Matérias » Arte

Conheça a trajetória de 5 grandes mestres da arte

A história da pintura não seria a mesma sem a contribuição destes cinco nomes

Letícia Yazbek Publicado em 19/05/2019, às 16h00

None
Reprodução

1. Michelangelo Buonarroti (1475 – 1564)

Crédito: Reprodução

 

Michelangelo foi escultor, pintor, arquiteto e poeta. Aos 13 anos, ele foi aprendiz do pintor Domenico Ghirlandaio, em Florença (Itália). Em 1489, ingressou na escola de escultura de Lorenzo de Medici. Michelangelo aprimorou as técnicas de escultura e criou obras importantes, como Davi e Baco. De 1508 a 1512, pintou o teto da Capela Sistina, no Vaticano. A Criação de Adão, que decora a Capela, é uma das obras mais conhecidas de Michelangelo. Ela representa um episódio da Bíblia em que Deus cria o primeiro homem, Adão. 


2. Vincent Van Gogh (1853 – 1890)

Crédito: Reprodução

 

Viveu na Holanda, França e Bélgica e pintou mais de 400 telas durante a vida. Por volta de 1880, Van Gogh passou a retratar a vida cotidiana dos camponeses e os trabalhadores rurais da Holanda. Em 1886, entra em contato com importantes pintores da época, como Henri de Toulouse-Lautrec e Paul Gauguin. Dois anos depois, Van Gogh se mudou para Arles, no sul da França. Lá, foi inspirado pelas paisagens rurais e pintou alguns dos quadros mais famosos, como Noite Estrelada e Doze girassóis numa jarra.


3. Pablo Picasso (1881 – 1973)

Crédito: Reprodução

 

Começou a se interessar pela arte aos sete anos de idade, quando fazia desenhos a lápis. Mais tarde, Picasso estudou em Barcelona (Espanha), onde aprimorou as técnicas de pintura. Em 1907, terminou a obra As Senhoritas de Avignon, considerado o marco do início do cubismo. Esse movimento artístico representava os objetos a partir de diferentes pontos de vista, usando formas geométricas. Em 1937, durante a Guerra Civil Espanhola (conflito que ocorreu entre 1936 e 1939), Picasso pintou o mural Guernica. A obra mostra a violência que ocorreu durante a guerra.


4. Tarsila do Amaral (1886 – 1973)

Crédito: Reprodução

 

Brasileira de Capivari, interior de São Paulo, estudou em Barcelona (Espanha), onde pintou o primeiro quadro, Sagrado Coração de Jesus, aos 16 anos. Em 1920, estudou pintura e escultura em Paris (França). Ao voltar para o Brasil, Tarsila formou o Grupo dos Cinco, com a pintora Anita Malfatti e os escritores Oswald de Andrade, Mário de Andrade e Menotti del Picchia. Tarsila se tornou uma das principais figuras do movimento modernista no Brasil, que defendia uma independência artística brasileira. Abaporu é uma das obras mais famosas de Tarsila do Amaral.


5. Frida Kahlo (1907 – 1954)

Crédito: Reprodução

 

Frida Kahlo é considerada uma das pintoras mais importantes do século 20. Ela começou a pintar depois de sofrer um grave acidente de bonde, aos 18 anos, no qual fraturou a coluna e a pélvis. Frida utilizava um cavalete adaptado à cama e pintava muitos autorretratos — em um deles, A Coluna Partida, aparece com um colete ortopédico. Com um estilo considerado surrealista, ela se tornou um símbolo da criatividade das mulheres.