em questão, descrita por Sandra, se trata do cortejo fúnebre, o qual alguns membros da família do falecido fazem uma caminhada de 30 minutos atrás do caixão. No funeral de Diana, o ex-maridoCharles, os filhos Harry William e ainda Philip — que queria mostrar apoio aos netos —, realizaram o ato.

Ao retornar para o Brasil, a jornalista trouxe jornais ingleses que relataram a morte da princesa, com uma foto do caixão de Lady Di na primeira página.


+Saiba mais sobre a família real britânica por meio de obras disponíveis na Amazon:

Diana. O Último Amor de Uma Princesa, de Kate Snell (2013) - https://amzn.to/2TgHgPO

The Queen: The Life and Times of Elizabeth II (Edição Inglês), de Catherine Ryan (2018) - https://amzn.to/2RhgNA7

God save the queen - O imaginário da realeza britânica na mídia, de Almeida Vieira e Silva Renato (2015) - https://amzn.to/2xTkiGd

O Amor Da Princesa Diana, de Anna Pasternack (2018) - https://amzn.to/2xOZ8c9

A história do século XX, de Martin Gilbert (2017) - https://amzn.to/2yFZMcv

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp 

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7