Matérias » Sobrenatural

De aparição natalina à "fotografia": conheça a insólita lenda da Dama de Marrom

A lenda britânica representa um dos grandes clássicos do sobrenatural

Ingredi Brunato Publicado em 16/08/2020, às 20h05

À esquerda, uma pintura de Lady Dorothy Walpole, e à direita a fotografia da Dama de Marrom.
À esquerda, uma pintura de Lady Dorothy Walpole, e à direita a fotografia da Dama de Marrom. - Wikimedia Commons

Em 1936, dois fotógrafos da revista Country Life tiravam fotos da glamorosa casa de campo de uma família nobre inglesa, os Townsend, quando um deles capturou algo inesperado com sua câmera.

O lugar se chamava Raynham Hall (porque uma casa com as dimensões de um castelo também merece receber um nome), e não era a primeira vez que a Dama de Marrom era vista por lá. 

Fotografia de Raynham Hall, mansão supostamente mal-assombrada pela Dama de Marrom. Crédito: Wikimedia Commons

 

Controvérsia 

Era só mais um dia de trabalho para o fotógrafo Hubert Provand e seu assistente Indre Shira. A Country Life pretendia publicar um artigo sobre Raynham Hall no fim daquele ano, e é por isso que eles estavam ali. Mas foi então que Indre teria visto "uma forma de vapor a criar gradualmente a forma de uma mulher", conforme relatado para a mesma revista. 

O resultado disso pode ser visto na capa da matéria. A famosa foto tem a escadaria principal de Raynham Hall como plano de fundo, mas não é sua beleza estética que chama a atenção dos olhos, e sim o registro do fenômeno paranormal: uma figura translúcida parece flutuar escada abaixo.

Prevendo os questionamentos que receberia, a Country teria chamado especialistas para analisar a polêmica fotografia. Conforme relatado, esses não apresentavam sinais de adulteração. 

Apesar disso, nem todos acreditam nessa história. Para os críticos, Shira poderia ter passado gordura na lente da câmera para criar a ilusão de ótica, ou então provocado uma dupla exposição. Outra teoria seria de que Indre Shira desceu as escadas de propósito durante a exposição, uma vez que na época as câmeras fotográficas demoravam mais para serem finalizadas. 

Lendas mais conhecidas 

Tendo os fotógrafos da Country Life falsificado ou não a fotografia, não foram eles que criaram a lenda da Dama de Marrom. A figura em vida teria sido Lady Dorothy Walpole, morta em 1726.

Ela foi a segunda esposa de Lord Charles Townsend e teria sido responsável por cometer um adultério, ao que Lord Charles a trancafiou em seu quarto, em Raynham Hall. Outros relatos apontam que, na verdade, ela teria sido aprisionada por pela Condessa de Wharton, a mulher do amante. Todavia, o que se diz é que ela teria permanecido no local até 1726, quando foi vítima de varíola.

Sua primeira aparição teria sido um ano antes, na noite de Natal de 1835. Lord Charles Townsend havia dado uma festa em Raynham Hall, e dois dos convidados teriam se deparado com o fantasma enquanto se retiravam para seus quartos. O vestido de brocado castanho supostamente usado pela figura seria o motivo por trás do nome. 

Um desses convidados, o coronel Loft, teria afirmado inclusive que viu a Dama de Marrom outra vez, na manhã seguinte. Nesse segundo encontro, ele conta ter reparado melhor nas órbitas escuras e vazias da assombração. 

Outras assombrações

Outra aparição do fantasma britânico aconteceria em outro episódio muito singular. Dessa vez, foi o capitão Frederick Marryat quem se deparou com a assombração. Segundo conta a lenda, ele pediu para passar uma noite no quarto onde a Dama de Marrom teria morrido, disposto a provar que tudo não passava de uma mentira. Em vez de provar que era invenção, todavia, o capitão acabaria tendo o privilégio de conhecer o espectro pessoalmente. Quem escreveu seu relato é o filho, Florence Marryat, em 1917. 

A experiência dos fotógrafos representaria a última aparição da Dama de Marrom, todavia, a lenda permanece no imaginário dos britânicos. Sua foto também é apontada como um dos maiores "mistérios paranormais" da Grã-Bretanha.


+Saiba mais sobre histórias sobrenaturais por meio de grandes obras disponíveis na Amazon:

Invocadores do Mal, de Cheryl A. Wicks, de Ed e Lorraine Warren (2016) - https://amzn.to/2XhZ67l

Amityville, de Jan Anson (2016) - https://amzn.to/2Xpm64a

A Maldição da Casa Winchester (Filme-2018) - https://amzn.to/3e3FY32

Exorcismo: A história real que inspirou o clássico o exorcista, de Thomas B. Allen (2016) - https://amzn.to/39Sfazk

1977 - Enfield: Real e sobrenatural, de Guy Lyon Playfair (2017) - https://amzn.to/2V8MTPO

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W