Matérias » Personagem

A curiosa lenda brasileira do túmulo da bebê Maria Gilda

A intrigante sepultura localizada no cemitério municipal de Santa Leopoldina, atrai diversos turistas e fiéis

Victória Gearini | @victoriagearini Publicado em 08/08/2021, às 11h15

Túmulo da bebê Maria Gilda
Túmulo da bebê Maria Gilda - Divulgação / Youtube / Caça Fantasmas Brasil

No cemitério municipal de Santa Leopoldina, há um túmulo intrigante que atrai diversos turistas, fiéis e curiosos todos os anos. Isso porque, algumas pessoas acreditam que a sepultura emite atividade sobrenatural e seja capaz, ainda, de fazer milagres. 

De acordo com a Gazeta Online, o túmulo pertence a Maria Gilda, que veio a óbito ainda bebê, há 98 anos. Conforme relatos de visitantes e funcionários, constantemente a sepultura enche de água, motivo que leva algumas pessoas a acreditarem que a água seja milagrosa. 

Morte precoce 

Nascida no dia 4 de setembro de 1922, Maria Gilda veio a óbito no dia 19 de janeiro de 1923, poucos meses depois do seu nascimento. Na época, a criança foi encontrada morta dentro de uma banheira. Acredita-se que enquanto a avó foi buscar uma toalha para secá-la a pequena tenha se afogado.

Membro de uma das famílias mais tradicionais da região, a morte da garota foi um grande choque para todos. Segundo a obra ‘O Município de Santa Leopoldina’, do autor Francisco Schwarz, a avó da bebê, Maria Zelinda era uma mulher muito bondosa e respeitada por todos, o que evidencia que a morte da criança foi um acidente. 

Túmulo da bebê Maria Gilda / Crédito: Divulgação / Youtube / Caça Fantasmas Brasil

 

Em entrevista ao Gazeta Online, o guia turístico Jefferson Rodrigues revelou que o túmulo de Maria Gilda atrai inúmeros visitantes todos os anos. Eles acreditam que a água que sai de dentro da sepultura seja milagrosa. 

É curioso porque, se observarmos, o túmulo fica acima da terra em uma barra de concreto. E como tem água? Muita gente fala que é o coveiro, mas seria uma tradição de muito tempo se fosse verdade”, disse Rodrigues

A lenda nacional 

Mesmo após 98 anos da morte da garota, a sua história é amplamente lembrada na região. Além disso, devido ao mistério de seu túmulo, foi possível manter ativo o Circuito de Cemitérios até 2011, que visava preservar a história de outras personalidades enterradas no local.

Túmulo da bebê Maria Gilda / Crédito: Divulgação / Youtube / Caça Fantasmas Brasil

 

Há décadas, a lenda circula pela região, atraindo diversas caravanas e efêmeros que acreditam que a água seja milagrosa e possa lhes proporcionar alguma cura — embora nada nunca tenha sido comprovado e nenhum estudo mais profundo tenha sido feito na sepultura.

No entanto, segundo o coveiro aposentado Luciano Lichtenheld, ele chegou a presenciar relatos de pessoas que alcançaram a graça divina após visitar onde Maria Gilda está enterrada. 

Veio uma senha de Vitória e disse que o marido dela foi curado do câncer. Alguma coisa tem naquela água", revelou o antigo coveiro do local, em entrevista ao Gazeta Online.

+Saiba mais sobre obras relacionadas ao tema disponíveis na Amazon: 

Lendas, de Yuri Andrey, Ivan Reis, Joe Prado e Eddy Barrows (2018) - https://amzn.to/3AakStY

Box Árabes: Os melhores contos e lendas, de Pandorga (2021) - https://amzn.to/3CyxeOH

Eu sou a lenda, de Richard Matheson (2016) - https://amzn.to/2VyLJ4f

Lendas Brasileiras Para Jovens, de Luís da Câmara Cascudo (2009) - https://amzn.to/3jzUt23 

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp 

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W