Matérias » Arte

Da casa aos personagens 'reais': 5 curiosidades sobre a obra American Gothic

Criada há 90 anos, a obra ainda intriga muitas pessoas e gerou inúmeras versões hilárias

Giovanna Gomes Publicado em 05/11/2020, às 15h08

Obra American Gothic
Obra American Gothic - Wikimedia Commons

A obra American Gothic é uma das mais conhecidas da história da arte. Repleta de figuras marcantes, ela conquistou muitos admiradores desde que foi criada em 1930, sendo que até hoje, são inúmeras as teorias quanto ao real significado de cada elemento presente na pintura.

Pensando nisso, o site Aventuras na História separou 5 curiosidades sobre a famosa tela.

1. O responsável pela pintura

Grant Wood foi um dos principais pintores regionalistas dos Estados Unidos. Nascido em Iowa, costumava pintar pessoas e cenas de sua cidade muitas vezes em tom satírico e primitivista.

Ele estudou diversos estilos durante suas viagens para a Europa, todavia, sua principal inspiração foi a técnica do artista flamengo do século XV Jan van Eyck.

Sua mais famosa obra American Gothic foi exposta pela primeira vez no Art Institute of Chicago, no ano de 1930, onde permanece até os dias de hoje.

2. Personagens reais

Durante muito tempo, os admiradores da obra pensaram que as pessoas retratadas seriam um casal. No entanto, a mulher no quadro foi inspirada pela irmã de WoodNan Wood Graham, que era historiadora.

Segundo ela, o irmão quis retratar um fazendeiro ao lado de sua filha. Ela ainda afirmou que seu rosto foi modificado para que não pudesse ser reconhecida.

Nan Wood Graham e Byron McKeeby - Wikimedia Commons

 

Já o homem retratado era o dentista Byron McKeeby, que somente aceitou ser o modelo de Grant. Ele aceitou o convite porque fora prometido o personagem teria feições diferentes, assim Byron não seria reconhecido (ele não queria). Porém, a tentativa foi em vão: depois terminada a pintura, os próprios colegas dentistas de McKeeby o reconheceram. 

3. A casa realmente existiu

American Gothic House em Eldon, Iowa / Wikimedia Commons

 

Certa vez, Wood se encontrava em Eldon, em Iowa, para atender a uma exposição de arte. Ele caminhava com o colega Edward Rowan pelas ruas da cidade, quando se deparou com uma construção um tanto curiosa: uma casa que possuía uma janela divertida e "pretensiosa", como descreveu. Wood achou a casa tão diferente que fez um rápido esboço, sobre o qual criou o famoso quadro que conhecemos hoje.

A casa conhecida como American Gothic House foi construída entre 1881 e 1882 por Catherine e Charles Dibble e ainda conta outra janela gótica nos fundos. Mais tarde, Carl E. Smith comprou a propriedade e, em 1991, a doou para o State Historical Society of Iowa.

4. Assinatura oculta

Um detalhe que muitas pessoas não reparam é que o macacão do fazendeiro, no canto inferior direito a assinatura de Grant Wood, apresenta a marca do artista. O registro é quase ilegível, todavia, apresenta o nome do pintor e o ano em que realizou a obra: 1930.

A ideia de deixar uma assinatura oculta foi muito provavelmente inspirada em Jan van Eick, sua maior inspiração, que também realizou o mesmo em seu quadro O casal Arnolfini.

Assinatura - Wikimedia Commons

 

5. As várias versões da obra

Devido ao imenso sucesso de American Gothic, diversas sátiras foram realizadas ao longo dos anos em homenagem à obra de Wood. Famosos, anônimos, animais, marcas conhecidas e até mesmo personagens de ficção foram retratados em referência ao quadro do regionalista.

Paródia representando o McDonald's - Divulgação

 

Minions - Divulgação

 

Até a pandemia foi representada /Crédito: Divulgação

 

Até a pandemia de Covid-19 inspirou pessoas a realizarem novas versões do quadro. Nesta última, foram retratados de maneira irônica alguns ítens considerados essenciais para para os americanos durante a quarentena.


+Saiba mais sobre arte por meio de grandes obras disponíveis na Amazon:

Tudo sobre arte, de Stephen Farthing e Richard Cork (2018) - https://amzn.to/3fEy6FY

A História da Arte, de Gombrich (2000) - https://amzn.to/2A1SsIG

O livro da arte, de Vários Autores (2019) - https://amzn.to/3cdUjIR

História Ilustrada da Arte, de Ian Chilvers (2014) - https://amzn.to/2WDgHEF

Breve história da Arte: Um guia de bolso para os principais gêneros, obras, temas e técnicas, de Susie Hodge (2018) - https://amzn.to/3fEykwO

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp 

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W