Matérias » Realeza britânica

Conheça 15 regras curiosas que a Família Real da Inglaterra precisa obedecer

Permissão para casar, viagens separadas e até uma roupa preta obrigatória durante viagens estão no 'pacote' de exigências

Redação Publicado em 15/03/2019, às 14h13

Família Real da Inglaterra
Getty Images

Os membros da Família Real da Inglaterra precisam seguir à risca diversas regras que existem há séculos.

Muito além do tradicional chá das 17h, as orientações dizem respeito desde o cumprimento correto à rainha até uma curiosa lista de proibições -- crianças da realeza não devem usar calça até os 8 anos de idade, funcionários do palácio não podem dar bronca nos cachorros da rainha e os membros da linha de sucessão ao trono não viajam juntos de avião.

Veja a lista com 15 regras curiosas:

1. Cumprimento à rainha

Uma ligeira inclinação de cabeça e uma vénia (ato ou efeito de consentir; licença, permissão) são as formas de cumprimento dos homens e mulheres, respectivamente, da família real perante a rainha.

2. Modo de sentar

As mulheres não devem cruzar as pernas, mas sim mantê-las juntas ou apenas cruzar os tornozelos, no máximo. Em 2018, Meghan Markle quebrou o protocolo duas vezes, cruzando as pernas uma sobre a outra. A 'proibição' tem uma razão: evitar cliques indiscretos na hora da cruzada das pernas. As mulheres da realeza são instruídas a fazer a 'inclinação da duquesa' ao realizar este movimento tão simples e normal para a maioria dos mortais.

3. Chá das 17h

Quando bebem chá em público, diante dos 'súditos', devem utilizar os dedos indicador e polegar para agarrar a asa da xícara. O horário das 17h não é obrigatório, obviamente!

4. Permissão para casar

Para todos os membros da realeza que estejam nas primeiras posições na linha de sucessão ao trono, é necessária a autorização da Rainha Elizabeth II para oficializar a união. Depois, é feito o anúncio oficial (hoje até mesmo pelas redes sociais) e, em certos casos, a imprensa é convocada para divulgar o casório.

5. Nada de viajar juntos

A tradição manda que os cinco primeiros herdeiros ao trono (Charles, William, George, Charlotte e Louis) não voem juntos, de modo a não comprometer a sucessão real em caso de uma tragédia. Há uma exceção: caso Elizabeth II autorize, poderão fazê-lo.  Príncipe William, por exemplo, já viajou com toda a família no mesmo avião!

6. Ceia de Natal em Sandringham

No feriado do Natal, toda a família se reúne em Sandringham, na residência da rainha, para festejar. Para as celebrações, são também convidados os companheiros dos membros da realeza, estejam eles casados ou não. Após um almoço oferecido por Elizabeth, acontece a missa de Natal. 

Outra curiosidade: os presentes não são abertos na noite natalina em si, mas durante o chá das 17h do dia 24 de dezembro! Aí dá tempo de fazer as fotos e divulgar nas redes oficiais do Palácio de Kensington.

7. Nada de selfies ou autógrafos

Os membros da família real não devem posar para fotografias estilo selfie junto ao público. A própria rainha já chegou a declarar que não lhe agrada o fato dos fãs passarem mais tempo tirando fotografias do que olhando nos olhos dos membros da realeza quando saem às ruas para os ver e cumprimentar.

Antigamente um hábito mais popular, os membros da família real também são orientados a não dar autógrafos com o objetivo de evitar falsificações de suas assinaturas.

8. Não votar nem dar opinião política em público

Segundo o site do parlamento britânico, é esperado que Elizabeth II "permaneça estritamente neutra no que toca a assuntos políticos, não pode votar nem marcar presença nas eleições". Além da rainha, o restante dos membros da realeza também estão incluídos nesta medida afim de evitar qualquer polêmica.

9. Viajar com uma peça de roupa preta em caso de luto

Esta norma aplica-se a todas as viagens oficiais ao exterior. Segundo o protocolo, caso morra alguém durante essa viagem (familiares, autoridades ou homenagens a mortos em guerra), os membros da realeza poderão prestar sua homenagem vestindo aquela cor. Dois exemplos na história: quando Diana e Charles se encontravam nos Alpes, o pai da princesa faleceu. E quando morreu o rei Jorge VI, sendo que a filha, Elizabeth II, se encontrava no Quénia.

Se a morte acontecer durante as férias de um membro da realeza, ele deve retornar imediatamente para a Inglaterra vestindo looks pretos.

10. Não pode recusar presentes

Etiqueta é tudo na família real! Os membros não podem recusar os presentes dos 'súditos'. Quando estão em contato com o público nos eventos reais e recebem os mimos, eles agradecem e repassam para a equipe de segurança com o intuito de verificar se há algum risco. O destino dos presentes não é revelado, mas provavelmente seguem para doação.

11. Frutos do mar, só no palácio

Durante as viagens, os membros da realeza são proibidos de comer frutos do mar para evitar qualquer chance de intoxicação alimentar. Outro alimento proibido no cardápio da Rainha é o alho, pelo simples fato dela não gostar do legume. Quando ela vai visitar alguma autoridade, por exemplo, é dado um aviso sobre esta restrição para evitar gafes.

12. Uso restrito de chapéus e tiaras

As mulheres reais não podem usar chapéu após às 18h, nem tiara antes do pôr-do-sol. A tradição, que já dura séculos, é seguida à risca. A única exceção para o uso das tiaras antes das 18h dá-se em decorrência de seu próprio casamento.

13. Buquês das noivas precisam ter flor de murta

As flores de murta no buquê das noivas precisam ser de um árvore específica, colhidas de um pé plantado pela Rainha Victoria em 1845 na Osborne House, em Isle of Wight. E nem precisa dizer o cuidado que os jardineiros tem com a árvore centenária desta flor, que representa a união e o amor.

14. Crianças não devem usar calça

Já percebeu que príncipe George está sempre vestindo uma bermuda? Não é pelo calor, garantimos! No Reino Unido, vestir calças compridas em crianças é considerado um hábito suburbano. Meninos devem usar apenas shorts ou bermudas e meninas, vestidos, até os 8 anos de idade.

15. Cachorros da rainha não podem levar bronca

É terminantemente proibido dar bronca em qualquer um dos cachorros da Rainha Elizabeth II. Caso algum desavisado resolva repreender um canino, pode ser demitido. Se um membro da Família Real reclamar do comportamento dos bichanos, também será repreendido com uma bronca!