Matérias » Alemanha

Conheça Bild Lilli, a boneca pornográfica que deu origem à Barbie

Apesar da aparência inocente, Lilli aparecia em tirinhas com teor sexual e provocativo

Thiago Lincolins Publicado em 23/08/2019, às 08h00

None
- Crédito: Reprodução

Em 1956, Ruth Handler e a sua filha Barbara decidiram passar férias na Suíça. No país, a criança logo se apaixonou por uma boneca de aparência inocente chamada Bild Lilli. Instigada pelo objeto, Handler decidiu levar três exemplares na volta para casa. Ao apresentar um modelo semelhante para o seu marido e parceiro de negócios, nasceu a Barbie.

Loira, olhos azuis e cintura fina. Com corpo e rosto de modelo, a boneca Barbie sintetizou o sonho americano de consumo, status e beleza. Lançada em 1959, numa época em que a mulher se limitava a cuidar da casa, Barbie era jovem, solteira e sem filhos — a primeira boneca adulta da história do brinquedo. Entretanto, a percussora da boneca não tinha nada de inocente.

Ao procurar ideias para ocupar um espaço do jornal Bild-Zeitung em 1952, o cartunista Reinhard Beuthien desenhou uma personagem incomum. Com um espírito livre e desinibido, a Bild Lilli trabalhava como secretária, mas às vezes se relacionava com homens mais velhos por dinheiro. 

Uma das tirinhas da Bild Lilli / Crédito: Reprodução

 

Era um personagem polêmico. Em uma ilustração, por exemplo, Lili aparece nua, apenas com um jornal cobrindo as partes íntimas. Ao ser questionada por um colega, ela responde: "Nós tivemos uma briga e ele levou de volta todos os presentes que ele me deu”.

Em outro quadrinho, Bild aparece apenas de biquíni quando um policial a aborda com um alerta insólito: a roupa foi banida. A sua resposta foi tão surpreendente quanto à ação do policial. "Ah, e na sua opinião, qual parte devo tirar?".

Não demorou para que Lili se tornasse um ícone. A boneca deixou de existir apenas nos jornais. Uma versão de plástico com cabelo loiro platinado, olhos azuis, seios grandes e um batom vermelho provocante, ela passou a ocupar as prateleiras de tabacarias, bares adultos e sex shops.

Quando a boneca Lilli ganhou vida / Crédito: Reprodução

 

Mas os homens não eram os únicos que criavam fascínio com o brinquedo. Jovens meninas também cobiçaram a boneca independente. E como consequência, os fabricantes encontraram uma oportunidade de criar e vender móveis para as crianças brincarem com a boneca.

E foi os brilhos nos olhos de Barbara que resultou na ideia de Ruth Handler. Com pequenas modificações, quase irreconhecíveis, nasceu a Barbie. E talvez tenha sido isso que resultou em graves consequências para a criadora da boneca dos EUA.

Lilli x Barbie / Crédito: Reprodução

 

Em 1961, a Greiner & Hauser, fabricante da Lilli, decidiu processar a Mattel por infringir a patente revolucionária que permitia a articulação do quadril da boneca. Entretanto, a polêmica foi resolvida fora da corte e, 3 anos depois, a fabricante da Barbie comprou os direitos autorais e as patentes de sua precursora.

Quando lançada, o sucesso da Barbie foi imediato — a ponto de ser considerada um ícone da cultura pop — e logo ela passou a ter um guarda roupa completo e aprendeu profissões.

Versão moderna da boneca Barbie / Crédito: Reprodução

 

Também antecipou a onda das top models quando ganhou vestidos exclusivos de grifes como Dolce & Gabbana, Calvin Klein, Versace e Giorgio Armani. Depois vieram mansão, carro, piscina... e problemas sentimentais.