Matérias » Publieditorial

Conheça a história das apostas esportivas no Brasil

Apostas esportivas estão presentes no Brasil há anos, agora com sua legalização iminente vale a pena saber um pouco mais sobre sua história no Brasil

Redação Publicado em 07/10/2021, às 10h00

None
Divulgação

Nos dias de hoje temos vários sites de apostas esportivas disponíveis no Brasil, afinal, o segmento chegou para ficar no país, trazendo a união do entretenimento esportivo com os possíveis ganhos. Dessa forma, são muitas empresas na busca por atrair clientes em um mercado tão concorrido.

Portanto, elas investem em diferenciais, entre eles, os aplicativos de apostas esportivas que estão cada vez mais populares, pois é uma facilidade que simplifica todo o processo de apostar e conferir os seus resultados.

Mas afinal, você sabe como começaram as apostas esportivas no Brasil? Essa prática não é de hoje, mas ainda gera muita polêmica quando falamos em legalização e regulamentações, inclusive, o país ainda não tem as suas próprias regras estabelecidas.

As apostas esportivas e jogos de azar no Brasil

O brasileiro sempre foi apaixonado por apostas, seja em jogos legalizados, como os da loteria federal, até mesmo a práticas ilegais, como o famoso jogo do bicho. Dessa forma, no “país do futebol”, as apostas esportivas pegaram de forma fácil e rápida.

Imagem ilustrativa de jogo do bicho - Divulgação / NetBet

As apostas no Brasil começaram na década de 30, principalmente com os cassinos no país, com o aval de Getúlio Vargas. A população gostou da jogatina e cada vez mais aumentava o público, mas em 1946 tudo mudou.

No dia 30 de abril de 1946, o então presidente Eurico Gaspar Dutra assinou o decreto-lei 9.215, proibindo os considerados jogos de azar no país, argumentando que a prática era degradante para o ser humano. Desde então, apenas os jogos com organização da loteria federal são legalizados, criados em 1961.

O tempo foi passando, e com o avanço da tecnologia, passaram a surgir as casas de apostas online. Através dessas empresas, em meados dos anos 2000, o mundo passou a se unir para apostar, seja em cassinos ou em eventos esportivos.

A qualidade da internet e das máquinas foi evoluindo, contribuindo para o crescimento das apostas esportivas na web. No Brasil não foi diferente, e apostadores do país passaram a usufruir, mesmo que de forma ilícita.

Portanto, mesmo sendo tratada como ilegal no Brasil e diversos locais do mundo, as apostas nunca pararam de crescer, e pegando o impulso da tecnologia está mais forte do que nunca.

Brasil caminha para regulamentação das apostas esportivas

Em dezembro de 2018, o então presidente Michel Temer assinou a regularização das apostas com quota fixa, lei n º 13.756, que são aquelas que têm os ganhos já estabelecidos. Dessa forma, os brasileiros passaram a apostar tranquilamente em casas de apostas online, desde que regularizadas em outros países, que ficam com as taxas e impostos delas.

Portanto, atualmente apostar estando no Brasil não é uma prática ilegal, desde que seja feita em uma casa de apostas online, totalmente regularizada. Por outro lado, o país ainda não pode receber empresas físicas.

Existem diversos debates e discussões para criar regulamentações própria para o Brasil, afinal, o país ganharia com taxas e impostos. A regulamentação nunca esteve tão perto, mas ainda não existem datas para que de fato ocorra, nem conclusões sobre como elas realmente serão.

Porém, é certo que a falta de regulamentações só apresenta malefícios para os brasileiros, já que não impede que eles apostem, e sim que empresas venham para o país, se alocando em regiões estratégicas e movimentando a economia, além de gerar empregos e pagar impostos para o país.

Casas de apostas estão investindo pesado no Brasil

Mesmo sem contar com regulamentações no Brasil, as casas de apostas já investem pesado no mercado brasileiros. É comum ver empresas com garotos propagandas e embaixadores famosos no país, buscando atrair novos clientes com a exposição.

Além disso, as casas de apostas se tornaram aliadas dos clubes, patrocinando equipes espalhadas por todas as regiões, seja com acordos menores ou até mesmo patrocínios master. Dessa forma, as equipes conseguem um grande alívio financeiro, possibilitando que invistam na infraestrutura, quitem dívidas e melhorem o nível do esporte no país.

E não para por aí. As empresas também se tornaram frequentes em competições, patrocinando campeonatos estaduais e nacionais, isso falando apenas no Brasil, é claro. Portanto, as apostas esportivas tecnicamente não chegaram ainda no Brasil, mas mostram cada vez mais evolução e deixam o recado de que vieram para ficar, e os brasileiros já mostraram que aprovam a ideia.